Menu
Busca domingo, 16 de junho de 2019
(67) 9860-3221

Em vídeo, Belo diz que mentiu no 1º depoimento

18 dezembro 2003 - 14h34

Condenado a oito anos de prisão por tráfico de drogas e formação de quadrilha, o cantor Marcelo Pires Vieira, o Belo, diz que mentiu no primeiro depoimento à Justiça, alegando que a voz da gravação da conversa telefônica com o traficante Waldir Ferreira, o Vado, não era sua. "Estou sendo condenado por um crime que não cometi", disse, em vídeo divulgado pelo Globo Online. Na gravação, o artista conta que pediu à Justiça que fosse novamente interrogado para esclarecer o episódio porque foi mal orientado. Em outro trecho, Belo diz que seus sigilos bancário e telefônico foram quebrados e nada que pudesse incriminá-lo foi encontrado. Belo foi denunciado depois que grampos telefônicos autorizados pela Justiça revelaram que ele negociava com o traficante Vado, chefe da venda de drogas na Favela do Jacarezinho morto em 20 de agosto do ano passado, durante confronto com policiais militares na favela. Nas conversas telefônicas interceptadas, o traficante pedia um empréstimo de R$ 11 mil para comprar um "tecido fino" e em troca, daria um "tênis AR" para Belo. Para a polícia, o "tecido fino" é cocaína e o tênis, um fuzil AR-15. Procurado pela políciaA Polícia Civil do Rio de Janeiro está tentando capturar o cantor Belo, condenado a oito anos de prisão pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico. Na madrugada da sexta-feira passada (12), policiais civis do Rio fizeram buscas em casas noturnas da cidade e na residência do pagodeiro. Belo não foi encontrado. A pena, concedida na quinta-feira passada (11) num julgamento de segunda instância pelos desembargadores da 8ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, deverá ser cumprida na prisão. O desembargador Flávio Magalhães afirma que Belo teve a pena aumentada por "por ser um ídolo da música popular e sua conduta censurável ter repercutido de forma desfavorável entre adolescentes que ele costuma atrair em seus shows". No final de dezembro de 2002, o pagodeiro foi condenado a seis anos de prisão. Ele chegou a ficar preso, mas obteve o direito de recorrer da sentença em liberdade.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Luísa Sonza se esquiva sobre saúde de Whindersson em encontro com a imprensa
BRASÍLIA
Conselho de Comunicação analisa pacote anticrime e liberdade de imprensa
CULTURA
Festival traz a Bonito espetáculos de dança, Bossa Nova e performances contemporâneas
POLÍCIA
Bolivianos tentam passar pela fronteira com cocaína e acabam presos
INTERNACIONAL
Apagão atinge 47,4 milhões de pessoas na Argentina e no Uruguai
ESPORTE
Com página virada, Seleção Feminina faz primeiro treino em Lille
ASSALTO
Pastor marido de deputada federal é executado no Rio
CAMPO GRANDE
Arrastão e pancadaria em saída de festa termina com 6 adolescentes na delegacia
POLÍTICA
Presidente do BNDES pede demissão após críticas de Bolsonaro
SAÚDE
Em agosto, Governo do Estado e Hospital Regional reativam serviço de cirurgias bariátricas

Mais Lidas

POLÊMICA
Dono da Havan manda “recado” a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
DOURADOS
Jovem é preso com arma de fogo após disparar e errar tiros contra desafeto da mãe
CARUMBÉ
Morto em colisão frontal contra caminhão tinha 58 anos
DOURADOS
Polícia suspeita que grupo tenha assassinado tio e sobrinho na aldeia