Menu
Busca quinta, 28 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Impostômetro deve bater R$ 1,5 trilhão arrecadados em 2012 às 19h

28 dezembro 2012 - 18h40

Nesta sexta-feira, por volta das 19h, o Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) deverá alcançar R$ 1,5 trilhão em impostos federais, estaduais e municipais pagos por todos os brasileiros desde o 1º dia do ano. Essa é a expectativa da entidade, que afirma que o valor será atingido com apenas um dia de diferença na comparação com 2011, quando o painel registrou esse mesmo valor no dia 29 de dezembro.

Até o momento, o impostômetro marca aproximadamente R$ 1,499 trilhão. A expectativa da associação é que no último dia do ano, 31 de dezembro, os impostos pagos devem chegar à marca de R$ 1,556 trilhão.

O Impostômetro foi inaugurado em abril de 2005 e em setembro de 2011 foi criado o portal do painel (www.impostometro.com.br). Nele é possível ver o quanto o País, os Estados e os municípios estão arrecadando em impostos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COSTA RICA
Menina de 3 anos dormia com a mãe que foi assassinada a facadas pelo ex
POLÍTICA
Bolsonaro diz que auxílio emergencial poderá ter a quarta parcela
JUDICIÁRIO
MP denuncia juiz por ter recebido propina para liberar precatórios
ENSINO SUPERIOR
Ainda sem data, Enem 2020 já tem 6,1 milhões de inscritos
TRÊS LAGOAS
Motociclista é atingida por linha com cerol e garotos que soltavam pipa fogem
ECONOMIA
Compras com auxílio emergencial poderão ser pagas via celular
CARTILHA
Tribunal de Justiça lança Guia de Boas Práticas para Pessoas com Deficiência
CAPITAL
Idoso é enganado por golpistas, entrega dois cartões e fica no prejuízo
JUSTIÇA
Ministro do STF nega recurso e mantém pena de prefeito condenado por tráfico
DESCAMINHO
Receita Federal apreende duas toneladas de narguilé contrabandeadas

Mais Lidas

DOURADOS
Paciente com suspeita de coronavírus afasta mais de 20 profissionais da saúde no HV e UPA
PANDEMIA
Dourados é "campeã" de casos de coronavírus em MS pelo 3º dia consecutivo
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher