Menu
Busca domingo, 18 de agosto de 2019
(67) 9860-3221

Após a Libertadores Neymar pode deixar o Santos

28 maio 2011 - 17h10

Com uma proposta ainda mais tentadora, o Chelsea pretende convencer o Santos a liberar Neymar. Para assegurar a contratação do jogador brasileiro, o jornal inglês "The Sun" garante que Roman Abramovich se envolverá nas negociações, estando disposto a falar pessoalmente com o internacional brasileiro.

Em julho do ano passado, o Chelsea ofereceu aproximadamente 20 milhões de euros na primeira tentativa (quase R$ 46 milhões). Ainda de acordo com informações do "The Sun", o clube londrino está, agora, acenando com 26,5 milhões de euros (cerca de R$ 55 milhões) para contar com os dribles da maior promessa do futebol brasileiro.

Após recusar a primeira proposta dos ingleses, a diretoria do clube paulista afirmou que a única chance de Neymar sair do Santos é com o pagamento integral do valor da multa rescisória: 35 milhões de euros (quase R$ 80 milhões).

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Andressa Ferreira exibe barriguinha ao lado de Thammy Miranda: "Felicidade"
LEVANTAMENTO
Brasil tem 45 milhões de desbancarizados, diz pesquisa
MS
Seleção para professor com salário de até R$ 6 mil encerra inscrição hoje
FAMOSOS
Luana Piovani comemora vida de solteira e causa com revelação
POLÍTICA
Bolsonaro avalia indicações para PGR
INTERNACIONAL
Ministro da Fazenda da Argentina deixa cargo
ESPORTES
Seleção Sub-17: convocados para amistosos na Inglaterra em setembro
MS
Veículo pega fogo e fica totalmente destruído em acidente, na MS-276
MS
Motorista embriagado abandona carro no meio da rua com celular e pistola dentro
CULTURA
III Festival da Canção da UEMS será neste domingo em Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Acidente com morte pode ter ocorrido após motociclista ser fechado por carro
BR-163
Passageira morre após homem colidir moto contra placa de sinalização em Dourados
DOURADOS
Homem fica ferido após estouro de equipamento na Cabeceira Alegre
POLÍTICA
PSL lança nome para Prefeitura de Dourados e senadora descarta aliança com tucanos