Menu
Busca segunda, 18 de março de 2019
(67) 9860-3221

Ex-jogador Edmundo é considerado foragido pela Polícia

15 junho 2011 - 16h37

O ex-jogador e comentarista esportivo Edmundo Alves de Souza Neto é considerado foragido pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. Nesta quarta-feira, 15, policiais da Polinter - Divisão de Captura de Polícia Interestadual - do Rio - passaram por todos os cinco endereços do jogador e não o encontraram.

O mandado foi cumprido pelo delegado Rafael Willis e havia sido expedido pelo juiz Carlos Eduardo Carvalho de Figueiredo, da Vara de Execuções Penais do Rio.

Edmundo foi condenado pelos homicídios culposos de três pessoas e lesões corporais também culposas em outras três, vítimas de acidente ocorrido na Lagoa, zona sul do Rio, em 2 de dezembro de 1995. Sua condenação saiu em 1999 e prevê quatro anos e seis meses de prisão.

Efeito suspensivo. Mesmo com a lacuna de seis anos entre o delito e o mandado de prisão do ex-jogador de futebol e atualmente comentarista esportivo Edmundo Alves de Souza Neto, a pena de quatro anos e seis meses de cadeia não sofrerá nenhum atenuante. Isto é possível graças ao efeito suspensivo a que se submetem todas as decisões jurídicas brasileiras, segundo o criminalista Mauro Otávio Nacif

"Nenhuma das condenações caducaram, na minha opinião. Porque o fluxo prescricional não é algo contínuo, de acordo com o artigo 117 do Código Penal. Funciona como uma corrida com obstáculos", comparou. O criminalista afirmou que, à medida que o processo caminha pelas instâncias judiciárias, ele retorna à estaca zero, retardando seu andamento a partir da última decisão tomada, o que explica os motivos de o caso envolvendo Edmundo ter se prolongado por tanto tempo.

Regime semiaberto. A condenação imposta ao ex-jogador em regime semiaberto se trata de um sistema de detenção menos severo. Nacif explicou que o detento é preso numa espécie de galpão à parte do presídio, onde não há celas. Os presos são, geralmente, postos a uma rotina de prática de trabalhos manuais como artesanato ou até de cultivo de pequenas hortas. Neste tipo de regime, o réu deve permanecer neste galpão de segunda à segunda, com exceção aos feriados, quando eles ganham o direito de visitar os parente.

Fonte: Agência Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Projeto Florestinha realiza Educação Ambiental para mais de 3 mil alunos
CASSAÇÃO
Investigação que definirá futuro de Cirilo Ramão na Câmara terá continuidade
POLÍCIA
Casal carioca é preso após polícia encontrar maconha em caminhonete
CONHECIMENTO
Fundesporte realiza dia 22 o III Fórum de Políticas Públicas de Esporte e Lazer do MS
DOURADOS
Mulher é empurrada de moto durante assalto no Flórida
DOURADOS
Rapaz é surpreendido pelas costas e roubado próximo ao shopping
CONFLITO INDÍGENA
Moro mantém Força Nacional em Caarapó por mais 90 dias
ESTADUAL
Sete termina fase de grupos em 3º e pega o Aquidauanense nas quartas
JÓQUEI CLUBE
Em ocorrência de perturbação, homem é preso por tráfico em Dourados
SEGUNDA
Chuva forte deixa o trânsito conturbado em Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Colisão termina com mulher presa nas ferragens e semáforo no chão
POLÍCIA
Mulher é morta pelo marido com golpes de machadinha na frente do filho
FEMINICÍDIO
Vendedora morta pelo marido mostrava carinho pelos filhos e começava nova jornada na educação
APÓS CHUVAS
Erosão “engole” parte de rodovia em MS