Menu
Busca sábado, 24 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
Clube Indaiá - Janeiro 2018

Enduro eqüestre: Deficiente disputa prova nos Emirados Árabes

04 dezembro 2003 - 12h26

Aos 14 anos ele perdeu completamente a visão por causa de um glaucoma, mas isso não o impediu de continuar montando a cavalo, uma de suas paixões desde a infância, e de começar a praticar provas de enduro eqüestre. Hoje, Luiz Alberto Melchert de Carvalho e Silva, 48 anos, estará em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, para disputar o National Day Cup, uma das provas mais tradicionais de enduro da região que reunirá cerca de 150 inscritos em pleno deserto. Luiz Alberto viajou a convite do Sheikh Mansoor, admirador e praticante do esporte.“Fiquei feliz com o convite. Na realidade o Sheikh me convidou depois de ler uma artigo sobre a minha história em uma revista especializada de circulação mundial. Acho que ele se surprendeu pelo fato de um cego participar de enduro”, disse Luiz, que durante a competição vai acompanhado por outro endurista, Vilson Nunes Soares. Ele cavalga ao lado de Luiz, em um outro cavalo, dando dicas sobre o percurso, indicando a direção “Nem no Brasil participo de uma prova sozinho. O Vilson sempre me acompanha”, contou.Em Abu Dhabi, ele vai enfrentar um percurso de 120 quilômetros pelo deserto. “Nunca participei de uma prova como essa e acho que vai ser bem difícil se comparada às competições de enduro em que participo no Brasil”, afirma. A diferença, segundo ele, está no tipo de terreno. “No Brasil cavalgamos em trilhas no meio da mata o que nos permite ter mais noção de espaço”, compara.No deserto, apesar de também termos as demarções com estacas e bandeiras a cada quilômetro, corremos o risco de nos perder por causa da imensidão do espaço”, diz Luiz. Outros fatores que contribuem para deixar essa prova mais difícil é a areia, as dunas, as oscilações de temperatura e o ar seco. “Nem eu e nem o cavalo estamos acostumados com isso. Vamos enfrentar termômetros abaixo de zero de madrugada, quando for dada a largada, e de 30 graus durante o dia. Se conseguir completar a prova para mim já está bom”, afirma. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVO HORIZONTE
Foragido da Justiça é preso ao receber policiais a bala em Dourados
DOURADOS
Idoso morre ao ser atropelado na Monte Alegre
SEM COBRANÇA EXTRA
Bandeira tarifária segue verde em março
CAMPO GRANDE
Vereador vira motorista do Uber para ouvir moradores
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar R$ 6,2 milhões neste sábado
SEXI BEER
Vice campeã do Miss Bumbum Brasil garante primeiro ensaio nu
CHUVAS
Energisa sobrevoa áreas alagadas e reforça número de equipes
ITINERANTE
Carreta da Justiça chega à comarca de Caracol na segunda-feira
IMPASSE
Crianças do Centro de Educação Infantil da UFGD estão sem atendimento
MEIO AMBIENTE
Polícias autuam quatro e apreendem pescado, carne de jacaré e rifles

Mais Lidas

ERRO
Diário Oficial traz convocação de três “fulanos”
ABUSO
Adolescente denuncia o próprio pai por estupro em Dourados
DOURADOS
Polícia desarticula grupo que planejava furto a agência dos Correios
MS-276
Idoso morre atropelado ao tentar atravessar rodovia