Menu
Busca sábado, 25 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Brasil pode cair em grupo difícil na Copa das Confederações; entenda

01 dezembro 2012 - 15h20

O sorteio da Copa das Confederações que será realizado neste sábado, no Pavilhão de Exposições do Anhembi, em São Paulo, pode deixar o técnico Luiz Felipe Scolari com "pedreiras" pelo caminho na competição. A única certeza da Seleção de Felipão é que ela terá a Itália como um dos adversários na primeira fase.


Isso ocorre pois a Fifa não permite que duas seleções do mesmo continente fiquem na mesma chave no torneio em 2013. Como a Espanha é cabeça de chave do outro grupo, imediatamente os italiano caem do lado do Brasil, enquanto o Uruguai fica do lado dos espanhóis. Pelas regras do sorteio, os brasileiros serão o A1, enquanto os atuais campeões do mundo serão o B1.

Na sequência será sorteado em que posição do grupo do Brasil ficarão os italianos. Caso sejam A2, os europeus farão a abertura do torneio contra a Seleção. Se forem A3, o jogo do meio, e caso seja sorteada a bolinha com o papel A4 farão o último confronto do Brasil na primeira fase. O mesmo ocorre com o Uruguai no grupo da Espanha.

Depois disso, serão sorteados os integrantes que se encontram no outro pote, formado por México (campeão da Concacaf), Japão (campeão asiático), Taiti (campeão da Oceania) e pelo campeão africano, ainda a ser definido no início de 2013. Os quatro serão sorteados aleatoriamente, sem peso técnico diferenciado entre todas estas seleções.

Com isso, Felipão pode ter pela frente um grupo formado, além dos italianos, com o México, que ultimamente vem sendo uma "pedra no sapato" do Brasil, e com o campeão africano, que costuma sempre ser uma força perigosa em competições como a Copa das Confederações.

Porém, se contar com a sorte, Scolari pode ter pela frente os japoneses, que recentemente foram goleados por 4 a 0 pela Seleção quando esta ainda contava com Mano Menezes no comando, e os taitianos, grande azarão da competição e que disputa apenas seu primeiro torneio internacional com a equipe profissional.

Durante entrevista concedida nesta sexta-feira, Felipão afirmou que preferia nem ter um grupo tão fraco, mas também não cair apenas com adversários difíceis na sua chave. "Espero nem uma coisa, nem outra. Mas no final teremos que enfrentar todos", disse Scolari.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UEMS
Curso de Pedagogia promove encontro brincante hoje em Dourados
ECONOMIA
Petrobras reduz preço da gasolina na refinaria em 4,4% a partir deste sábado
AMAMBAI
Jovem é preso após abandonar veículo com 353 quilos de maconha
TEMPO
Sábado de sol e com temperatura baixa em Dourados
UAU
Giovanna Ewbank encanta de topless nas Maldivas
REGRAS FLEXÍVEIS
Órgão do MPF diz que novo decreto sobre armas pode favorecer milícias
CAMPO GRANDE
Homem aceita se encontrar com marido de colega e é agredido a pauladas
INVESTIGAÇÃO
Queiroz pagou R$ 133 mil em dinheiro por cirurgia em hospital de SP
LADÁRIO
Com motorista refém no MT, casal é preso tentando levar carreta para Bolívia
BRASIL
Governo federal estuda aluguel social no Minha Casa Minha Vida

Mais Lidas

APÓS INVESTIGAÇÃO
Polícia conclui que atentado registrado por vereadora foi acidente de trânsito
VILA CACHOEIRINHA
“Boca” é fechada, mulher é presa e diz traficar pelo baixo valor do salário mínimo
TRÁFICO
Motorhome com destino a São Paulo é apreendido com mais de 4 toneladas de maconha
MS-156
Dupla é presa pela PF com pistolas entre Dourados e Itaporã