Menu
Busca domingo, 24 de junho de 2018
(67) 9860-3221
PARALISAÇÃO

Funcionários dos Correios entram em greve nesta segunda-feira

12 março 2018 - 06h34Por Agência Brasil

Servidores dos Correios entrarão em greve por tempo indeterminado nesta segunda-feira, dia 12 de março. De acordo com a Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (Fentect), os trabalhadores são contra mudanças no plano de saúde da empresa, que preveem o pagamento das mensalidades pelos funcionários e a retirada de dependentes dos contratos.

“Além disso, o benefício poderá ser reajustado conforme a idade, chegando a mensalidades acima de R$ 900",, informou a Fentect, em nota, ressaltando que o salário médio dos trabalhadores dos Correios é de R$ 1,6 mil, “o pior salário entre empresas públicas e estatais”.

O início da greve coincide com o julgamento sobre o plano de saúde dos trabalhadores no Tribunal Superior do Trabalho (TST), também marcado para amanhã, referente à última negociação salarial.

Segundo a Fentect, a mobilização nacional da categoria foi aprovada em assembleias dos sindicatos. Entre outras reivindicações, os trabalhadores são contra as alterações no Plano de Cargos, Carreiras e Salários; a terceirização na área de tratamento; a privatização da estatal; a suspensão das férias dos trabalhadores; a extinção do diferencial de mercado e a redução do salário da área administrativa.

Além disso, entre as demandas da categoria estão a contratação de novos funcionários por meio de concurso público, a segurança nos Correios e o fim dos planos de demissão.

A federação também é contra a extinção e terceirização do cargo de operador de triagem e transbordo, “importante para o movimento do fluxo postal interno”. “Para piorar a situação, a empresa também anunciou o fechamento de mais de 2.500 agências próprias, por todo o Brasil”, diz a nota da Fentect.

Para a categoria, o “desmonte” promovido pela gestão dos Correios tende a prejudicar ainda mais os serviços à população. “A Fentect esclarece que alguns argumentos repassados transmitem uma visão enganosa da realidade na estatal. Por exemplo, quanto ao monopólio dos Correios, que, hoje, corresponde apenas a cartas, malote e telegrama. O segmento de encomendas, como o Sedex, entretanto, sempre foi concorrencial”, informou.

Quanto ao reajuste dos preços dos serviços da estatal, a federação discorda de aumentos abusivos nos valores. “Já em relação ao argumento da ECT para esse reajuste, a respeito da segurança dos trabalhadores, a Fentect esclarece que não há nenhum benefício pago ao trabalhador por esse motivo, bem como nenhum adicional”.

No dia 6 deste mês, os Correios começaram a cobrar uma taxa extra de R$ 3 para encomendas com destino ao Rio de Janeiro. O motivo seria a elevação dos custos da entrega por causa da violência no município. No dia 9, entretanto, após decisão da Justiça Federal, a estatal suspendeu a cobrança.

Para a Fentect, a empresa não onera o governo federal ou o bolso do cidadão com arrecadação de impostos. “Ao contrário, é o governo quem tem retirado verbas da empresa, sem retorno, nos últimos anos, como da ordem de R$ 6 bilhões”, informou. “Com todos os erros e ingerências políticas na administração dos Correios, a direção da estatal promove essas e outras retiradas de direitos dos próprios trabalhadores, responsabilizando-os pelos danos da ECT.”

Oficialmente, a greve da categoria começa neste domingo (11) a partir das 22h, para que os funcionários que trabalham no turno da noite já possam aderir ao movimento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Carolina Dieckmann exibe barriga chapada em clique de biquíni
ECONOMIA
Portabilidade de crédito cresce quase 100% em 2017
INTERNACIONAL
Polícia da Índia encontra corpo de fã de Messi
APOIO
União reconhece situação de emergência no Pantanal
INTERNACIONAL
EUA dizem estar trabalhando para reunir 2.053 crianças imigrantes com suas famílias
TRÁFICO DE DROGAS
Homem tenta fuga, carro sai da pista e ele acaba preso com quase 0,5 t de droga
INTERNACIONAL
Há quase 30 anos sem notificação, poliomielite surge na Venezuela e países vizinhos estão em alerta
BRASIL
Jungmann defende distinção entre traficante e usuário de drogas
CAMPO GRANDE
Motorista de Uber fica ferido após reagir a assalto
POLÍTICA
Bolsonaro é desaprovado por 64%, afirma Ipsos

Mais Lidas

POLÍCIA
Homem morre em Dourados após acidente na BR-163
CANAÃ IV
Mulher é atingida por bala perdida enquanto lavava roupa em Dourados
POLÍCIA
Homem é assassinado em bar em Dourados
POLÍCIA
Veículo é roubado e recuperado horas depois em Dourados