Menu
Busca sexta, 23 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Dólar fecha praticamente estável, com expectativa por decisão do Fed

19 setembro 2017 - 18h05

O dólar fechou praticamente estável nesta terça-feira (19) após operar com leves oscilações em relação ao real durante o dia. Os investidores em compasso de espera pelo desfecho da reunião de política monetária do Federal Reserve, banco central dos EUA), na quarta-feira, segundo a Reuters.

A moeda norte-americana terminou o pregão cotada a R$ 3,1361 na venda, alta de 0,01%.

Sobre a decisão do Fed, o mercado não espera aumento de juros agora, mas os investidores vão buscar pistas sobre as chances de outra alta neste ano e quantas podem ser esperadas em 2018, de acordo com a Reuters.

A expectativa também é de que o Fed anuncie que começará a reduzir seu balanço patrimonial de US$ 4,2 trilhões em Treasuries e títulos lastreados em hipotecas, com a redução provavelmente começando neste ano.

"Esperamos que o Fed não tenha pressa para continuar a normalizar as taxas de juros...Os últimos dados econômicos dos EUA permitem ao Fed uma posição de esperar para ver até que sinais inflacionários mais fortes se confirmem", avaliou o banco suíço Julius Baer em nota assinada pelo economista-chefe Janwillem Acket.

No exterior, o dólar cedia ante uma cesta de moedas e operava misto ante divisas emergentes, como o peso mexicano e o rand sul-africano.

Internamente, a moeda ainda corrigia um pouco do avanço da véspera, com os investidores ainda cautelosos à espera do julgamento, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), na quarta-feira, do pedido feito pela defesa de Michel Temer para paralisar a tramitação da nova denúncia do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot contra o presidente.

Advogados do presidente pedem que a denúncia não seja encaminhada para a Câmara até que seja concluído o processo de análise da revisão da delação dos executivos da J&F.

A defesa de Temer também apresentou em separado um pedido para que o Supremo devolva a denúncia para a Procuradoria-Geral da República, o que deixaria nas mãos da nova procuradora-geral, Raquel Dodge, decidir sobre modificações na denúncia apresentada por seu antecessor.

"Raquel tem um perfil mais técnico do que Janot... e sua avaliação pode filtrar a denúncia", disse à Reuters o economista-chefe da gestora Infinity, Jason Vieira, acrescentando que, sem turbulências políticas, pode haver espaço para um avanço das reformas no Congresso.

O Banco Central anunciou novo leilão de swap cambial tradicional - equivalente à venda futura de dólares - para rolagem do vencimento de outubro. A oferta será de até 12 mil contratos.

Na véspera, a moeda norte-americana avançou 0,67%, a R$ 3,1356 na venda. Na semana passada, a alta acumulada foi de 0,65%. No mês e no ano, há recuo acumulado de 1,04% e 4,15%, respectivamente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Sexta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
UAU
Atriz Agatha Moreira tem nova foto divulgada em ensaio
OURO DE OFIR
Justiça nega liberdade a suspeito de chefiar grupo que aplicava golpes
SEM TARIFA
Trabalhadores poderão transferir salário para contas digitais
DOURADOS
Suspeito de atirar em mulher durante assalto é preso
CAMPO GRANDE
Família perde tudo após registro do botijão de gás falhar e incendiar casa
INTERVENÇÃO FEDERAL
Novo secretário de Segurança do RJ será general da ativa do Exército
CHUVA
Mecânico perde 7 carros de clientes com cheia do Rio Aquidauana
TRÁFICO
Polícia apreende no Paraná meia tonelada de maconha que saiu de MS
JUSTIÇA
Acusado de feminicídio é condenado a 12 anos de prisão

Mais Lidas

MS-276
Homem morre em acidente entre Indápolis e Lagoa Bonita
DOURADOS
Mulher é baleada durante assalto na avenida Indaiá
DOURADOS
Fundadora de creche vai à polícia após denúncia de agressão
AVENIDA INDAIÁ
Baleada em assalto em Dourados passa por cirurgia