Menu
Busca quarta, 22 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Projeto piloto sobre pesagem de bovinos será executado em MS

31 dezembro 2012 - 14h27

Representantes do setor produtivo da carne e a indústria criaram um projeto piloto para pesagem de animais no frigorífico. A proposta foi apresentada há duas semanas em Mato Grosso do Sul e tem como objetivo realizar a pesagem dos animais em três etapas e aumentar as informações sobre o rebanho para os produtores.

A maioria dos pecuaristas faz o controle dos animais com base no peso vivo do animal, mas no frigorífico o pagamento é feito com base no peso da carcaça. Algumas vezes, há conflitos nos números e os produtores e as indústrias acabam tendo problemas.

Com o projeto piloto, o animal será pesado primeiro logo após o abate, depois da retirada das vísceras e, por último, ao término da limpeza. A proposta deve começar em um dos maiores frigoríficos do estado.

Para o presidente da comissão de pecuária de corte da Federação da Agricultura e Pecuária do estado (Famasul), José Lemos Monteiro, vai ser possível ter dados concretos sobre o rendimento da produção bovina do estado. “Nós vamos metrificar o boi produzido no estado, que é de excelente qualidade. Vamos ter oportunidade de saber o real rendimento da nossa produção”, afirma.

###Na prática
Na propriedade rural de Nedson Rodrigues, localizada em Bandeirantes, a 66 km de Campo Grande, o gado é pesado a cada 90 dias. O produtor cria 6 mil animais, entre rebanho precoce e recria.

O desenvolvimento de cada animal do rebanho é acompanhado de perto e o produtor consegue saber o ganho de peso individual dos animais. “Nós cadastramos o número e o peso dele e cada pesagem sabemos o ganho que ele tem em relação à última”, afirma Nedson.

Os bovinos também passam pela pesagem antes de ir para o abate. Segundo o produtor, a média de ganho de peso dos bois por dia chega a 500 gramas.

Depois do abate, o rendimento dos bois surpreende o pecuarista. “Cada abate tem um rendimento diferente. Às vezes, o animal passa muito além da média. Existe uma variação em relação ao peso do animal vivo e da carcaça”.

De acordo com a Famasul, o boi pode ter em média de 56% a 47% de rendimento de carcaça. Uma diferença alta que preocupa os produtores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL
Fifa desiste de fazer Copa do Mundo do Catar com 48 seleções
CRIME AMBIENTAL
Ambiental fecha suinocultura instalada em área protegida de nascentes
JUSTIÇA
Banco é condenado a ressarcir cheque extraviado de R$ 29 mil
UEMS
Estão abertas as inscrições para a VI edição do Enepex
CULTURA
Sexta edição do Bonito Blues & Jazz Festival acontece no feriado de Corpus Christi
CAPITAL
Após horas de terror, motorista feito refém diz que vai deixar a profissão
REFORMA ADMINISTRATIVA
Câmara aprova redução do nº de ministérios e mantém Coaf na Economia
TRÊS LAGOAS
Jovem é flagrado com plantação de maconha em casa: 'Fiz para evitar traficantes'
JUDICIÁRIO
STF restringe acesso a remédios de alto custo sem registro na Anvisa
DOURADOS
Como a rotina pode influenciar nas disfunções neurológicas

Mais Lidas

DOURADOS
Presos fazem motim na PED em ala ocupada por membros de facção criminosa
POLÍCIA
Após pescaria, marido encontra desconhecido na frente de casa e ameaça mulher com arma em Dourados
ACIDENTE
Motociclista avança preferencial, colide com outra moto e morre
EDUCAÇÃO
Greve atinge escolas em Dourados e prejudica merenda, inspeção e limpeza