Menu
Busca quarta, 17 de julho de 2019
(67) 9860-3221
VÔLEIBOL

Itália vence tie-break alucinante, e Brasil perde primeira em casa na Liga

03 julho 2015 - 18h45

Globo

O olhar era diferente daquele mostrado no dia anterior. Depois da derrota por 3 a 0, a Itália estava disposta a dar trabalho e evitar que o Brasil terminasse a fase de classificação da Liga Mundial sem ter perdido um jogo sequer dentro de casa. Conseguiu. Nesta sexta-feira, no ginásio Aecim Tocantins, em Cuiabá, provocou o tie-break e venceu por 3 sets a 2 (21/25, 27/29, 21/25, 25/19 e 21/19).

Apesar da derrota, a seleção termina a primeira etapa da competição com a melhor campanha do Grupo A: nove vitórias em 12 jogos. Ao término da partida, o técnico Bernardinho anunciou os três cortes para a fase final. O levantador Rapha, o oposto Leandro Vissotto e o líbero Felipe ficam fora da lista que conta com 14 nomes. De 15 a 19 de julho, no Maracanãzinho, a equipe dará continuidade à caminhada de olho no decacampeonato. A última vez que ergueu o troféu foi na edição de 2010.

"Essa derrota não significa nada para a gente, agora. Essa derrota não influencia nada para a Fase Final. Pudemos dar ritmo de jogo para alguns jogadores como o Lucas Lóh e o Mário Jr., e não vamos nos abalar. Nós vamos confiantes! Ainda temos treinamentos em Saquarema até a Fase final e vamos chegar fortes", disse Serginho.

O maior pontuador do jogo foi o oposto italiano Sabbi, com 19 pontos. Pelo lado brasileiro, os destaques ofensivos foram o central Lucão, com 16 pontos, e o oposto Wallace, com 13.

O JOGO

O grito de Zaytsev minutos antes da apresentação oficial dos jogadores dava a ideia do espírito com que os italianos entrariam na partida. Se os anfitriões desperdiçavam saques, os rivais aproveitavam para se manter na frente. Zaytsev passava pelo bloqueio e a bola encontrava o rosto de Serginho (9/7). A seleção ia se arrumando, melhorando o aproveitamento no serviço. Com um de Lipe, vinha a virada (15/14). Evandro aparecia mais no ataque. Os italianos pecavam nas finalizações dos seus (19/16). Depois do momento de instabilidade, voltavam a encostar no placar. Mas Bruninho acionava Evandro e freava a tentativa de reação. Num ataque de Lanza para fora, o Brasil ganhava o set point. E levava a parcial com uma nova falha do jovem ponteiro: 25/21.

No set seguinte, Serginho dava lugar a Mario Jr. Bruninho, Evandro, Lipe, Lucão e Murilo seguiam em quadra. O time abria (7/4), mas permitia a virada dos adversários (8/7). O Brasil dava pontos de graça e a distância aumentava (12/9). Bruninho chamava os companheiros.

Vibrava com seu ponto de bloqueio, mas lamentava a falha de Eder no saque. Lucão e Evandro consertavam tudo e provocavam o empate (13/13). Os italianos buscavam e retomavam o comando. Zaytsev parava Evandro e fazia Bernardinho pedir tempo (18/14). Na volta, um erro de saque de Mengozzi e ponto de Lipe foram suficientes para Mauro Berruto parar o jogo. Bernardinho fazia a inversão. William e Wallace deixavam o banco. O oposto fazia seu papel no ataque e no bloqueio e a equipe encostava (21/20). A seleção enfrentava o triplo italiano sem sucesso.

