Menu
Busca terça, 11 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Dólar fecha praticamente estável, com expectativa por decisão do Fed

19 setembro 2017 - 18h05

O dólar fechou praticamente estável nesta terça-feira (19) após operar com leves oscilações em relação ao real durante o dia. Os investidores em compasso de espera pelo desfecho da reunião de política monetária do Federal Reserve, banco central dos EUA), na quarta-feira, segundo a Reuters.

A moeda norte-americana terminou o pregão cotada a R$ 3,1361 na venda, alta de 0,01%.

Sobre a decisão do Fed, o mercado não espera aumento de juros agora, mas os investidores vão buscar pistas sobre as chances de outra alta neste ano e quantas podem ser esperadas em 2018, de acordo com a Reuters.

A expectativa também é de que o Fed anuncie que começará a reduzir seu balanço patrimonial de US$ 4,2 trilhões em Treasuries e títulos lastreados em hipotecas, com a redução provavelmente começando neste ano.

"Esperamos que o Fed não tenha pressa para continuar a normalizar as taxas de juros...Os últimos dados econômicos dos EUA permitem ao Fed uma posição de esperar para ver até que sinais inflacionários mais fortes se confirmem", avaliou o banco suíço Julius Baer em nota assinada pelo economista-chefe Janwillem Acket.

No exterior, o dólar cedia ante uma cesta de moedas e operava misto ante divisas emergentes, como o peso mexicano e o rand sul-africano.

Internamente, a moeda ainda corrigia um pouco do avanço da véspera, com os investidores ainda cautelosos à espera do julgamento, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), na quarta-feira, do pedido feito pela defesa de Michel Temer para paralisar a tramitação da nova denúncia do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot contra o presidente.

Advogados do presidente pedem que a denúncia não seja encaminhada para a Câmara até que seja concluído o processo de análise da revisão da delação dos executivos da J&F.

A defesa de Temer também apresentou em separado um pedido para que o Supremo devolva a denúncia para a Procuradoria-Geral da República, o que deixaria nas mãos da nova procuradora-geral, Raquel Dodge, decidir sobre modificações na denúncia apresentada por seu antecessor.

"Raquel tem um perfil mais técnico do que Janot... e sua avaliação pode filtrar a denúncia", disse à Reuters o economista-chefe da gestora Infinity, Jason Vieira, acrescentando que, sem turbulências políticas, pode haver espaço para um avanço das reformas no Congresso.

O Banco Central anunciou novo leilão de swap cambial tradicional - equivalente à venda futura de dólares - para rolagem do vencimento de outubro. A oferta será de até 12 mil contratos.

Na véspera, a moeda norte-americana avançou 0,67%, a R$ 3,1356 na venda. Na semana passada, a alta acumulada foi de 0,65%. No mês e no ano, há recuo acumulado de 1,04% e 4,15%, respectivamente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZ
Yasmin Brunet renova o bronzeado em dia de praia de Ipanema
DOIS IRMÃOS DO BURITI
Servidores públicos flagram abuso de criança e detêm estuprador
CAPITAL
Bíblias são encontradas intactas depois de incêndio que destruiu hotel
PLANO DE MANEJO
Futuro ministro do Meio Ambiente responde por ação de improbidade
NOVA ANDRADINA
Mãe de menino com doença degenerativa pede ajuda para bazar solidário
UFMS
Abertas 74 vagas para professores substitutos com salário de até R$ 6 mil
FUTEBOL
Marta é a primeira mulher a eternizar os pés na calçada do Maracanã
OPERAÇÃO JOÃO DE BARRO
Proposta da UFGD é aprovada para o Projeto Rondon 2019
RURAL
Governo defende agricultura e turismo sustentável em Bonito e região
CAMPO GRANDE
TRE/MS mantém mandato de vereadora, acusada de infidelidade partária

Mais Lidas

DOURADOS
Criança morre no HV três dias após ser atropelada na Cachoeirinha
PREGÃO
Vereadora presa desde outubro tenta retomar cargo na Câmara de Dourados
CHAPADÃO DO SUL
Avião agrícola cai e mata piloto em cidade de MS
DOURADOS
Criança morta após acidente de trânsito teve órgãos levados para SP e Campo Grande