Menu
Busca domingo, 18 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
MUDANÇA

Governo estuda liberar FGTS para pagamento do Fies e crédito consignado

31 outubro 2017 - 13h05Por G 1

O governo federal estuda a liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para pagar dívidas do Fundo do Financiamento Estudantil (Fies) e do crédito consignado.

Pelas mudanças que vêm sendo estudadas, quem tiver empréstimo consignado - quando o desconto já vem na folha de pagamento - e perder o emprego poderá pagar parte da dívida com o FGTS. Haverá um limite: 10% do fundo poderá ser usado para isso.

A regra valeria para quem pedir demissão ou for demitido por justa causa, e também para futuras demissões acordadas entre patrões e empregados.

Atualmente, só tem direito a sacar o FGTS quem é demitido sem justa causa.

As medidas em estudo também preveem que quem tem dívida do Fies poderá usar o dinheiro do fundo para pagar o empréstimo. Essa possibilidade foi incluída em uma medida provisória que está na Câmara dos Deputados.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAUUUU!!
Agatha Moreira aparece nua em clique compartilhado por fotógrafo
AGENDA
Assembleia promove capacitação para 6ª edição do Parlamento Jovem
EDUCAÇÃO
Inscrições do Fies começam na próxima segunda-feira
TUR
MS é um dos melhores categorizados no Mapa do Turismo Brasileiro 2018
RÚSSIA 2018
Embaixadora da Copa do Mundo da Rússia visita sede da CBF
BRASIL
Previdência não será única PEC parada durante intervenção no Rio
RIO BRILHANTE
Jovem tem a casa atingida por tiros após discussão em bar por volume de som
ECONOMIA
Energia: em fevereiro bandeira segue verde para consumidores
CAMPO GRANDE
Carro de luxo com R$ 48 mil em débitos é apreendido em blitz
GRUPO B
Compromisso na Copa Verde faz FFMS alterar data de jogo do Corumbaense

Mais Lidas

MARACAJU
Homem é assassinado brutalmente por adolescentes
SUL DE MS
Homem morre após fugir e capotar veículo carregado com maconha
RESGATE
Casal é encontrado com vida após 10h de sequestro na Capital
TRÁFICO
Mato-grossense é presa com maconha na rodoviária de Dourados