Menu
Busca quarta, 26 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Estadualização: MS pediu substituição e não novos trechos

15 janeiro 2004 - 12h34

Ao contrário do que foi divulgado ontem, Mato Grosso do Sul não pleiteou novos trechos de rodovias federais. Na audiência do governador Zeca do PT com o ministro dos Transportes, Anderson Adauto, foi discutida a substituição de três trechos das BRs 060 e 463 por um outro trecho, ainda na BR-060. A “permuta”, segundo o secretário de Infra-Estrutura e Habitação, Carlos Augusto Longo Pereira, não altera o desembolso de recursos já feito pela União e também não implica em custos adicionais ao contrato de estadualização, porque está sendo pedida a substituição numa extensão que corresponde à quilometragem dos novos trechos oferecidos em troca.O governador Zeca do PT pediu a substituição dos 112,5 quilômetros da BR-463, entre Ponta Porã e Dourados, outros 37,9 quilômetros da BR-060, entre Nioaque e Guia Lopes e também de 91,8 quilômetros da mesma rodovia entre Jardim e Bela Vista. Segundo o secretário de Infra-Estrutura, o governador Zeca ofereceu os trechos em troca dos 245,4 quilômetros da BR-060, a partir do entroncamento da BR-163, na localidade de São Pedro e Capim Verde (acesso a Camapuã) até Chapadão do Sul, na divisa de Mato Grosso do Sul com Goiás.Na exposição de motivos que justifica a permuta, o governador Zeca lembra que os trechos inicialmente estadualizados demandam à fronteira do Brasil com o Paraguai, onde prevalecem os interesses da União na questão da segurança pública, pois são corredores onde os organismos policiais federais têm atuação intensiva no combate ao narcotráfico e contrabando. Os trechos que o Estado quer substituir também são estratégicos para a soberania nacional, já que interligam unidades militares dispostas na fronteira.No ano passado, Mato Grosso do Sul assumiu a manutenção de 685 quilômetros de estradas federais, recebendo como compensação da União R$ 89,1 milhões, dos quais R$ 45 milhões foram repassados em julho do ano passado, R$ 25 milhões deverão ser repassados até o fim do mês de janeiro, e o restante, R$ 19,1 milhões o Estado deverá receber até junho deste ano, conforme calendário definido também na reunião de ontem no Ministério dos Transportes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COPA DO BRASIL
Águia Negra treina em São Paulo para jogo contra Ferroviária
CAMPO GRANDE
Escola da zona rural é beneficiada com o parque feito em presídio
LITERATURA
Há 75 anos, morria Mário de Andrade, um dos maiores escritores do país
ESPORTES
Ciclista de MS conquista duas medalhas em competição nacional
ESTÁGIO
Acadêmicos do Vale Universidade podem cumprir horas nos finais de semana
DOURADOS
‘Confusão’ em Carnaval na praça gera discussões sobre uso dos espaços públicos
CRIME AMBIENTAL
Homem é autuado em 12 mil por falta de conservação de solo
CRISE
Com mais 23 assassinatos, mortes no Ceará chegam a 170
'PURO ÓDIO'
Liderança do PCC em Campo Grande é morto por dupla
REGIÃO
PMA paralisa atividade em carvoaria ilegal e autua proprietária

Mais Lidas

DOURADOS
Ex-prefeito de Amambai não resiste e morre no Hospital do Coração
MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
ATENTADO
Aeronave pousa em Dourados e fica a disposição de Lanzarini
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar