Menu
Busca quarta, 11 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221

Ex-médico é condenado a 18 anos por morte após lipoaspiração

11 dezembro 2009 - 12h17

Um ex-médico foi condenado, na madrugada desta sexta-feira (11), a 18 anos de prisão pela morte de uma jovem, depois de uma lipoaspiração. O julgamento foi em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.

A jovem Elen Burati morreu de insuficiência renal em julho de 2002 depois de fazer uma lipoaspiração na clínica do então médico Vanderson Bulamah. O laudo do Instituto Médico-Legal (IML) apontou perda de sangue excessivo durante a cirurgia que evoluiu para uma anemia profunda. O suspeito teve o registro de médico cassado.

A defesa informou que vai entrar com pedido de habeas corpus. A defesa alega que o julgamento deve ser anulado por falta de provas

Deixe seu Comentário

Leia Também

MORTE A ESCLARECER
Mulher morre na cama ao lado do namorado após sair com amiga
INTERNACIONAL
Greta Thunberg é escolhida 'pessoa do ano' pela revista 'Time'
ANGÉLICA
Mãe encontra filho morto em casa e a suspeita é de suicídio
72 HORAS
Justiça determina que PRF volte a usar radares móveis em rodovias
SETE VEZES
Homem é preso em fazenda suspeito de estuprar filha de 14 anos
SELIC
Copom reduz juros para 4,5% ao ano, o menor nível da história
BATAGUASSU
Homem ameaça ex-mulher com faca e ateia fogo em residência
BRASIL
Comissão convida Moro e Toffoli para discutir segunda instância
NAVIRAÍ
Polícia apreende adolescente com de 51 pedras de crack
ECONOMIA
Dólar fecha em baixa, de olho em decisões sobre taxas de juros

Mais Lidas

CAARAPÓ
Homem é assassinado a golpes de faca após discussão em bar
DOURADOS
Inteligência da PM prende dois por tráfico no bairro Estrela Tovi
GRANDE DOURADOS
Quadrilha especializada em roubo de caminhonetes é desarticulada e seis são presos
FURTO
Polícia recupera objetos e fecha ponto de receptação em Dourados