Menu
Busca quarta, 26 de junho de 2019
(67) 9860-3221

Ex-jogador Edmundo é considerado foragido pela Polícia

15 junho 2011 - 16h37

O ex-jogador e comentarista esportivo Edmundo Alves de Souza Neto é considerado foragido pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. Nesta quarta-feira, 15, policiais da Polinter - Divisão de Captura de Polícia Interestadual - do Rio - passaram por todos os cinco endereços do jogador e não o encontraram.

O mandado foi cumprido pelo delegado Rafael Willis e havia sido expedido pelo juiz Carlos Eduardo Carvalho de Figueiredo, da Vara de Execuções Penais do Rio.

Edmundo foi condenado pelos homicídios culposos de três pessoas e lesões corporais também culposas em outras três, vítimas de acidente ocorrido na Lagoa, zona sul do Rio, em 2 de dezembro de 1995. Sua condenação saiu em 1999 e prevê quatro anos e seis meses de prisão.

Efeito suspensivo. Mesmo com a lacuna de seis anos entre o delito e o mandado de prisão do ex-jogador de futebol e atualmente comentarista esportivo Edmundo Alves de Souza Neto, a pena de quatro anos e seis meses de cadeia não sofrerá nenhum atenuante. Isto é possível graças ao efeito suspensivo a que se submetem todas as decisões jurídicas brasileiras, segundo o criminalista Mauro Otávio Nacif

"Nenhuma das condenações caducaram, na minha opinião. Porque o fluxo prescricional não é algo contínuo, de acordo com o artigo 117 do Código Penal. Funciona como uma corrida com obstáculos", comparou. O criminalista afirmou que, à medida que o processo caminha pelas instâncias judiciárias, ele retorna à estaca zero, retardando seu andamento a partir da última decisão tomada, o que explica os motivos de o caso envolvendo Edmundo ter se prolongado por tanto tempo.

Regime semiaberto. A condenação imposta ao ex-jogador em regime semiaberto se trata de um sistema de detenção menos severo. Nacif explicou que o detento é preso numa espécie de galpão à parte do presídio, onde não há celas. Os presos são, geralmente, postos a uma rotina de prática de trabalhos manuais como artesanato ou até de cultivo de pequenas hortas. Neste tipo de regime, o réu deve permanecer neste galpão de segunda à segunda, com exceção aos feriados, quando eles ganham o direito de visitar os parente.

Fonte: Agência Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Filha de Romário posa de biquíni e irmão brinca: “Que palhaçada é essa?”
BATAYPORÃ
Debate entre vereadores termina em ''quebra-pau'' na porta de delegacia
EXTRADIÇÃO
Após anúncio, Paraguai expulsa presos brasileiros procurados pela Justiça
UEMS
Curso de pedagogia realiza 4ª Colônia de Férias em Dourados
RECADASTRAMENTO
Mais de 93 mil eleitores já passaram pela biometria obrigatória em MS
CAMPO GRANDE
Câmera flagra “puxão” em nota de R$ 100 e caixa de lotérica vai presa
DOURADOS
Defesa de Idenor vai à Justiça para tentar barrar nova sessão
POLÍTICA
Câmara aprova texto-base de projeto que prevê nova lei de licitações
INTERIORIZAÇÃO
Grupo de 167 venezuelanos chega esta semana em Dourados
FUTEBOL
Jogos da Copa América só terão prorrogação a partir da semifinal

Mais Lidas

DOURADOS
Trans e namorado são presos suspeitos de extorquir cliente após programa
FRONTEIRA
Homem assassinado em estacionamento de shopping é ex-policial
DOURADOS
Jovem morre ao bater moto contra carreta parada no Água Boa
DOURADOS
Homem escapa de tiros na Vila Toscana; ex-namorada e o atual dela seriam os autores