Menu
Busca sexta, 29 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Ex-jogador Edmundo é considerado foragido pela Polícia

15 junho 2011 - 16h37

O ex-jogador e comentarista esportivo Edmundo Alves de Souza Neto é considerado foragido pela Polícia Civil do Rio de Janeiro. Nesta quarta-feira, 15, policiais da Polinter - Divisão de Captura de Polícia Interestadual - do Rio - passaram por todos os cinco endereços do jogador e não o encontraram.

O mandado foi cumprido pelo delegado Rafael Willis e havia sido expedido pelo juiz Carlos Eduardo Carvalho de Figueiredo, da Vara de Execuções Penais do Rio.

Edmundo foi condenado pelos homicídios culposos de três pessoas e lesões corporais também culposas em outras três, vítimas de acidente ocorrido na Lagoa, zona sul do Rio, em 2 de dezembro de 1995. Sua condenação saiu em 1999 e prevê quatro anos e seis meses de prisão.

Efeito suspensivo. Mesmo com a lacuna de seis anos entre o delito e o mandado de prisão do ex-jogador de futebol e atualmente comentarista esportivo Edmundo Alves de Souza Neto, a pena de quatro anos e seis meses de cadeia não sofrerá nenhum atenuante. Isto é possível graças ao efeito suspensivo a que se submetem todas as decisões jurídicas brasileiras, segundo o criminalista Mauro Otávio Nacif

"Nenhuma das condenações caducaram, na minha opinião. Porque o fluxo prescricional não é algo contínuo, de acordo com o artigo 117 do Código Penal. Funciona como uma corrida com obstáculos", comparou. O criminalista afirmou que, à medida que o processo caminha pelas instâncias judiciárias, ele retorna à estaca zero, retardando seu andamento a partir da última decisão tomada, o que explica os motivos de o caso envolvendo Edmundo ter se prolongado por tanto tempo.

Regime semiaberto. A condenação imposta ao ex-jogador em regime semiaberto se trata de um sistema de detenção menos severo. Nacif explicou que o detento é preso numa espécie de galpão à parte do presídio, onde não há celas. Os presos são, geralmente, postos a uma rotina de prática de trabalhos manuais como artesanato ou até de cultivo de pequenas hortas. Neste tipo de regime, o réu deve permanecer neste galpão de segunda à segunda, com exceção aos feriados, quando eles ganham o direito de visitar os parente.

Fonte: Agência Estado

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Mulher tem moto furtada enquanto trabalhava
INQUÉRITO DAS FAKE NEWS
Weintraub fica calado em depoimento sobre ofensas a ministros do STF
CAPITAL
Mulher pagou por carro que não recebeu e descobre golpe em cartório
NOVA DATA
Fundect prorroga prazos referentes aos Editais Papos da UEMS
CORUMBÁ
Jovem morre após acidente causado por falha em freios de caminhão
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil registra mais de mil mortes pelo 4º dia seguido e passa a Espanha
DOURADOS
Fim de semana de temperatura amena e possibilidade de chuva
COSTA RICA
Preso homem suspeito de matar casal na frente de menina de 3 anos
POLÍTICA
Câmara deve notificar Braz a apresentar defesa na segunda-feira
JUSTIÇA
Estudante será indenizado por não receber todas as aulas de Curso

Mais Lidas

PANDEMIA
Dourados é "campeã" de casos de coronavírus em MS pelo 3º dia consecutivo
TRÁFICO
Servidor da Sesai usava veículo oficial para trazer maconha do Paraguai
COVID-19
Curva segue ascendente e Dourados ultrapassa 200 casos de coronavírus
DOURADOS
Após brigar com a ex e decidir dormir na rua, homem é assaltado e agredido