Menu
Busca terça, 25 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Em Campinas, São Paulo busca mais um passo para o título

23 março 2005 - 16h39

O São Paulo vem de uma goleada de 6 a 0, está invicto há mais de três meses e está sete pontos na frente do segundo colocado a seis rodadas do final do Paulistão. Vivendo grande fase e atento para não se entregar ao clima de “já ganhou”, o Tricolor enfrenta o Guarani, nesta quarta-feira, às 21h45, no Brinco de Ouro, tentando dar mais um passo rumo ao título, que está cada vez mais próximo do Morumbi. Para completar o clima favorável, o Tricolor defende um tabu de oito anos. O time da capital não perde para o Bugre desde 18 de maio de 1997, quando foi derrotado por 2 a 0, em partida válida pelo campeonato estadual. Desde então, os dois times se enfrentaram 17 vezes. Foram 12 vitórias do São Paulo e cinco empates. Além de repetir o esquema de concentração total, em que até os jogadores que não atuarão passam a noite no CT, Emerson Leão deve manter o time ofensivo. Por ser um jogo fora de casa, o treinador poderia optar pela volta dos três zagueiros. Porém, o Guarani tem o segundo pior ataque da competição e não deve, na teoria, exigir muito da defesa tricolor. Lugano segue fora do time porque está defendendo a seleção uruguaia nas eliminatórias sul-americanas. Josué continua contundido e só volta a treinar na semana que vem. Por isso, a tendência é que Renan e Marco Antônio prossigam no time. Diego Tardelli, que não conseguiu marcar gols no último final de semana, espera voltar a brigar pela artilharia e recuperar o tempo perdido. Rogério Ceni, nas cobranças de falta, é o trunfo do Tricolor nas horas de aperto. No Guarani, a expectativa da equipe comandada por Jair Picerni é buscar a reabilitação justamente contra o líder invicto do Campeonato Paulista. Nas duas últimas rodadas do Estadual, o Bugre empatou em casa com o Atlético Sorocaba e foi goleado pelo Ituano no estádio Novelli Júnior, sem contar a derrota por 2 a 0 para o Santa Cruz, no meio de semana, em Recife, pela Copa do Brasil. Os jogadores campineiros sabem da dificuldade de enfrentar o Tricolor do Morumbi, mas estão confiantes em conquistar uma vitória nesta quarta-feira. “Será um jogo difícil, mas queremos quebrar esta invencibilidade do São Paulo, o que seria bastante importante para nós. Tivemos dois péssimos resultados nas últimas rodadas do Paulistão, mas nada melhor que uma vitória sobre o líder para conseguirmos uma reabilitação”, afirmou o meia Tucho, um dos destaques da equipe. Para o volante Careca, que volta ao time depois de cumprir suspensão automática, o fato de atuar em Campinas pode favorecer o Guarani contra o São Paulo. “É preciso que o grupo tenha uma superação. Temos consciência de que viemos de um resultado negativo, mas temos ao nosso favor o fator campo. Dificilmente perdemos em casa”, disse o jogador. Além de Careca, quem também volta ao time depois de suspensão é o lateral-direito Mariano. Já o zagueiro João Leonardo, que recebeu o terceiro cartão amarelo na derrota para o Ituano, será substituído por Juninho. No ataque, Picerni deverá manter a dupla Evandro Roncatto e Catatau, apesar da ineficiência do setor neste Paulistão. No último coletivo da equipe antes de enfrentar o São Paulo, realizado na segunda-feira, o treinador chegou a testar dois juniores na posição, Adam e Jonas, mas depois de meia hora de trabalho voltou a colocar a antiga dupla como titular. FICHA TÉCNICA: GUARANI X SÃO PAULO Local: estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP). Data: 23 de março de 2005, quarta-feira. Horário: 21h45. Árbitro: Wilson Luiz Seneme. Assistentes: Marcio Luiz Augusto e Paulo Sérgio Breghiroli Garcia. GUARANI: Jean; Mariano, Juninho, Paulo André e Adalto; Marcos Paulo, Careca, Héverton e Tucho; Roncatto e Catatau. Técnico: Jair Picerni. SÃO PAULO: Rogério Ceni; Cicinho, Fabão, Edcarlos e Júnior; Renan, Mineiro, Danilo e Marco Antônio; Grafite e Tardelli. Técnico: Émerson Leão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FISCALIZAÇÃO
Carga de carvão é apreendida pela PMA em ‘Operação Carnaval’
MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
ECONOMIA
Bancos passam a cobrar dólar do dia da compra com cartão
COMER BEM
Na Casa de Vó, cliente tem experiência viva de cheiros e sabores únicos da infância
Educação
O que você vai fazer pela sua carreira em 2020?
NEGÓCIOS & CIA
Carros para todos os momentos, a Unidas tem
Saúde e Bem-estar
Como um coaching carreira & vocacional pode ajudar na orientação da profissão?
REGIÃO
Homem é detido após disparar arma de fogo em residência
STJ
Plano de saúde coletivo não pode ser cancelado durante tratamento
TRÂNSITO
Prefeitura de Guarujá diz que não irá multar Bolsonaro por infração

Mais Lidas

CRIME
Ex-integrante de grupo de Rap é morto a tiros em Dourados
DOURADOS
Ex-prefeito de Amambai não resiste e morre no Hospital do Coração
ATENTADO
Aeronave pousa em Dourados e fica a disposição de Lanzarini
POLÍCIA
Ex-prefeito de Amambai Dirceu Lanzarini é ferido a tiros em atentado