Menu
Busca quarta, 23 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221

Caixa assume carteira de ações de R$ 2 bilhões da BNDESPar

05 janeiro 2013 - 17h40

No apagar das luzes de 2012, a Caixa Econômica Federal assumiu uma carteira de ações de pelo menos R$ 2,08 bilhões que pertencia à BNDESPar, braço de investimentos do BNDES. As informações foram divulgadas nos últimos dias por quatro companhias abertas em comunicados enviados à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Embora os textos não sejam claros sobre o ponto, e o governo ainda não tenha se manifestado a respeito do tema, tudo indica que houve uma triangulação, com o BNDES transferindo a carteira para o Tesouro, que em seguida usou os mesmos ativos para capitalizar a Caixa.

Na maioria dos comunicados - exigidos pela regulamentação da CVM sempre que há movimentação acima de 5 pontos percentuais no capital acionário de uma empresa aberta -, há a informação apenas de que o BNDES alienou um quantidade de ações e que a Caixa passou a ter o mesmo número de papéis no mesmo dia.

No caso da maior transferência, de R$ 1,78 bilhão, de papéis da empresa de alimentos JBS, o texto é mais específico e diz que “as ações foram recebidas [pela Caixa] de seu controlador a título de transferência para aumento de capital”.

Com o negócio, a Caixa passou a ter 10% do capital da JBS e o BNDES manteve uma fatia direta e indireta de 23%.

O banco, que até poucos anos tinha como principal objetivo oferecer crédito habitacional, também virou sócio relevante da mineradora e metalúrgica Paranapanema, com participação acionária de 17%, avaliada em R$ 272 milhões, assumindo a fatia que cabia à BNDESPar.

A Caixa recebeu aporte também ações da Indústrias Romi (R$ 24 milhões) e da Mangels (R$ 4 milhões) que estavam na carteira do BNDES.

Em edição extra do “Diário Oficial da União” de 28 de dezembro, há um decreto dizendo que o governo usaria R$ 5,4 bilhões em ações excedentes ao controle da Petrobras para capitalizar a Caixa. Mas o texto não cita a possibilidade de uso de papéis de outras empresas.

Procurada, a Caixa não retornou pedido de entrevista até a publicação desta matéria. Inclusive para informar se os aportes realizados envolveram ações de mais empresas, além das quatro que divulgaram informações ao mercado. Posteriormente, a instituição divulgou nota à imprensa na qual informa que os aportes “elevaram os limites operacionais da Caixa (Basileia), beneficiando a instituição, ao permitir que ela continue a expandir sua carteira de crédito e cumprir sua missão de agente de políticas públicas e parceira estratégica do Estado Brasileiro”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COXIM
Mulher não consegue falar com marido que é encontrado morto pela filho
UFGD
Concursos para docentes e técnicos divulgam candidatos isentos
ECONOMIA
Secretaria de Fazenda publica valor atualizado de Uferms para fevereiro
FORÇAS ARMADAS
Polícia recupera pistola de uso restrito desaparecida desde 2016
APRENDIZES-MARINHEIRO
Marinha abre inscrições para concurso com 1 mil vagas em todo país
ANASTÁCIO
Homem agride e furta dinheiro mãe para comprar bebida alcoólica
TELEVISÃO
Vanderson sai da casa para depor e é desclassificado do BBB19
CORUMBÁ
Homem é autuado por maus tratos a cavalo
PRIORIDADES
Onyx apresenta 35 metas para os primeiros 100 dias de governo
FUTEBOL
Aquidauanense e Urso empatam e dividem liderança do Estadual

Mais Lidas

POLÍCIA
Homem morre após ser atropelado por Mini Carregadeira em Dourados
BRASILÂNDIA
Dono de casa de prostituição é preso por tráfico de mulheres
ENERGISA
Consumidores podem recorrer ao valor da conta de energia sem sofrer corte no fornecimento
TRÁFICO
Carga de cocaína apreendida na BR-463 poderia render até R$ 47 milhões no Brasil