Menu
Busca quarta, 21 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
Clube Indaiá - Janeiro 2018

Educação lança amanhã prêmio em referência escolar

03 dezembro 2003 - 17h47

Nesta quinta-feira, às 14 horas, na escola estadual Maria Constança de Barros Machado, acontece o lançamento estadual do Prêmio Nacional de Referência em Gestão Escolar 2003. Trata-se de uma iniciativa conjunta do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), União dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e Fundação Roberto Marinho.Assessores técnicos escolares, representantes das secretarias municipais de educação e dos sindicatos municipais dos trabalhadores em educação de todo o Estado foram convidados a participar. A Secretaria de Estado de Educação (SED) espera reunir mais de 200 pessoas, com a intenção de divulgar o concurso e incentivar as unidades de ensino a se inscreverem. Essa é a 5ª edição do prêmio, que vai estimular as escolas públicas a realizarem sua auto-avaliação nos vários aspectos da gestão educacional. As unidades interessadas em participar têm o período de 1º de fevereiro a 31 de março para encaminhar a sua inscrição para a SED. Os instrumentos de auto-avaliação já foram entregues em todo o Estado.AprimoramentoDe acordo com a coordenadora estadual do prêmio, Edna Ferreira Bogado da Rosa, por meio da auto-avaliação as escolas conseguem se organizar, registrando suas atividades e analisando o que precisa ser feito para a melhoria da qualidade de ensino. Ela deu o exemplo da escola estadual Fernando Correa da Costa, em Rio Brilhante.Em 1999, a unidade ganhou o 2º lugar no Estado em referência escolar. Não conquistou a 1ª colocação por não conseguir comprovar as ações realizadas durante o ano. “Alunos, professores e gestores da escola, aprenderam que precisavam registrar o seu trabalho. Nos anos seguintes eles procuraram mobilizar a comunidade escolar e acabaram vencedores no último concurso”, comenta. Este ano, a Fernando Correa da Costa não vai participar, já que o regulamento estipula que finalistas não podem concorrer durante dois anos. A coordenadora acredita que à medida que as escolas realizam sua auto-avaliação elas vão se aperfeiçoando. “Nós sempre damos retorno aos participantes, apontando o que faltou e o que foi positivo. A análise da escola é feita no todo.” São avaliados os resultados educacionais, gestão participativa, compromisso das pessoas com o projeto pedagógico, aplicação dos recursos financeiros e estrutura física.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REPERCUSSÃO
Presidente da Fiems diz que governo adia problema ao retirar da pauta a Reforma da Previdência
COPA VERDE
No MT, Corumbaense tenta reverter confronto contra Luverdense
DOURADOS
MP questiona demora no conserto de aparelho; prefeitura diz estar funcionando
CALAMIDADE
Azambuja discute com União recuperação dos estragos causados pelas chuvas
PECUÁRIA
OIE declara Brasil livre da febre aftosa com vacinação
ESTADUAL
Após confusão com gandula, Operário volta a campo pelo Estadual
LEGISLATIVO
Quatro projetos estão pautados para votação nesta quarta-feira
ENCONTRO
Prefeita Délia recebe representante de políticas LGBT no Estado
RECURSOS
Congresso aprova crédito especial de R$ 2 bilhões aos municípios
DOURADOS
Homem é preso portando arma com numeração adulterada

Mais Lidas

FÁTIMA DO SUL
Bombeiros farão buscas por mulher que se recusou a entrar em casa
FRONTEIRA
Assaltante morre após trocar tiros com a polícia
DOURADOS
“Chorei muito, perdi o pouco que tinha”, diz pedreiro após incêndio em barraco
DOURADOS
Igreja é arrombada e ladrão leva eletrônicos equipamentos de som