Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Exportações de MS aumentaram 29,66% em 2003

27 janeiro 2004 - 11h16

O volume de exportações de Mato Grosso do Sul no ano passado teve um incremento de 29,66% em relação a 2002, conforme mostra relatório divulgado pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. Saltou de US$ 384,159 milhões para US$ 498,108 milhões. Também cresceram as importações, mas com índice menor, resultando em um saldo positivo da balança comercial de US$ 5,24 milhões no período. Em 2002 o Estado importou US$ 424,023 milhões e no ano passado, US$ 492,868, o que representa crescimento de 16,23%. O relatório reafirma o perfil da economia sul-mato-grossense, de grande exportadora de matéria prima e importadora de produtos industrializados. Mas demonstra uma ligeira tendência de mudança. Em 2002, 77,17% de tudo que Mato Grosso do Sul exportou eram produtos básicos, como grãos e boi em pé. No ano passado esse índice caiu para 74,12%. Em contrapartida, a participação dos produtos industrializados nas exportações subiu de 22,82% para 25,87%. Em números absolutos o impacto é maior: em 2002 o Estado exportou US$ 87,682 milhões em produtos industrializados e no ano passado, US$ 128,875 milhões. O crescimento das exportações nesse segmento foi de 46,97%, com destaques para o óleo de soja (bruto ou refinado), carne desossada e açúcar. Esses produtos representaram 18,85% das exportações sul-mato-grossenses em 2003. Foram vendidas 22,49 mil toneladas de carne desossada, 59,819 mil toneladas de óleo de soja e 41,037 mil toneladas de açúcar. Mas o carro-chefe da economia sul-mato-grossense ainda são os produtos agropecuários básicos. Juntos, eles representaram mais de 45% das exportações. Encabeça a lista o bagaço para extração de óleo (483,062 mil toneladas), seguido da soja em grãos (233,829 mil toneladas), carne de frango (42,695 mil toneladas) e carne suína (28,573 mil toneladas). Por outro lado, o que mais pesou na balança comercial do Estado no ano passado foi a importação de combustíveis, que representou 70,56% de tudo o que foi adquirido de fora. O gás natural engloba quase o total desse item. Curiosamente, em segundo lugar na lista de maiores importações aparece a carne desossada de bovinos, fresca ou refrigerada, que também figura entre os produtos mais exportados. O relatório mostra que o Estado comprou 23,532 mil toneladas de carne no ano passado, enquanto em 2002 foram 5,333 mil toneladas.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Nelsinho Trad oficializa pedido para reativar Parlamento Amazônico
CAMPO GRANDE
Durante discussão, major da PM atira contra o ex-namorado
TENTATIVA
Petroleiros suspendem greve após 20 dias para negociar acordo
ANASTÁCIO
Motorista perde controle de direção e tomba carreta em ponte
EDUCAÇÃO
UFGD fará programação de recepção aos calouros no dia 03 de março
CAPITAL
Menina de três anos tem braços quebrados após ser espancada por garoto
CONCURSO
Exército abre inscrições para 1.100 vagas da Escola de Sargento
CORUMBÁ
Homem mata professor e foge após confessar crime para mãe
FUTEBOL
Maracaju terá que mandar jogos com portões fechados
NAVIRAÍ
Agente penitenciário é preso acusado de fornecer celular e drogas aos detentos

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018