Menu
Busca sexta, 19 de abril de 2019
(67) 9860-3221
TRAGÉDIA

Flamengo: MP pediu interdição de alojamento da base em 2015

09 fevereiro 2019 - 08h30Por Terra

O centro de treinamento (CT) do Flamengo, em Vargem Grande, local de um incêndio que deixou dez mortos e três pessoas feridas, nesta sexta-feira, está na mira do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro desde 2015. O órgão ajuizou uma ação civil pública, em março de 2015, alertando para as precárias condições de habitação dos alojamentos. Após as visitas, os promotores chegam a comparar as instalações do CT às unidades do Departamento Geral de Ações Educativas (Degase), instituição responsável pelo cumprimento de medidas socioeducativas de jovens menores infratores.

"O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro já havia ajuizado uma ação civil pública, em março de 2015, alertando que as precárias condições oferecidas pelo Clube de Regatas do Flamengo a seus atletas são inferiores até mesmo àquelas ofertadas aos adolescentes que cumprem medida socioeducativa de semiliberdade em unidades do Departamento Geral de Ações Educativas (Degase), o que revela o absurdo da situação", diz nota divulgada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região do Rio.

O Tribunal também informa que foram feitas várias visitas ao CT. "Ainda de acordo com a ação ajuizada, o Comissariado de Justiça da Infância e Juventude realizou reiteradas visitas ao Centro de Treinamento Ninho do Urubu, constatando sinais de irregularidades quanto à habitação, além de grande precariedade no que se refere aos colchões utilizados pelos adolescentes". O órgão ainda denuncia que vários adolescentes permaneceram no Centro de Treinamento sem autorização formal dos pais.

Dentre os pedidos do TRT estão inclusive a suspensão das atividades das categorias de base do Flamengo, interdição dos alojamentos e entrega dos adolescentes aos responsáveis. Outro alvo de críticas é a falta de educadores.

Treze atletas das categorias de base do Flamengo e três funcionários do clube foram ouvidos pela Polícia Civil do Rio ao longo desta sexta-feira, no inquérito que apura a responsabilidade pelo incêndio que atingiu. Não há novos depoimentos previstos para sábado e domingo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RELATO
Atriz da Globo diz que foi chamada de gordofóbica por perder peso
DOURADOS
Inscrições para a Corrida do Trabalhador seguem abertas
RIO DE JANEIRO
Buscas por corpos e sobreviventes na Muzema entram no oitavo dia
TECNOLOGIA
Satélite denuncia e homem é multado por desmatar área protegida
FRONTEIRA
Homem de 36 anos morre afogado em piscina
MS-338
Motorista freia ao ver anta e tem caminhão atingido por ônibus
BRASILEIRO
Corumbaense estreia na Série D em casa no dia 4; Operário vai a Minas em primeiro jogo
INTERNACIONAL
Encontro de cúpula Rússia-Coreia do Norte deve ser na próxima semana
DOURADOS
Bandidos invadem fazenda e furtam espingarda e mantimentos
RIOS DE MS
Paranaenses perdem barco e são multados por pesca ilegal

Mais Lidas

DOURADOS
Corpo desovado no IV Plano é de homem que matou e jogou mulher dentro de poço há 6 anos
DOURADOS
Polícia prende dois e acaba com "tribunal” que poderia resultar em morte no Canaã I
VIOLÊNCIA
Corpo é encontrado ‘ensacado’ em Dourados
DOURADOS
Homem foi espancado e enrolado em lençóis antes do corpo ser desovado no IV Plano