Menu
Busca terça, 18 de junho de 2019
(67) 9860-3221
CONCORRÊNCIA DESLEAL

Paraguai suspende lei que permitia entrada de carretas bitrens brasileiras

08 janeiro 2019 - 18h50Por Da Redação

O Ministério de Obras Públicas e Comunicações do Paraguai suspendeu nesta segunda-feira, dia 07 de janeiro, a entrada de carretas bitrens brasileiras no país. A decisão foi comunicada após uma reunião realizada com membros da Federação dos Caminhoneiros do Paraguai. A rota 5, é a principal rodovia das exportações de soja brasileiras que liga Ponta Porã até o Porto de Concepción, a 220 quilômetros da fronteira.

O ministro Arnoldo Wiens revogou uma resolução que autorizava a circulação dos bitrens brasileiros na Rota Nacional 5 até o porto da cidade de Concepción.

O ministro ainda informou que, a partir de agora, será criada uma mesa de diálogo com todos os representantes do setor para articular uma política de transportes para o país.

Após a reunião, o presidente da Federação de Caminhoneiros do país vizinho, Angel Zaracho, disse que com essa medida, o Governo cumpriu sua promessa de anular a Resolução 74 que permitiu a entrada desse tipo de veículo de grande porte no país, gerando assim uma "concorrência desleal para caminhoneiros locais".

O governo de Mato Grosso do Sul emitiu uma nota sobre o caso e informou que na época foi feito um acordo com o governo paraguaio para que as carretas bitrens pudessem operar na rota Pedro Juan Cabellero até Concepcion, pela Ruta 5.

A suspensão, seja por qualquer motivo, questão de transporte local ou questão de estrutura de rodovias, torna praticamente inviável a exportação de soja por Concepcion, segundo o secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar de Mato Grosso do Sul, Jaime Verruck.

O governo do estado ainda informou que vai entrar em contato com o governo paraguaio, para discutir o porquê dessa proibição junto com empresas de transportes.

O portal G1 entrou em contato com a Agência Nacional de Transportes Terrestre pedindo um posicionamento do caso quanto a decisão do governo paraguaio. Até a publicação desta matéria não obtivemos resposta.

Negociações

De acordo com o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Cargas e Logística de Mato Grosso do Sul (Setlog/MS), Claudio Cavol, a resolução que autorizava a circulação dos bitrens brasileiros na Rota Nacional 5, foi editada e suspensa pelo ex-presidente Horacio Cartes após uma greve dos caminhoneiros que ocorreu no início de 2017.

Segundo Cavol, o então governo suspendeu a entrada das bitrens brasileiras por um ano até a realização de novos estudos. O atual presidente, Mario Abdo Benítez anulou a resolução em definitivo. Cavol ainda explica que essa decisão não irá prejudicar as exportações sul-mato-grossense, já que essas foram pequenas no ano de 2017, o que totaliza em torno de 50 caminhões de soja.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUDICIÁRIO
Procuradores definem lista tríplice para sucessão de Dodge na PGR
AQUIDAUANA
Polícia prende nove suspeitos de furtar 100 quilos de cocaína em delegacia
ECONOMIA
Portaria amplia autorização para trabalho aos domingos e feriados
RIO BRILHANTE
Traficante foge ao ver abordagem e abandona mais de 350kg de maconha
JUSTIÇA
Mãe e filho serão indenizados por ter imagem denegrida na internet
PROMOÇÃO
Rede Abevê Supermercados realiza último sorteio da Campanha Sonhos a bordo
PARAGUAI
Homem escapa de sequestro, mas acaba executado por pistoleiros em posto
DOURADOS
Torcedores veem meninas do Brasil à frente dos homens no futebol
CORPUS CHRISTI
Operação nas rodovias estaduais começa na quinta-feira
ECONOMIA
Dólar fecha em queda antes de Fed e de olho no exterior

Mais Lidas

AQUIDAUANA
Douradense desaparece nas águas do rio Aquidauana durante banho
PARAGUAI
Motim termina com 10 mortos e presos queimados e decapitados
DOURADOS
Perseguição na Coronel Ponciano termina com homem preso e apreensão de mais de 700kg de maconha
MASSACRE EM SAN PEDRO
Ministro paraguaio promete expulsar membros do PCC após motim com 10 mortos