Menu
Busca quarta, 26 de junho de 2019
(67) 9860-3221

Falta de estrutura atrapalha ecoturismo em Bataguassu

13 dezembro 2003 - 08h04

A falta de estradas em boas condições de trafego e rede de energia elétrica para atender a demanda crescente de pousadas, hotéis fazendas e condomínios rurais às margens da represa formada pelas obras de construção da Usina Sérgio Mota, estão inviabilizando os investimentos em turismo em Bataguassu na divisa com o Estado de São Paulo.  As estradas que dão acesso a alguns pesqueiros na região de Bataguassu estão intransitáveis em decorrência das fortes chuvas  que estão caindo na região. O problema se agrava por não haver um reparo constante nessas estradas. A estrada que dá acesso ao Pesqueiro Favaretto é uma delas. Com um investimento de cerca de R$ 100 mil, seu proprietário Antonio Favaretto já lamenta a queda na procura pelo local. “São dezenas de turistas que estão vindo pra cá e quando vêem a estrada pensam em desistir e voltar pra trás”, argumentou. Outro problema é a falta de uma rede trifásica de energia elétrica que possibilitaria a ampliação do investimento. Faveretto diz que nem todos os apartamentos do pesqueiro podem ser ligados pois o aporte de energia para região não é suficiente para a demanda. No Hotel Fazenda Toca do Peixe as obras também estão paralisadas aguardando que as autoridades locais e estaduais tomem providência para solucionar os problemas. Pelo menos três condomínios ás margens do lago também estão com suas obras paralisadas. Os proprietários têm autorização apenas para fazer a ligação elétrica considera essencial para uma moradia comum. Aparelhos de ar condicionado e bombas para poços artesianos não são permitidos.  Os turistas que freqüentam os pesqueiros de Bataguassu e os pescadores da região praticam três modalidades de pesca  a de subsistência, integrada na cultura regional, que constitui importante fonte de proteína para as populações ribeirinhas; pesca esportiva, que se tornou o principal atrativo do turismo regional, especialmente no Estado; e pesca profissional, atividade tradicional, onde atuam centenas de pescadores em toda a região.  Mesmo com todas dificuldades os turistas continuam lotando os pesqueiros da região onde a pesca de algumas espécies está permitida principalmente a de tucunaré que é o peixe que mais atrai os pescadores do Mato Grosso do Sul e de São Paulo. As belezas naturais da região também são outro atrativo para quem gosta de apreciar a das aves da região ou do pôr do sol às margens do grande lago.(Antonio Coca)

Deixe seu Comentário

Leia Também

LOTERIA
Bolão de Dourados leva mais de R$ 1 mi na Quina de São João
NOVA ANDRADINA
Irmãos são presos com R$ 2,7 mil em notas falsas compradas via web
SUL DE MS
Polícia recupera veículo após tentativa de fuga de motorista
DOURADOS
Délia vai à delegacia registrar queixa por calúnia nas redes sociais
CRIME AMBIENTAL
Dono de mineradora de areia é multado por degradar área protegida
DOURADOS
TJ suspende sessão que julgaria Idenor Machado
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de olho em Previdência e à espera do G20
MATO GROSSO DO SUL
Governo encaminha à Assembleia dois projetos com alterações de leis estaduais
VIAGEM
Inverno na Serra Gaúcha: dicas do grupo Casa da Montanha #ad
TRÁFICO
Mais de doze toneladas de entorpecentes são incinerados em Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Trans e namorado são presos suspeitos de extorquir cliente após programa
FRONTEIRA
Homem assassinado em estacionamento de shopping é ex-policial
DOURADOS
Jovem morre ao bater moto contra carreta parada no Água Boa
DOURADOS
Homem escapa de tiros na Vila Toscana; ex-namorada e o atual dela seriam os autores