Menu
Busca terça, 19 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
COMPETITIVIDADE

Pelo terceiro ano consecutivo, MS é o quinto Estado mais competitivo do País

18 outubro 2017 - 15h50Por Da Redação

Pelo terceiro ano consecutivo Mato Grosso do Sul é eleito o quinto Estado mais competitivo do Brasil, segundo levantamento do Centro de Liderança Pública (CLP). O reposicionamento do Estado nos indicadores sociais e econômicos é creditado às medidas de reestruturação da máquina, que coloca MS com a menor estrutura administrativa do País, e ações de indução ao desenvolvimento econômico.

Mato Grosso do Sul foi ranqueado em 66 quesitos distribuídos em dez pilares estratégicos – Potencial de Mercado, Infraestrutura, Capital Humano, Educação, Sustentabilidade Social, Segurança Pública, Solidez Fiscal, Eficiência da Máquina Pública, Inovação e Sustentabilidade Ambiental. De acordo com o Ranking de Competitividade dos Estados 2017, o índice geral de MS nos dez pilares é 62,7, enquanto a média nacional é de 47,9.

Critérios

O Ranking de Competitividade dos Estados é um levantamento feito pelo CLP em parceria com a Tendências Consultoria e a Economist Intelligence Unit. A ferramenta analisa a capacidade competitiva dos 26 estados brasileiros e do Distrito Federal. São analisados indicadores de abrangência nacional que servem para balizar os gestores públicos na busca da excelência na gestão.

“Diante de uma crise tão grande, com tantas dificuldades nos últimos três anos, esse resultado é uma forma de reconhecer o trabalho e a superação de todos os sul-mato-grossenses no desenvolvimento do nosso Estado”, destaca o governador Reinaldo Azambuja.

Modulação

O melhor desempenho do Estado foi em 2015, quando a crise ainda não tinha atingido a sua fase mais aguda. O índice geral chegou a 63,6. Em 2016, em razão de novas medidas para equilíbrio das contas e recuperação econômica do Estado, o índice aumentou para 65,1 e, neste ano, oscilou para 62,7. Não houve, no entanto, queda no ranking e Mato Grosso do Sul segue em quinto, mas com avanços significativos em outros quesitos.

Entre os diferentes pilares do estudo, Mato Grosso do Sul avançou no Potencial de Mercado, obtendo nota 71,4. O maior avanço ocorreu na Segurança Pública, com o Estado atingindo a nota 76,4. O segundo maior avanço ocorreu na Eficiência da Máquina Pública, com nota 74,3. Outro pilar em que houve avanço é o da Sustentabilidade Social, com 70 pontos.

A metodologia do ranking foi elaborada a partir de amplo estudo de benchmark internacional e de literatura acadêmica especializada sobre o assunto.

A construção do ranking contou com duas etapas: Tratamento dos dados e Ponderação dos indicadores e pilares. O tratamento dos dados é importante para possibilitar a agregação dos indicadores, haja a vista as diversas unidades de medida encontradas nos 66 indicadores.

O critério adotado foi a normalização dos indicadores entre 0 e 100, mantendo a dispersão original dos dados. Este critério é amplamente adotado em diversos em outros índices e rankings, como o IDH (Índice de Desenvolvimento Humano).

Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Escolas devem responder questionário sobre gravidez na adolescência
CAPITAL
Adolescente nega ter estuprado irmãos e é liberado
EM BRASÍLIA
Secretário discute integração de órgãos de segurança pública
POLÍTICA
Bolsonaro assina Projeto de Lei Anticrime
GERAL
Concurso da Educação registra 18% de abstenção para administrativos e 2% para o Magistério
DOURADOS
Jornalistas planejam programação de 30 anos do Sinjorgran
DOURADOS
Candidato à reeleição da Cassems, Ayache fala sobre conquistas e propostas na nova gestão
OPERAÇÃO FANTOCHE
Alvo da PF, Fiems diz que federais buscavam informações sobre contratos entre 2010 e 2013
SAÚDE
SUS oferece atendimento gratuito às pessoas que sofrem com alcoolismo
CHEIRO DE POLÊMICA?!
Zé Loreto é criticado por suposto caso com Marina Ruy Barbosa

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Motociclista atropela, mata criança de 1 ano em Dourados e foge do local
DOURADOS
Motorista tenta desviar de outro veículo e bate carro em árvore
NOVA ANDRADINA
Mãe de 16 anos mata filha de apenas 21 dias
DOURADOS
Um ano após pedido de demissão, ex-secretário de Délia retorna à prefeitura