Menu
Busca quinta, 19 de setembro de 2019
(67) 9860-3221

Falta de estrutura atrapalha ecoturismo em Bataguassu

13 dezembro 2003 - 08h04

A falta de estradas em boas condições de trafego e rede de energia elétrica para atender a demanda crescente de pousadas, hotéis fazendas e condomínios rurais às margens da represa formada pelas obras de construção da Usina Sérgio Mota, estão inviabilizando os investimentos em turismo em Bataguassu na divisa com o Estado de São Paulo.  As estradas que dão acesso a alguns pesqueiros na região de Bataguassu estão intransitáveis em decorrência das fortes chuvas  que estão caindo na região. O problema se agrava por não haver um reparo constante nessas estradas. A estrada que dá acesso ao Pesqueiro Favaretto é uma delas. Com um investimento de cerca de R$ 100 mil, seu proprietário Antonio Favaretto já lamenta a queda na procura pelo local. “São dezenas de turistas que estão vindo pra cá e quando vêem a estrada pensam em desistir e voltar pra trás”, argumentou. Outro problema é a falta de uma rede trifásica de energia elétrica que possibilitaria a ampliação do investimento. Faveretto diz que nem todos os apartamentos do pesqueiro podem ser ligados pois o aporte de energia para região não é suficiente para a demanda. No Hotel Fazenda Toca do Peixe as obras também estão paralisadas aguardando que as autoridades locais e estaduais tomem providência para solucionar os problemas. Pelo menos três condomínios ás margens do lago também estão com suas obras paralisadas. Os proprietários têm autorização apenas para fazer a ligação elétrica considera essencial para uma moradia comum. Aparelhos de ar condicionado e bombas para poços artesianos não são permitidos.  Os turistas que freqüentam os pesqueiros de Bataguassu e os pescadores da região praticam três modalidades de pesca  a de subsistência, integrada na cultura regional, que constitui importante fonte de proteína para as populações ribeirinhas; pesca esportiva, que se tornou o principal atrativo do turismo regional, especialmente no Estado; e pesca profissional, atividade tradicional, onde atuam centenas de pescadores em toda a região.  Mesmo com todas dificuldades os turistas continuam lotando os pesqueiros da região onde a pesca de algumas espécies está permitida principalmente a de tucunaré que é o peixe que mais atrai os pescadores do Mato Grosso do Sul e de São Paulo. As belezas naturais da região também são outro atrativo para quem gosta de apreciar a das aves da região ou do pôr do sol às margens do grande lago.(Antonio Coca)

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL
Seleção brasileira recua para 3ª posição no ranking masculino da Fifa
DOURADOS
Prefeitura vai licitar empresa para gerenciamento e manutenção da frota
DOURADOS
Polícia fecha “boca do Matrix” e prende acusado de vários furtos no Centro
CAPITAL
Com ajuda de cães farejadores, polícia apreende 36,2 kg de cocaína
POLÍTICA
Minirreforma eleitoral divide bancada de MS ao ser aprovada na Câmara dos Deputados
OBRA PARADA
Prazo para retirada dos primeiros editais do Aquário do Pantanal termina dia 27
CLIMA
Dourados pode ter setembro mais seco em 40 anos
BRASIL
PF cumpre mandados em gabinetes do líder do governo e de seu filho
COMBATE AO TRÁFICO
Após apreensão de 1,6t de maconha na fronteira, polícia cumpre mandados de prisão na Capital
TELEVISÃO
'A Fazenda' começa morna e com famosos que poucos conhecem

Mais Lidas

DOURADOS
De assaltante frustrado a autor de furto, jovem agora é apontado como assassino frio e cruel
DOURADOS
“Terror”: Empresário foi agredido e ameaçado de morte durante roubo de joias
CRIME BRUTAL
Após matar pai e filho, assassino arrancou cérebro de menor e manteve fogo aceso para queimar corpos
DOURADOS
Interno foge da PED durante trabalho de manutenção