Menu
Busca Sexta, 19 de Janeiro de 2018
(67) 9860-3221

Projeto piloto sobre pesagem de bovinos será executado em MS

31 Dezembro 2012 - 14h27

Representantes do setor produtivo da carne e a indústria criaram um projeto piloto para pesagem de animais no frigorífico. A proposta foi apresentada há duas semanas em Mato Grosso do Sul e tem como objetivo realizar a pesagem dos animais em três etapas e aumentar as informações sobre o rebanho para os produtores.

A maioria dos pecuaristas faz o controle dos animais com base no peso vivo do animal, mas no frigorífico o pagamento é feito com base no peso da carcaça. Algumas vezes, há conflitos nos números e os produtores e as indústrias acabam tendo problemas.

Com o projeto piloto, o animal será pesado primeiro logo após o abate, depois da retirada das vísceras e, por último, ao término da limpeza. A proposta deve começar em um dos maiores frigoríficos do estado.

Para o presidente da comissão de pecuária de corte da Federação da Agricultura e Pecuária do estado (Famasul), José Lemos Monteiro, vai ser possível ter dados concretos sobre o rendimento da produção bovina do estado. “Nós vamos metrificar o boi produzido no estado, que é de excelente qualidade. Vamos ter oportunidade de saber o real rendimento da nossa produção”, afirma.

###Na prática
Na propriedade rural de Nedson Rodrigues, localizada em Bandeirantes, a 66 km de Campo Grande, o gado é pesado a cada 90 dias. O produtor cria 6 mil animais, entre rebanho precoce e recria.

O desenvolvimento de cada animal do rebanho é acompanhado de perto e o produtor consegue saber o ganho de peso individual dos animais. “Nós cadastramos o número e o peso dele e cada pesagem sabemos o ganho que ele tem em relação à última”, afirma Nedson.

Os bovinos também passam pela pesagem antes de ir para o abate. Segundo o produtor, a média de ganho de peso dos bois por dia chega a 500 gramas.

Depois do abate, o rendimento dos bois surpreende o pecuarista. “Cada abate tem um rendimento diferente. Às vezes, o animal passa muito além da média. Existe uma variação em relação ao peso do animal vivo e da carcaça”.

De acordo com a Famasul, o boi pode ter em média de 56% a 47% de rendimento de carcaça. Uma diferença alta que preocupa os produtores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EITA, EITA!
Participante do BBB18 adora mandar nudes
POLÍTICA
Recurso é negado pela Justiça Federal e interrogatório de Lula é mantido
REGIÃO
Em parceria com prefeito Marquinhos, Geraldo garante novas ações para Vicentina
ECONOMIA
Dólar tem nova queda e volta a R$ 3,20
Dólar tem nova queda e volta a R$ 3,20
POLÍCIA
Trio de assaltantes atira em idoso durante assalto
Trio de assaltantes atira em idoso durante assalto
BONITO
Tio encontra sobrinho morto no quintal de casa
Uma trouxinha de maconha foi encontrada no quarto do jovem;
MS
Divulgada resolução que orienta sobre inscrições no Programa Vale Universidade
Divulgada resolução que orienta sobre inscrições no Programa Vale Universidade
MEDIDA
Moro ordena transferência de Sérgio Cabral do Rio para o Paraná
MEDIDA
Construtora deve manter acordo contratual sem cobrança de juros abusivos
Construtora deve manter acordo contratual sem cobrança de juros abusivos
DESMATAMENTO
Operação Cervo-do-Pantanal autua oitavo fazendeiro em Jardim

Mais Lidas

REAJUSTE
Agetran define novo valor da tarifa do transporte público em Dourados
MAQUINADO
Polícia acredita que o empresário que matou a ex tenha planejado o crime
DOURADOS
Chuva intensa alaga túnel do Parque das Nações II
JARDIM DAS PRIMAVERAS
Foragido da justiça é preso por posse de munições de uso restrito