Menu
Busca sexta, 20 de julho de 2018
(67) 9860-3221
FUTEBOL

Londrina bate Atlético-MG nos pênaltis e conquita título da 1ª Liga

05 outubro 2017 - 07h54Por Terra
Após eliminar o campeão da Copa do Brasil, Cruzeiro, nas semifinais e bater o Atlético-MG na final, o Londrina conquistou, na noite desta quarta-feira, dia 04 de outubro, no Estádio do Café, o título da Primeira Liga. A equipe chegou à taça sem perder nenhum duelo e levanta o troféu após bater o time alvinegro de Minas Gerais nos pênaltis, 4 a 2, após um movimentado 0 a 0 no tempo normal.
 
Eliminado da Libertadores nas oitavas de final, da Copa do Brasil nas quartas, e na incômoda nona colocação do Brasileiro (mais próximo da zona de rebaixamento do que do G-6 em pontos), o Atlético Mineiros, um dos elencos mais caros do Brasil perde assim outra chance de levantar um título em 2017 - no ano, conquistou apenas o Mineiro no início da temporada.
 
Embora fosse um time de divisão inferior, o Londrina foi um duro adversário. A equipe foi superior durante toda a etapa inicial e, no fim das contas, as principais chances com bola rolando foram da equipe da casa. Ao Galo, restou melhorar na etapa final e ter alguns bons momentos durante o duelo.
 
O Atlético volta a campo na quarta-feira (11), no Independência, contra o São Paulo, pelo Brasileirão. O Londrina joga no sábado, contra o Criciúma, no Heriberto Hulse, às 16h30 (de Brasília), pela Série B.
 
Primeiro tempo
 
O duelo começou igual entre as equipes. O Galo tinha dificuldades para sair jogando e não conseguia criar oportunidades. O meia Cazares ficava isolado na direita e isso atrapalhava a saída de campo.
 
O Londrina, por sua vez, conseguia fazer a saída organizado e levava bastante perigo contra a meta atleticana. Até os 30 minutos, apenas a equipe paranaense jogou, tendo as principais oportunidades e levando muitos riscos.
 
Enquanto isso, a melhor chance do Galo foi uma chegada pela linha de fundo, sem finalização. A situação incomodava o técnico Oswaldo Oliveira que não gostava da postura da sua equipe.
 
Segundo tempo
 
O Galo voltou melhor para o segundo tempo. O técnico Oswaldo Oliveira percebeu uma desequilíbrio no time, que atuava muito pelo lado direito, concentrando a saída do inoperante Cazares.
 
Agora Robinho participava mais do jogo e isso dava mais capacidade para o Atlético conseguir chegar. Isso porque o time não ficava mais “torto” e conseguia criar mais.
 
Porém, com o Galo mais “forte” no ataque, alguns espaços foram dados na defesa. E nesses pontos o Londrina aproveitava. A equipe chegava sempre nos contra-ataques e levava alguns riscos.
 
Incomodado com a situação na frente, o técnico Oswaldo Oliveira, tentando ganhar no tempo normal, sacou três homens da frente e colocou sangue novo, deixando apenas Robinho. Mas pouco conseguiu, o setor criativo do time segue comprometido – mesmo com a passagem do terceiro treinador em 2017.
 
Nas cobranças de pênaltis, o Londrina foi superior. A equipe paranaense não perdeu nenhuma cobrança, enquanto pelo lado do Galo Rafael Moura e Clayton perderam suas cobranças.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LAMA ASFÁLTICA
PF diz que prisão foi baseada em novas provas contra Puccinelli
POLÍTICA
PSC muda planos e procurador pode disputar governo de MS
ESTADO
Resolução aprova projeto de curso técnico em Hospedagem para escolas da Rede Estadual
CRIME AMBIENTAL
Caçador é preso com armas e munições ilegais
OPORTUNIDADE
Faculdades do Senai da Capital e Dourados encerram segunda as inscrições do vestibular de inverno
POSSE
MPT-MS tem novo procurador Regional do Trabalho
PROMOÇÃO
Rotary Guaicurus realiza 9º “pirão do bem” em Dourados
PREVISÃO
Seco, final de semana em Dourados deve ser de sol com temperaturas amenas
IVINHEMA
MPE recomenda medidas para suprir falta de livros em escola estadual
CAMPO GRANDE
Prisão de Puccinelli é preventiva por desdobramento da 'Papiros de Lama'

Mais Lidas

DOURADOS
Ladrões levaram mais de R$ 1,5 mil em assalto a padaria
DOURADOS
Polícia prende trio acusado de assaltar padaria no III Plano
OPERAÇÃO ECHELON
Facção tem "casa de apoio" para presos em MS
MS-156
Traficantes abandonam caminhonete com mais de 1t de maconha