Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Estudo diz que Ilha do Padre em Bonito vale R$ 2 milhões

19 janeiro 2004 - 11h54

Um estudo preliminar feito pelo governo estadual aponta o valor aproximado de R$ 2 milhões para indenização pela desapropriação da Ilha do Padre, em Bonito. A Procuradoria Geral do Estado aguarda um valor oficial, a ser apontado pela Junta de Avaliação, para que a quantia seja depositada em juízo.A posse da ilha é disputada na Justiça pelo ex-padre Roosvelt de Sá Medeiros e a família do dono.O padre tinha colocado a ilha à venda na metade do ano passado por R$ 6 milhões. A divulgação da venda levou o governador Zeca do PT a decretar a desapropriação. A proposta do governo é utilizar o espaço para visitação e estudos. Já foi feito um estudo de manejo pela Sema (Secretaria de Meio Ambiente).O governo estava avaliando a desapropriação de outros dois trechos na região, um para acesso à ilha e outro para estacionamento de veículos.A Ilha do Padre abriga um braço do rio Formoso, por onde passam 10 cachoeiras, em área de 2,9 hectares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Nelsinho Trad oficializa pedido para reativar Parlamento Amazônico
CAMPO GRANDE
Durante discussão, major da PM atira contra o ex-namorado
TENTATIVA
Petroleiros suspendem greve após 20 dias para negociar acordo
ANASTÁCIO
Motorista perde controle de direção e tomba carreta em ponte
EDUCAÇÃO
UFGD fará programação de recepção aos calouros no dia 03 de março
CAPITAL
Menina de três anos tem braços quebrados após ser espancada por garoto
CONCURSO
Exército abre inscrições para 1.100 vagas da Escola de Sargento
CORUMBÁ
Homem mata professor e foge após confessar crime para mãe
FUTEBOL
Maracaju terá que mandar jogos com portões fechados
NAVIRAÍ
Agente penitenciário é preso acusado de fornecer celular e drogas aos detentos

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018