Menu
Busca sexta, 21 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Ex-presidente da Funai diz que "máfias" agem na Fundação

02 dezembro 2003 - 15h36

Em depoimento na Subcomissão Permanente da Amazônia no Senado, o ex-presidente da Funai(Fundação Nacional do Índio), Eduardo Almeida, confirmou a existência de grupos organizados dentro da instituição destinados a desestabilizar o que chamou de verdadeiro trabalho em defesa da manutenção da cultura, dos costumes e da história dos povos indígenas, em favor de interesses de grupos econômicos, principalmente os ligados aos madeireiros e mineradores. Pressionado pelo senador Mozarildo Cavalcanti (PPS-RR), o ex-presidente da Funai, entretanto, se negou a citar os nomes das pessoas que, segundo ele, fazem parte da “máfia” que controla a instituição e tenta prejudicá-la. Mozarildo considerou “uma leviandade” as acusações de Eduardo Almeida já que, durante todo o depoimento, conforme observou, sequer concedeu uma única pista para que os membros da subcomissão pudessem iniciar uma apuração destinada a esclarecer as possíveis irregularidades.O ex-presidente da Funai denunciou também a existência do crime organizado dentro das áreas indígenas. Segundo ele, esses grupos atuam, principalmente, no tráfego de madeira e de armas. E disse que tanto a Polícia Federal quanto a Funai estão desaparelhadas para combater os criminosos.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Cuidadora é presa após assalto que terminou em morte de médico de 93 anos
TST
Petroleiros fecham acordo com a Petrobras e encerram greve de 20 dias
JARDIM
Armado, homem ameaçava enteada de 8 anos para estuprá-la
UEMS
Mestrado Profissional em Ensino em Saúde abre inscrições em Dourados
ECONOMIA
Associações pedem que Reinaldo revogue aumento do ICMS da gasolina
CAMPO GRANDE
Mulher é presa após xingar idoso e bater na vizinha com mangueira
BATAYPORÃ
Chuva de 90 milímetros coloca cidade de MS em situação de emergência
FOLGA
Bolsonaro passa o carnaval em unidade do Exército no Guarujá
CAPITAL
Major da PM que matou ex-namorado foi agredida e ficou em cárcere
ECONOMIA
Projeto Maracujá Agroecológico começa a dar resultado a produtores

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher ameaça se jogar de torre no Jardim Guaicurus
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018
DOURADOS
Fechamento e promoções levam multidão a fazer fila em hipermercado
DOURADOS
Polícia vai ao Guaicurus e prende condenado por pedofilia