Menu
Busca domingo, 25 de agosto de 2019
(67) 9860-3221

Projeto piloto sobre pesagem de bovinos será executado em MS

31 dezembro 2012 - 14h27

Representantes do setor produtivo da carne e a indústria criaram um projeto piloto para pesagem de animais no frigorífico. A proposta foi apresentada há duas semanas em Mato Grosso do Sul e tem como objetivo realizar a pesagem dos animais em três etapas e aumentar as informações sobre o rebanho para os produtores.

A maioria dos pecuaristas faz o controle dos animais com base no peso vivo do animal, mas no frigorífico o pagamento é feito com base no peso da carcaça. Algumas vezes, há conflitos nos números e os produtores e as indústrias acabam tendo problemas.

Com o projeto piloto, o animal será pesado primeiro logo após o abate, depois da retirada das vísceras e, por último, ao término da limpeza. A proposta deve começar em um dos maiores frigoríficos do estado.

Para o presidente da comissão de pecuária de corte da Federação da Agricultura e Pecuária do estado (Famasul), José Lemos Monteiro, vai ser possível ter dados concretos sobre o rendimento da produção bovina do estado. “Nós vamos metrificar o boi produzido no estado, que é de excelente qualidade. Vamos ter oportunidade de saber o real rendimento da nossa produção”, afirma.

###Na prática
Na propriedade rural de Nedson Rodrigues, localizada em Bandeirantes, a 66 km de Campo Grande, o gado é pesado a cada 90 dias. O produtor cria 6 mil animais, entre rebanho precoce e recria.

O desenvolvimento de cada animal do rebanho é acompanhado de perto e o produtor consegue saber o ganho de peso individual dos animais. “Nós cadastramos o número e o peso dele e cada pesagem sabemos o ganho que ele tem em relação à última”, afirma Nedson.

Os bovinos também passam pela pesagem antes de ir para o abate. Segundo o produtor, a média de ganho de peso dos bois por dia chega a 500 gramas.

Depois do abate, o rendimento dos bois surpreende o pecuarista. “Cada abate tem um rendimento diferente. Às vezes, o animal passa muito além da média. Existe uma variação em relação ao peso do animal vivo e da carcaça”.

De acordo com a Famasul, o boi pode ter em média de 56% a 47% de rendimento de carcaça. Uma diferença alta que preocupa os produtores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORUMBÁ
Bombeiros combatem incêndio próximo a pousadas no Pantanal
ESPORTES
Brasil fecha individual do tênis de mesa com 19 medalhas; 5 ouros
SAÚDE
Uso de celular com cabeça inclinada pode causar lesão na cervical
CAPITAL
Homem deixa caminhonete na frente de casa e pela manhã descobre furto
LAGUNA CARAPÃ
Homem é preso e comparsas fogem após transportar fardos de maconha em motos por 130 km
AJUDA INTERNACIONAL
Repasses alemães para projetos ambientais equivalem em 1 ano a 4 vezes o orçamento do Ibama
TRÂNSITO
Idosa capota veículo em acidente na Capital
CAMPO GRANDE
Homem furta caminhão carregado de grama em viveiro de mudas
RIO BRILHANTE
Família encontra mulher morta após vítima passar mal durante a noite
FUTEBOL
Brasileirão promete fortes emoções neste domingo; confira os jogos

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher tem dedo amputado após empilhadeira a atingir enquanto fazia compras
DOURADOS
Após “falsa corrida”, motorista de aplicativo tem carro levado por bandido que se envolve em acidente e é preso
HOSPITAL DA VIDA
Órgãos de jovem que morreu em acidente são captados e levados para quatro cidades
POLÍCIA
Mulheres são presas por tráfico em Dourados