Menu
Busca Quarta, 17 de Janeiro de 2018
(67) 9860-3221
Escola Sesc - Janeiro 2018

Egressa da Unigran conquista vaga em mestrado com nota máxima

18 Dezembro 2012 - 10h27



A ex-aluna do curso de Pedagogia e acadêmica de Letras pela Educação a Distância da UNIGRAN, Ronise Nunes Cius, participou do processo seletivo de Mestrado em Educação – História da Educação, Memória e Sociedade da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD) e garantiu sua vaga com nota 10. A futura mestre em Educação concorreu com 90 candidatos para sete vagas.

“Fui incentivada pela coordenadora de revisão de materiais didáticos - EAD da UNIGRAN, Andréia de Oliveira Iguma, a tentar uma vaga. E então fiz a inscrição, que eram vários documentos e um anteprojeto do que eu pretenderia desenvolver durante o mestrado. Depois da inscrição a UFGD comunicou sete temas que teríamos que estudar para a prova de seleção”, explica Ronise.

Os candidatos só souberam o tema que deveriam desenvolver no dia da prova. A pedagoga focou nos estudos e seu tema foi “Educação, perspectivas e temas atuais”. “Tivemos que desenvolver o tema na hora a partir de um dos temas que foi sorteado. Foi uma situação interessante, porque eu estava muito tranquila. Qualquer tema que caísse eu ia ter que conseguir desenvolver. Com o meu tema desenvolvi sete páginas”, informa a egressa.

Segundo Ronise, o desenvolvimento do tema não foi difícil, “como tenho uma visão panorâmica quando estudo, eu vim trazendo, então, desde a história, de quando surgiu o termo lá na Grécia antiga, e então o que era história, e o desenvolvimento da história. Fui afunilamento para a história da educação e só depois entrei nas perspectivas e temas atuais. E claro, sempre citando os autores estudados, fazendo a interlocução. Eu tinha muito claro em quem eu estava me baseando”.

O projeto que a pedagoga pretende realizar durante o mestrado ainda está com título provisório, que é “História dita, dita história”, mas a intenção é “investigar as instituições escolares. Focando na origem da educação infantil em Dourados. Sou douradense e fui atrás dessa história a partir da minha história, do porque que na década de 70 eu não ingressei na escola pré-primária. Como se deu esse atendimento à criança pequena nessa década em Dourados?”, questiona.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GOSTA OU NÃO GOSTA?
Petra Mattar provoca em foto na sua rede social
RODOVIAS
MS-338 deve ter tráfego liberado nesta quinta-feira
MS
Agepen vai regulamentar uso de equipamentos de segurança em presídios
Agepen vai regulamentar uso de equipamentos de segurança em presídios
PROJETO
Certidões de defesa de direitos podem ter prazo mínimo de seis meses
Certidões de defesa de direitos podem ter prazo mínimo de seis meses
CAPÍTULO IDÊNTICO
Novamente Justiça nega recurso e posse de Cristiane Brasil continua suspensa
EDUCAÇÃO
Como recuperar a senha do Enem 2017
Como recuperar a senha do Enem 2017
'BALA PERDIDA'
Menor atinge vizinho enquanto 'brincava' com arma de chumbinho
A vítima foi socorrida por uma equipe do Samu; o estado de saúde é considerado grave
OPINIÃO
As estatais e o Estado à espera de reforma
ECONOMIA
Dólar segue exterior, abandona alta e cai a R$ 3,21
Dólar segue exterior, abandona alta e cai a R$ 3,21
REGIÃO
Colisão entre Kombi e Fox na MS- 276 deixa feridos

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é derrubado de moto em roubo e fica desacordado
Homem é derrubado de moto em roubo e fica desacordado
BIOMETRIA DIGITAL
Eleitores “correm” por cadastro biométrico e cartório reafirma sobre prazo
POLÍCIA
Quatro motos são furtadas em poucas horas em Dourados
EDUCAÇÃO
UFGD divulga resultado do Vestibular 2018