A Itália só precisava de um ponto para fazer 1 a 1 (24/20). Murilo e Evandro mantinham a equipe viva no jogo. Bruninho arrancava um ace (24/23). O levantador caprichava no saque novamente e Lucão empatava. A Itália se salvava. Lucarelli entrava e era muito aplaudido pela torcida. Lanza via seu serviço parar na rede (25/25). O mesmo acontecia com Lucarelli. As equipes trocavam erros de saque (27/27). Zaytsev explorava os dedos de Bruninho no bloqueio e recolocava seu time na frente. E respirava aliviado ao ver Evandro atacar para fora: 29/27.

Os donos da casa não se abatiam. Lucarelli chamava a responsabilidade e ajudava a seleção a fazer (11/7). Mas os italianos cresciam, cortavam a vantagem e faziam Bernardinho soltar a bronca (14/13). Os jogadores entenderam o recado. Vindo do banco, Riad também dava a sua contribuição e o Brasil garantia o terceiro set: 25/21.

Zaytsev e seus companheiros queriam o tie-break. Ditavam o ritmo até Lucão subir sozinho, parar Lanza e deixar tudo igual (7/7). Mas o Brasil apagava e sofria quatro pontos seguidos. Lucão, Wallace e Lucarelli diminuíam para 13/12. As falhas no ataque e no saque comprometiam a reação. Sem encontrar resistência, a Itália fazia 2 a 2: 25/19.

No set desempate, Bernardinho colocou Isac e Lucas Lóh em quadra. A torcida jogava junto. A resposta vinha com um ponto de sacque de Lucarelli, que garantia a liderança no marcador (6/5). O seguinte não passava. O jogo seguia equilibrado. Wallace contava com a ajudinha da rede e empatava (9/9). Antonov passava pela marcação e logo em seguida bloqueava Lucarelli (13/11). Bernardinho pedia tempo.

Evandro enfrentava o duplo e levava a melhor. Um saque de Lucarelli, sem defesa para o líbero Colaci, fazia o ginásio explodir e ficar de pé (13/13). O ataque para fora de Evandro levava preocupação, mas Lucão tratava de manter a esperança (14/14).

Antonov, de novo, dava uma pancada. Match point. O saque de Giannelli passava pertinho da linha, mas o desafio apontava o ponto brasileiro. Wallace desperdiçava a chance de passar à frente. Lucas Lóh evitava que os rivais fechassem a partida (16/16). Um toque de Zaytsev na rede mudava a situação. Era a seleção quem tinha a vantagem agora. Ele se redimia com o empate (17/17). William acionava Lucarelli. Ponto. Os italianos bobeavam e davam a oportunidade para o Brasil vencer. Lucão também deixava escapar. Os times trocavam erros. Lucarelli via um paredão crescer na sua frente e logo depois frear Wallace: 21/19.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
De biquíni em Paraty, Mariana Ximenes suspira: "Pode já querer voltar?"
CAPITAL
Esposa de defensor público é encontrada morta em residência
POLÍCIA
Vítima de tiro do pai, estudante presta depoimento e diz que vai embora
TJ/MS
Coordenadora da Mulher debate violência de gênero em Genebra
BELA VISTA
Trabalhador procura polícia para denunciar trabalho escravo em carvoaria
STF
Decisão de Toffoli paralisa inquéritos de lavagem, diz Chefe da Lava Jato
PORTO MURTINHO
Homem disse que acordou com onça pintada nas costas, diz médico
NAVIRAÍ
Ladrões que invadiram casa de vereadora e roubaram joias são presos
BRASIL
Lista do Não me Perturbe já tem mais de 600 mil pessoas cadastradas
CAMPO GRANDE
Homem é executado com três tiros no interior de veículo

Mais Lidas

DOURADOS
Coordenadora de Ceim é exonerada e pais fazem abaixo-assinado para tentar mantê-la
POLÍCIA
Investigação vê indícios de relação entre homicídios no Jardim Pantanal e Guanabara
DOURADOS
Assassinado em conveniência já cumpriu pena por tráfico e lavagem de dinheiro
DOURADOS
Upiran entrega carta de demissão a Délia e aguarda substituto para deixar Educação