Menu
Busca sexta, 18 de outubro de 2019
(67) 9860-3221

Nas alturas: Welinton vibra com primeiro título como titular do Fla

04 maio 2011 - 09h29

04/05/2011 10h23 - Atualizado em 04/05/2011 10h23

# Nas alturas: Welinton vibra com primeiro título como titular do Fla


Maryuska Pavão

Seu Antônio foi um dos primeiros a receber um telefonema. Era Welinton do outro lado da linha, ainda no vestiário do Engenhão. Ao lado do zagueiro, estava a brilhante Taça Rio, troféu que garantiu ao Flamengo a conquista antecipada do Campeonato Carioca. Título invicto. Aos 22 anos, o zagueiro também tem o estadual e o Brasileirão de 2009 no currículo. A conquista desta temporada, no entanto, é a primeira dele como titular absoluto.

Liguei para o meu pai, minha mãe, meu irmão. Estavam todos muito felizes. Falaram que iam para a rua com a bandeira do Flamengo para comemorar. Todo título tem sabor especial, o Brasileiro ficou marcado, como o Carioca de 2009, mas esse ano é diferente, jogando quase todos os jogos, com confiança do grupo, do professor. Como é bom ser campeão como titular.

Dividir a alegria com a família também foi um gesto de agradecimento. Seu Antônio precisava driblar a dificuldade financeira com muita criatividade para o filho conseguir chegar aos treinos da base do Fla. Nascido em Rio Bonito, a cerca de 80km do Rio de Janeiro, Welinton sempre sofreu para pagar a condução. Umas das alternativas encontradas na época era vender passarinhos.

- Sou grato demais. Como meu pai vendeu passarinho. Para cada um que ele vendia tinha de buscar dois no mato (risos). Mas graças a deus superamos isso. Passa um filme rápido na cabeça. Você lembra o que passou, o que sofreu. Vê que valeu a pena passar por tudo, olha para trás e vê que cresceu.

E são os pássaros que inspiram o defensor. Welinton quer subir sem parar, num voo que passa por outras três competições.

- Espero não ter limites. Enquanto tiver asas, vou voar, procurar novos ares e crescer no Flamengo. O título carioca estava dentro do nosso objetivo, David e eu trabalhamos firme para conquistar a confiança do professor. Mas temos ainda a Copa do Brasil, a Sul-Americana e o Brasileiro. No que depender de nós, vamos chegando em todas.

Welinton costuma dizer que a bola é um prato de comida. Lição aprendida com o técnico Vanderlei Luxemburgo. O jogador garante que a fome rubro-negra é insaciável.

- Se comermos direitinho, sempre vamos sair com a vitória (risos).

Se Ronaldinho e Thiago Neves são tratados como maquinistas do bonde sem freio do Flamengo, Welinton diz que os defensores são os operários.

- Cuidamos da manutenção do bonde, fazendo tudo com segurança, tranquilidade, para não deixar sair dos trilhos. Corremos, procuramos dar o suporte necessário para o bonde seguir tranquilo.

Nesta quinta-feira, o Flamengo enfrenta o Ceará, na abertura das quartas de final da Copa do Brasil. A partida de ida será no Engenhão, às 21h50m (de Brasília).

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
MEC remaneja recursos próprios para recompor orçamento das federais
CAMPO GRANDE
Polícia impede furto em farmácia e prende dois autores em flagrante
BODOQUENA
Caçadores são presos com carabina e jacaré abatido
FUTEBOL AMADOR
Copa Saúde Cassems define terceira colocação neste domingo
DIA DO MÉDICO
Médicos, presentes na Unimed desde a gestão até a consulta
ECONOMIA
Dólar fecha em queda nesta sexta, mas acumula alta na semana
DEBATES
Governador empossa Conselho Estadual de Cultura destacando valorização
AGENDA OFICIAL
Ministro anuncia mais R$ 10 milhões na saúde de Dourados e descarta novas UPA’s
MÚSICA
Dupla de MS completa 4 anos de carreira com show na Capital
ESTADO
MS sobe duas posições no Ranking da Competitividade e é 2º em crescimento no cenário nacional

Mais Lidas

BNH IV PLANO
Polícia investiga morte de bebê logo após parto em Dourados
DOURADOS
Com fim de contrato, empresa começa a retirar lombadas eletrônicas
DOURADOS
Pente-fino teve ‘bate-grade’ e apreendeu drogas, celulares e facas artesanais
DOURADOS
Ladrões invadem e fazem “limpa” em casas