Menu
Busca terça, 21 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Ex-presidente da Funai diz que "máfias" agem na Fundação

02 dezembro 2003 - 15h36

Em depoimento na Subcomissão Permanente da Amazônia no Senado, o ex-presidente da Funai(Fundação Nacional do Índio), Eduardo Almeida, confirmou a existência de grupos organizados dentro da instituição destinados a desestabilizar o que chamou de verdadeiro trabalho em defesa da manutenção da cultura, dos costumes e da história dos povos indígenas, em favor de interesses de grupos econômicos, principalmente os ligados aos madeireiros e mineradores. Pressionado pelo senador Mozarildo Cavalcanti (PPS-RR), o ex-presidente da Funai, entretanto, se negou a citar os nomes das pessoas que, segundo ele, fazem parte da “máfia” que controla a instituição e tenta prejudicá-la. Mozarildo considerou “uma leviandade” as acusações de Eduardo Almeida já que, durante todo o depoimento, conforme observou, sequer concedeu uma única pista para que os membros da subcomissão pudessem iniciar uma apuração destinada a esclarecer as possíveis irregularidades.O ex-presidente da Funai denunciou também a existência do crime organizado dentro das áreas indígenas. Segundo ele, esses grupos atuam, principalmente, no tráfego de madeira e de armas. E disse que tanto a Polícia Federal quanto a Funai estão desaparelhadas para combater os criminosos.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Encceja 2019 registra meio milhão de inscritos no primeiro dia
EDUCAÇÃO
IFMS prorroga prazo de inscrições para cursos técnicos a distância
TRÊS LAGOAS
Ambiental multa produtor rural por desmatamento
CAMPO GRANDE
Shopping é condenado por assalto dentro do estacionamento
BRASIL
Governo nomeia Guimarães Neto para presidência da Embratur
ENCONTRO HOLÍSTICO
Terapeutas Holísticos de MS participam do Congresso Holístico Internacional em Bonito
DOURADOS
Quatro empresas serão notificadas para obras na Presidente Vargas
LEGISLATIVO
Portador de doença que necessite aparelhos não poderá ter energia cortada
DOURADOS
Mulher é presa tentando atear fogo na casa do ex
BRASIL
Campanha contra trabalho infantil começa amanhã com twittaço

Mais Lidas

ITAPORÃ
PM da reserva morre em acidente próximo a ponte do Rio Santa Maria
DOURADOS
Comissão vota contra o próprio parecer e Idenor se salva de cassação
EDUCAÇÃO
Inscrições do Encceja 2019 começam nesta segunda-feira
DOURADOS
Ex-líder da prefeita Délia Razuk é alvo de pedido de cassação