Menu
Busca quarta, 20 de junho de 2018
(67) 9860-3221
INCONSISTÊNCIAS

Receita Federal envia cartas para contribuintes se autorregularizarem

25 outubro 2017 - 11h34Por Agência Brasil

A Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) enviará cartas a cerca de 340 mil contribuintes que estão com indício de inconsistências na Declaração de Ajuste Anual do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (DIRPF) exercício 2017, ano-calendário 2016. Segundo a Receita, as inconsistências podem levar a atuações futuras. O envio das cartas começou esta semana e vai até o final do mês.

“O Projeto Cartas 2017 é uma iniciativa da Receita Federal destinado a estimular os contribuintes a verificarem o processamento de suas DIRPF e providenciarem correção, caso constatem erro nas informações declaradas ao Fisco”, explicou em nota a Receita.

O órgão esclarece que as cartas somente são enviadas aos contribuintes que podem se autorregularizar, isto é, contribuintes não intimados nem notificados. Não é necessário comparecer à Receita Federal.

Para saber a situação da declaração apresentada, basta consultar as informações disponíveis no site da Receita Federal, serviço Extrato da DIRPF, utilizando código de acesso ou certificado digital. A Declaração retida em alguma malha da RFB apresenta sempre a mensagem pendência. Junto com a pendência, são fornecidas orientações de como proceder no caso de erro na Declaração apresentada.

A sugestão para quem retificar a Declaração apresentada é acompanhar o seu processamento por meio do serviço disponível na internet: Extrato da DIRPF. Esta é a maneira mais rápida de saber o que ocorreu no processamento da Declaração e se há pendências que podem ser resolvidas pelo próprio contribuinte.

A Receita adverte que, caso o contribuinte não aproveite a oportunidade de se autorregularizar, poderá ser intimado formalmente para comprovação das divergências.

Após receber intimação, não será mais possível fazer qualquer correção na Declaração e qualquer exigência de imposto pelo Fisco será acrescido de multa de ofício de, no mínimo, 75% do imposto que não foi pago pelo contribuinte, ou que foi pago em valor menor do que o devido.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Dólar fecha em alta, de olho no exterior e à espera de decisão do Copom
BRASIL
STF valida delações premiadas negociadas pela Polícia Federal
ORDEM DO DIA
Aprovada atualização de lei sobre devolução de troco em espécie
PRIVACIDADE VIRTUAL
Europa sugere lei que pode acabar com os memes da internet
COPA DO MUNDO
Espanha vence com “gol estranho” de brasileiro
EDUCAÇÃO
Vagas do ProUni estão disponíveis para consulta
SAÚDE
Mortes por gripe em MS voltam a aumentar e chegam a 20
MIRANDA
Caminhoneiro é multado e tem veículo apreendido com carga de madeira ilegal
TRÁFICO
Caminhão com 3t de maconha é encontrado abandonado em MS
CAMPO GRANDE
Presidente do TRE diz que cheque de R$ 165 mil era para “segurar” veículo

Mais Lidas

COMPLICAÇÃO APÓS CIRURGIA
Juiz aposentado e ex-diretor da Agepen, Ailton Stropa, morre em São Paulo
RESERVA INDÍGENA
Homem é flagrado nu sobre menina de 7 anos em Dourados
DOURADOS
Dupla é presa por tentativa de homicídio contra vendedor de espetinhos
DEFRON
Traficante condenado a mais de 12 anos é preso em Dourados