Menu
Busca Quarta, 22 de Novembro de 2017
(67) 9860-3221

Falta de estrutura atrapalha ecoturismo em Bataguassu

13 Dezembro 2003 - 08h04

A falta de estradas em boas condições de trafego e rede de energia elétrica para atender a demanda crescente de pousadas, hotéis fazendas e condomínios rurais às margens da represa formada pelas obras de construção da Usina Sérgio Mota, estão inviabilizando os investimentos em turismo em Bataguassu na divisa com o Estado de São Paulo.  As estradas que dão acesso a alguns pesqueiros na região de Bataguassu estão intransitáveis em decorrência das fortes chuvas  que estão caindo na região. O problema se agrava por não haver um reparo constante nessas estradas. A estrada que dá acesso ao Pesqueiro Favaretto é uma delas. Com um investimento de cerca de R$ 100 mil, seu proprietário Antonio Favaretto já lamenta a queda na procura pelo local. “São dezenas de turistas que estão vindo pra cá e quando vêem a estrada pensam em desistir e voltar pra trás”, argumentou. Outro problema é a falta de uma rede trifásica de energia elétrica que possibilitaria a ampliação do investimento. Faveretto diz que nem todos os apartamentos do pesqueiro podem ser ligados pois o aporte de energia para região não é suficiente para a demanda. No Hotel Fazenda Toca do Peixe as obras também estão paralisadas aguardando que as autoridades locais e estaduais tomem providência para solucionar os problemas. Pelo menos três condomínios ás margens do lago também estão com suas obras paralisadas. Os proprietários têm autorização apenas para fazer a ligação elétrica considera essencial para uma moradia comum. Aparelhos de ar condicionado e bombas para poços artesianos não são permitidos.  Os turistas que freqüentam os pesqueiros de Bataguassu e os pescadores da região praticam três modalidades de pesca  a de subsistência, integrada na cultura regional, que constitui importante fonte de proteína para as populações ribeirinhas; pesca esportiva, que se tornou o principal atrativo do turismo regional, especialmente no Estado; e pesca profissional, atividade tradicional, onde atuam centenas de pescadores em toda a região.  Mesmo com todas dificuldades os turistas continuam lotando os pesqueiros da região onde a pesca de algumas espécies está permitida principalmente a de tucunaré que é o peixe que mais atrai os pescadores do Mato Grosso do Sul e de São Paulo. As belezas naturais da região também são outro atrativo para quem gosta de apreciar a das aves da região ou do pôr do sol às margens do grande lago.(Antonio Coca)

Deixe seu Comentário

Leia Também

TELEVISÃO
Raíssa Ribeiro erra ponto de lagosta e é eliminada do MasterChef Profissionais
UFGD
Noite da Viola será realizada na próxima Sexta-feira na Unidade 1
LOTERIA
Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 50 milhões nesta quarta
ANTONIO JOÃO
Suspeito de estuprar enteada de 4 anos é preso na região de fronteira
POLÍTICA
Prefeitos de MS vão à Brasília e pedem apoio da bancada federal
ACOLHIMENTO
Evento aproxima comunidade de crianças e adolescentes acolhidos em Dourados
POLÍTICA
Senado aprova voto distrital misto para eleição de deputados e vereadores
EDUCAÇÃO
II Seminário sobre Envelhecimento Humano começa hoje em Dourados
INFORME PUBLICITÁRIO
Presente em 165 países e com 120 anos de história, escola Adventista está com matrículas abertas em Dourados
TEMPO
Quarta-feira nublada, ainda com possibilidade de chuva em Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Homem foi executado com dois tiros e suspeita é de "guerra" entre grupos
DOURADOS
Homem é encontrado morto com tiro dentro de carro em Dourados
É OU NÃO É
Quem perder o prazo da biometria vai ter de pagar multa de R$ 150?
TRÂNSITO
Homem morre em Dourados após acidente