Menu
Busca sexta, 23 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Desemprego e inflação contribuem para inadimplência, diz economista

10 junho 2015 - 13h45

Agência Brasil

O desemprego, a inflação em alta e a menor confiança levaram mais brasileiros para a lista de inadimplência este ano. A avaliação é da economista do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), Marcela Kawauti.

“Temos uma inadimplência que avança e isso traz preocupações para nosso setor do varejo. Quando tenho um cliente inadimplente, tenho um cliente fora do universo de compras”, acrescentou o presidente da Câmara Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), Honório Pinheiro.Com a alta dos preços, a economista destaca que o “cobertor está mais curto”. “A alta da inadimplência de maio é focada nas dívidas entre 90 e 180 dias [de atraso]. Bem naquele período que os brasileiros gastam mais: Natal, imposto, matrículas escolares. O brasileiro está ficando cada vez mais inadimplente”, disse.

Hoje (10), o SPC Brasil e a CNDL informaram que mais 2 milhões de brasileiros entraram para a lista de inadimplentes, entre dezembro de 2014 e maio deste ano. A alta nos cinco meses do ano chegou a 4,63%. A estimativa é que ao final de maio, havia cerca de 56,5 milhões de brasileiros com o CPF negativado no Brasil. Em maio, comparado com o mesmo mês do ano passado, o crescimento ficou em 4,79%. Esse crescimento é o maior desde agosto do ano passado.

De acordo com o SPC Brasil, os brasileiros estão com dificuldades para fazer o pagamento até mesmo de contas básicas. O maior avanço no número de dívidas foi causado por atrasos com empresas concessionárias de água e luz, aumento de 13,31%, na comparação anual. Em segundo lugar, estão as dívidas com telefonia, internet e TV por assinatura, com crescimento de 12,02%.

A alta no segmento de bancos, com dívidas no cartão de crédito, empréstimos e seguros, ficou em 10,1%. Os bancos são os principais credores dos brasileiros, respondendo por 48,56% do total de dívidas em atraso.

Já no comércio, houve queda de 0,29% na inadimplência em maio, comparado com o mesmo mês de 2014. Segundo Pinheiro, o comércio oferece formas de pagamento mais seguras, como cartão de crédito (recebimento garantido ao lojista), à vista e carnês. Além disso, há consulta a serviços de proteção ao crédito. “O comércio de cidade menores conhece muito bem o seu cliente”, acrescentou a economista do SPC Brasil.

A economista destacou ainda que o cartão de crédito é o principal meio de pagamento que leva o consumidor à inadimplência. “Tem alta taxa de uso e também de inadimplência. Em vez de pedir o crédito do comércio, paga no cartão de crédito” disse. Ela acrescentou que quatro em cada 10 brasileiros não sabem qual é o limite do cartão e 96% não conhecem a taxa de juros, que costuma ser muito alta.

Neste mês, mesmo com o Dia dos Namorados, o setor varejista não espera por melhora no cenário devido à conjuntura econômica. “Neste ano, os namorados vão ficar sem presente ou com um presente um pouco mais barato, 52% dos brasileiros vão gastar menos este ano, em relação ao ano passado”, disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTE
Disputa no tênis e beach tennis agita fim de semana esportivo na capital
BRASIL
Ministra defende punição para quem fizer queimada ilegal
CULTURA
Dupla de MS faz show hoje em Barretos
GOVERNO FEDERAL
União é multada em R$ 90 milhões por se recusar a verificar agrotóxicos em água consumida por douradenses
CONSUMIDOR
Procon de Dourados fará campanha de negociação de débitos em setembro
CAGED
Dourados abre quase 300 novas vagas de emprego em julho
BRASIL
Atividade e emprego na construção atingem maior valor em seis anos
BR-267
Homem fura bloqueio e abandona carro com 100kg de maconha
2,7 KM
Restauração da Marcelino Pires ficou R$ 2,5 milhões mais cara com prolongamento
BRASIL
PF prende homem por compartilhar cenas de abuso sexual infantil

Mais Lidas

TRÂNSITO
Empresa desliga mais de 30 lombadas eletrônicas em Dourados após rescisão contratual
Hospital da Vida
Ao MPE, médico relata confusão total de informações em plantão com morte
DOURADOS
Veículo é consumido pelas chamas no Água Boa; veja vídeo
CRIME ORGANIZADO
Operação contra o PCC cumpre 30 mandados de prisão em cidades de MS