Menu
Busca segunda, 20 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Verbas retidas prejudicaram economia, analisa Assomasul

04 dezembro 2003 - 16h46

A não liberação de verbas orçamentárias pelo governo federal prejudicou a economia dos municípios, segundo o presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), o prefeito de Amambai Dirceu Lanzarini (PL). Conforme ele, as verbas de emendas normalmente são para obras e geram empregos, consumo e, conseqüentemente, movimentação nas finanças dos municípios.Neste ano, segundo Lanzarini, a União não liberou verbas do orçamento para nenhuma prefeitura do Estado, situação que contribui para a falta de dinheiro das administrações municipais. A redução no repasse do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) foi um agravante. Conforme Lanzarini, em alguns casos já havia até contrato assinado com a Caixa Econômica para o repasse de verba orçamentária. Em algumas situações, cita, prefeitos assumiram gastos previstos em emendas e acabaram não tendo a verba da União.Lanzarini disse desconhecer se houve alguma administração petista que conseguiu receber verba. O prefeito de Campo Grande, André Puccinelli (PMDB), não acusa a União de critério político mas sempre compara a situação da Capital à de Aracajú (SE) e Goiânia (GO), que são administradas por petistas e conseguiram verbas. O presidente da Assomasul comentou que em sete anos de administração não tinha passado por retenção de verba como neste ano. Já seriam R$ 6 milhões que Amambai deixou de receber, informou. “É lamentável a postura”, afirmou.Ele critica o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que tinha prometido atender as prefeituras com recursos e não cumpriu, argumenta. Mesmo descontente, Lanzarini disse que ainda há expectativa de recebimento de verbas do orçamento de 2003. “Esperança é a última que morre”.Números do governo federal apontam que há R$ 152 milhões no orçamento da União para Mato Grosso do Sul, incluindo emendas das prefeituras e do governo estadual.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PRESSÃO
Bolsonaro diz que sem reforma, faltará dinheiro para salários em 2024
EDUCAÇÃO
IFMS abrirá 80 vagas para cursos de graduação no 2º semestre
SEGUNDA LEVE!
Peito de frango recheado com frutas secas no molho de laranja
DOURADOS
Ex-líder da prefeita Délia Razuk é alvo de pedido de cassação
TRÂNSITO
Homens correspondem a 69% dos motoristas indenizados em MS
DOURADOS
Sindicato Rural comemora melhor edição da Expoagro dos últimos anos
BRASIL
Cai confiança do empresário industrial pelo quarto mês, avalia CNI
VISITA GUIADA
Casa baiana histórica tem peças do artesanato brasileiro
DOURADOS
Comad promove capacitação sobre enfrentamento às drogas e workshop sobre engajamento nas redes sociais
SAÚDE
Gripe: quando se preocupar?

Mais Lidas

DOURADOS
Mulheres são presas ao tentar levar droga para maridos na PED
RODOVIÁRIA
Mulher é presa em Dourados com maconha que seria entregue no RS
DOURADOS
Guarda flagra adolescentes bebendo vodka durante a madrugada no Centro
EDUCAÇÃO
Inscrições do Encceja 2019 começam nesta segunda-feira