Menu
Busca quinta, 27 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Escolas devem permanecer sem merenda até a próxima semana

25 fevereiro 2005 - 15h25

As escolas estaduais estão sem merenda para oferecer aos alunos, desde o início das aulas, no dia 10 de fevereiro.A diretora da escola Menodora Fialho de Figueiredo, Estela Mari Koshinski, disse ao Dourados News que “a nossa escola assinou o convênio no último dia 18, para o recebimento da verba, no entanto ela só deve ser depositada na conta da escola na próxima semana”. A Escola Tancredo Neves, no Parque das Nações I, também não recebeu a verba para a compra da merenda. No entanto, o diretor Ilbebrando Dales Mascarin garantiu que na segunda-feira, mesmo que não chegue o dinheiro, os alunos da escola terão a merenda. Ele afirmou que encomendou os alimentos “fiado” para garantir a alimentação dos estudantes. "A verba pode até demorar um pouquinho, mas nos garantiram que ela vem, e como temos crédito resolvemos garantir o mais rápido possível a merenda", concluiu ele.(Juliana Oliveira)

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Disseminação de fake news sobre coronavírus preocupa especialistas
LÉO VERAS
Suspeito nega execução de jornalista e teme queima de arquivo
ESPORTE
GP Rochedo de Ciclismo abre inscrições para prova dia 15 de março
SÃO GABRIEL
Peão morre atingido por hélice ao consertar maquinário em fazenda
SANEAMENTO
Sanesul executa obras de esgotamento sanitário em Antônio João
TRÊS LAGOAS
Motorista fica preso nas ferragens após colisão entre caminhões na BR-262
MEIO AMBIENTE
Bachelet critica 'retrocessos significativos' na política ambiental no Brasil
NA FRONTEIRA
Moradora de rua tem parte do corpo queimado em incêndio criminoso
INFECÇÃO VIRAL
Casos suspeitos de coronavírus no Brasil saltam de 20 para 132, diz governo
MAIS DE 30KG
Maconha que seria entregue no Paraná é apreendido em Caarapó

Mais Lidas

MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar
INVESTIGAÇÃO
Ex-prefeito de Amambai foi morto após discussão por desacordo trabalhista
PONTA PORÃ
Estado monitora caso suspeito de Coronavírus na fronteira