Menu
Busca sábado, 20 de outubro de 2018
(67) 9860-3221

Mato Grosso do Sul terá mais 17 estações meteorológicas em 2013

28 dezembro 2012 - 15h25

O Governo do Estado vai instalar até agosto do ano que vem mais 17 estações meteorológicas para auxiliar a produção agrícola em Mato Grosso do Sul. Cada uma das estações terá capacidade para processar dados como temperatura, pressão atmosférica, umidade relativa do ar e radiação solar, além de direção e velocidade do vento.

Os recursos para a execução do projeto, no valor de R$ 1,83 milhão, foram garantidos nesta sexta-feira (28) pelo Ministério da Agricultura, por meio de ação do senador Waldemir Moka (PMDB). A contrapartida do Estado será de R$ 214 mil, totalizando investimento de R$ 2 milhões.

De acordo com a secretária de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo, Tereza Cristina Corrêa da Costa, a redução dos riscos climáticos é fundamental para a consolidação do sistema do seguro agrícola e base para o aperfeiçoamento do zoneamento agrícola.

“Esses conhecimentos serão convertidos em informações aos agentes técnicos, produtores rurais e financiadores, gerando decisões mais acertadas, com reflexos positivos na rentabilidade das atividades agropecuárias”, argumenta.

A secretária afirma que o objetivo também é produzir séries históricas de informações para orientar e subsidiar sobre a melhor época de plantio, ciclo das variedades e indicação de cultivos para aumentar a produção e a produtividade da agricultura, reduzir perdas e direcionar o seguro rural como instrumento de gestão de risco do agronegócio.

Após a instalação dos novos equipamentos, Mato Grosso do Sul estará 100% coberto por esse serviço, totalizando 45 estações meteorológicas. “Os produtores rurais vão estar bem servidos quanto às informações sobre o clima. Isso permitirá, por exemplo, que eles façam o plantio no período”, explica.

Para Moka, esses investimentos vão ajudar a consolidar as atividades de pequenos e médios produtores ao permitir o máximo rendimento da produção, melhorando a utilização dos recursos naturais com atividades complementares e a ocupação do solo por períodos maiores.

Além dos governos federal e estadual, o convênio conta com a participação da Embrapa Dourados e da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja), que ficará responsável pela manutenção das 45 estações meteorológicas.

As 17 novas estações serão instaladas em Angélica, Aral Moreira, Bandeirantes, Bonito, Brasilândia, Caarapó, Camapuã, Fátima do Sul, Iguatemi, Itaporã, Laguna Carapã, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Pedro Gomes, Ribas do Rio Pardo, Santa Rita do Pardo e Selvíria.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PRIMEIRO DIGITAL NO INTERIOR
1ª Peixada acontece hoje em comemoração aos 18 anos do Dourados News
UAU
Top baiana Daiane Sodré posa completamente nua na cama
RIGOR
Proposta de indulto de Natal exclui benefício a presos por corrupção
RURAL
Plantio da safra de soja no Estado chega a 54% da área estimada
CONFUSÃO
Troca de tiros entre policiais de SP e MG deixa um morto em hospital
SAÚDE
HU de Dourados inicia segundo ciclo da Pesquisa de Satisfação dos Usuários
CAMPO GRANDE
Polícia identifica suspeito de ter matado PM atrás de frigorífico
MEIO AMBIENTE
Pesquisadores da UEMS recebem Prêmio Troféu Marco Verde 2018
TRÊS LAGOAS
Polícia impede sequestro de empresário, mata um e prende três
FUTEBOL
Ministério Público libera dois estádio e veta um para a Série B

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Empresário retornava de Bonito e bateu de frente com carreta
DOURADOS
Mulher é presa furtando farmácia e confessa outros crimes
DOURADOS
Homem atropelado por motorista em fuga morre quase 2 meses após acidente
FRONTEIRA
Brasileiro é executado na frente de casa após receber ligação