Menu
Busca domingo, 16 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221
CONTRUBUIÇÕES

Pagamento da guia de novembro do eSocial deve ser feito até hoje

07 dezembro 2017 - 10h40Por Da Redaçao

O prazo para os empregadores domésticos realizarem o pagamento do Documento de Arrecadação do eSocial (DAE) referente à competência do mês de novembro termina nesta quinta-feir, dia 07 de dezembro. O documento reúne em uma única guia as contribuições fiscais, trabalhistas e previdenciárias que devem ser recolhidas pelos empregadores referentes aos trabalhadores domésticos.

Documentos gerados a partir dessa data serão calculados com multa de 0,33% por dia de atraso.

Para a emissão da guia unificada, o empregador deve acessar a página do eSocial.

Canais de Atendimento

Os empregadores domésticos têm a sua disposição, além do pagamento em guichê de caixa bancário, vários canais alternativos oferecidos pela rede bancária – como lotéricas, internet banking e canais eletrônicos de autoatendimento – para realizar o pagamento do DAE.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IMUNIZAÇÃO
Ministério da Saúde faz alerta para vacinação em período de férias
DOF
Veículo furtado em Curitiba é recuperado a caminho do Paraguai
ESCOLA AVANI
Projeto de Extensão organiza Colônia de Férias em Dourados
OPORTUNIDADES
Concursos: 15 órgãos abrem inscrições para 409 vagas nesta segunda
TRÊS LAGOAS
Dupla invade casa e foge com objetos avaliados em R$ 60 mil
CLÁUSULA PÉTREA
Bolsonaro diz que pena de morte não será debatida em seu governo
PROCON
Pesquisa aponta que produtos de fim de ano tem variação de 276%
ABV
Homem é preso por tentativa de furto em supermercado de Dourados
CAMPO GRANDE
Motociclista encontra bilhete em retrovisor quebrado: 'Caráter'
DOURADOS
Homem de 35 anos é preso acusado de estupro de vulnerável

Mais Lidas

DOURADOS
Homem morto em confronto articulava assassinato de sargento do Corpo de Bombeiros
DOURADOS
Jovem colide veículo em poste na avenida Marcelino Pires
ABORDAGEM
Homem morre após confronto com a polícia em Dourados
DOURADOS
Homem morto a facadas havia tentado separar briga de mãe e filho por R$ 30