Menu
Busca sexta, 22 de março de 2019
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Indústria abre mais de 300 novos postos de trabalho no início de 2019

14 março 2019 - 07h43Por Da Redação

O setor industrial de Mato Grosso do Sul, que é composto pelas indústrias de transformação, de extrativismo mineral, de construção civil e de serviços de utilidade pública, inicia 2019 com saldo positivo de 321 novos postos de trabalho, resultante de 4.844 contratações e 4.523 demissões, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems.

Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, nos últimos 12 meses, o saldo do setor continua positivo, com a criação de 299 novos postos de trabalho, fruto de 56.766 contratações e 56.467 demissões.

Em janeiro, os maiores saldos positivos foram registrados para os segmentos da indústria da construção (+346), de alimentos e bebidas (+69), mecânica (+64) e da borracha, couros, peles e similares (+46), enquanto nos últimos 12 meses os maiores saldos positivos foram nas indústrias de alimentos e bebidas (+711), mecânica (+246), metalúrgica (+145), extrativa mineral (+145) e madeira e mobiliário (+140).

“O conjunto das atividades industriais em Mato Grosso do Sul encerrou janeiro de 2019 com 121.348 trabalhadores empregados, indicando elevação de 0,27% em relação ao mês anterior, quando o contingente ficou em 121.027 funcionários”, detalhou Ezequiel Resende.

Atualmente a atividade industrial responde por 18,9% de todo o emprego formal existente em Mato Grosso do Sul, ficando atrás dos setores de serviços (189.781 trabalhadores), com participação equivalente a 29,5%, administração pública (133.909 empregados), com participação de 20,8%, e comércio (126.815 comerciários), com participação de 19,7%.

Detalhamento

Em Mato Grosso do Sul, o mês de janeiro teve 93 atividades industriais com saldo positivo de contratação, proporcionando a abertura de 1.069 vagas, com destaque para abate de reses, exceto suínos (+124), obras de engenharia civil não especificadas (+106), obras de terraplenagem (+74), construção de edifícios (+73), serviços especializados para construção não especificados anteriormente (+48) e fabricação de estruturas metálicas (+44).

Por outro lado, 67 atividades industriais apresentaram saldo negativo em Mato Grosso do Sul, provocando o fechamento de 748 vagas, com destaque para fabricação de álcool (-263), fabricação de açúcar em bruto (-101), construção de rodovias e ferrovias (-46) e fabricação de adubos e fertilizantes (-37).

Em relação aos municípios, constata-se que em 33 deles as atividades industriais registraram saldo positivo de contratação em janeiro de 2019, com destaque para Campo Grande (+316), Coxim (+122), Naviraí (+105), Aparecida do Taboado (+53), Corumbá (+52), Paranaíba (+49), Nova Andradina (+42) e Água Clara (+30).

No entanto, em outros 33 municípios as atividades industriais registraram saldo negativo, sobressaindo as cidades de Fátima do Sul (-118), Dourados (-102), Eldorado (-88) e Sidrolândia (-42).

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO
Maconha e skunk são apreendidos em Dourados
RIO BRILHANTE
Menor é apreendido na BR-163 com veículo furtado
BRASIL
Comissionado que não atender critério de idoneidade será exonerado
DOURADOS
Essência de nargilé contrabandeada é apreendida em veículo
DOURADOS
Inscrições para corrida e caminhada Ginaslouquinhos terminam hoje
POLÍCIA
Carro roubado em SP é recuperado em Dourados
MS
Decreto disciplina manejo do solo nas propriedades rurais de Bonito e Jardim
ARTIGO
S.O.S. contra o suicídio
COZINHA EXPERIMENTAL
Primeiro curso de 2019 leva receitas para eliminar toxinas do organismo
DIA MUNDIAL DA ÁGUA
Água é considerada boa em apenas 6,5% dos rios da Mata Atlântica

Mais Lidas

DOURADOS
Tripla colisão deixa dois feridos em cruzamento movimentado
DOURADOS
Universitária morre no HV quatro dias após acidente de moto
RIO BRILHANTE
Dono de oficina baleado pela manhã morre no Hospital da Vida
OPERAÇÃO PREGÃO
Investigações apontam assinatura de morta em contrato de empresa de refrigeração com prefeitura