Menu
Busca sexta, 22 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Pesquisador da FGV diz que “existe vida após o ajuste”

08 junho 2015 - 18h00

Agência Brasil

O ajuste fiscal é uma fase de transição e, para superá-lo, o Brasil vai precisar de uma agenda positiva em que a iniciativa privada terá um papel maior, disse hoje (8) o diretor do Centro de Economia Mundial da Fundação Getúlio Vargas (FGV), Carlos Langoni.

"Existe vida após o ajuste. O Brasil vai sobreviver, ultrapassar essa fase de transição. E o grande desafio é como retomar os investimentos, porque sem isso não há crescimento", afirmou Langoni, ao participar do seminário Brasil: Perfil de Competitividade, na sede da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro. Ele defendeu uma economia que estimule mais investimento privado. “A crise está empurrando o Brasil para um caminho de eficiência, baseado não no governo, mas no setor privado.”

Ele defendeu a adoção de concessões para atrair o investimento privado, e comparou-as às privatizações. "A concessão é uma privatização envergonhada. Uma concessão de 25 anos, renovável por mais 25, é uma privatização".

O vice-presidente da Federação das Indústrias do Rio, Carlos Mariani, destacou dificuldades da indústria e pediu a desoneração da produção, com redução da carga tributária e da burocracia. Mariani defendeu também a regulamentação das terceirizações e disse que a medida vai resolver o problema da insegurança jurídica.

O projeto de lei que prevê a regulamentação das terceirizações, inclusive na atividade-fim das empresas, sofre forte oposição de sindicatos, que veem precarização das relações de trabalho com a medida.

Fernando Blumenschein, economista da FGV, apresentou um estudo sobre a competitividade. Segundo ele, a pesquisa mostra acentuadas disparidades na entre as microrregiões brasileiras e também entre setores da economia.

Apesar disso, quando são analisados todos os setores e dimensões da competitividade de cada microrregião, é possível identificar pontos fortes que podem nortear políticas públicas, disse Blumenschein.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Bruna Griphao deixa tanquinho à mostra durante passeio na cachoeira
RORAIMA
Venezuela fecha fronteira com o Brasil no horário determinado por Maduro
BR-060
Perseguição acaba com 3 presos e caminhonete com maconha apreendida
REPASSES
Ministro do STF dá mais um ano para Congresso regulamentar a Lei Kandir
CAPITAL
PM encontra saco com 78 quilos de maconha em terreno baldio
MEIO AMBIENTE
Duas jibóias e uma jararaca foram capturadas nesta quinta na Capital
UFGD
Trote do Bem aumenta o número de doadores de medula óssea
APOSENTADO
Sargento da PM pega 4 anos de prisão por matar mulher a tiros
DOURADOS
Guarda Mirim abre turma e recebe título de Utilidade Pública Estadual
MEC
Instituições federais de ensino de MS recebem R$ 2,61 milhões

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher que encomendou morte de marido é transferida para presídio
OPORTUNIDADE
Prorrogadas inscrições em processo seletivo para contratação de Assistentes de Atividades Educacionais
JARDIM PIRATININGA
Recém-nascida é encontrada sob tanque de lavar roupas em Dourados
DOURADOS
Investigado por estupro de enteadas, homem é preso com pornografia infantil no celular