Menu
Busca segunda, 19 de novembro de 2018
(67) 9860-3221

Delcídio orienta prefeituras a se cadastrarem noPAC 2

31 maio 2011 - 06h07

O senador Delcídio do Amaral (PT/MS) está orientando as prefeituras dos municípios com menos 50 mil habitantes a inscreverem projetos na segunda fase do Programade de Aceleração do Crescimento – PAC 2, na qual o governo federal vai investir R$5 bilhões em obras de saneamento nas zonas urbana e rural.

- É preciso que os prefeitos estejam atentos. O processo de seleção dos municípios a serem contemplados começa no dia 15 de junho e vai até 15 de julho. As prefeituras devem encaminhar as propostas, feitas com as orientações técnicas que podem ser obtidas nos portais do Ministério das Cidades (www.cidades.gov.br)e da Fundação Nacional de Saúde (www.funasa.gov.br).

Nos dois sites os interessados encontram manuais e modelos para o preenchimento do formulário eletrônico, que poderá ser feito pelos municípios, estados ou prestadores deserviço de água e esgoto. A pré-seleção das cartas-consulta vai até o dia 26 de agosto e o resultado sairá até 4 de novembro - alertou o senador.

Delcídio disse que, ao executar o PAC 2, o objetivo do governo federal é ampliar o acesso da população dos municípios menores à água potável e ao saneamento básico.

- Os dados mais recentes apontam que 80,9% dos brasileiros são atendidos com água potável, mas apenas 42% têm coleta de esgoto. O índice de tratamento só chega a 32,5%. Temos que ampliar esses índices - defende o senador.

De acordo com Delcídio, o valor mínimo por proposta é de R$ 1 milhão e cada proponente poderá apresentar, para cada modalidade, no máximo, duas cartas-consulta por município. No primeiro momento não será necessária a apresentação do projeto. Ele deverá será recebido 10 dias após a divulgação do resultado da pré-seleção. Serão consideradas somente propostas enviadas pela Internet nos termos e prazo sestabelecidos pelo governo.

Do total de recursos, serão destinados R$ 1 bilhão do Ministério das Cidades e R$ 4 bilhões no Orçamento Geral da União ,via Funasa. Somente na primeira etapa serão investidos R$ 3,2 bilhões, incluindo R$ 300 milhões para elaboração de projetos.

A seleção de propostas levaráem conta as seguintes prioridades: complementação de obras contratadas na primeira fase do PAC, projetos de engenharia prontos ou em estágio avançado depreparação, licenciamento ambiental, situação fundiária que permita rápido início de obras, bom desempenho do proponente na execução do PAC e órgão prestador institucionalizado e com concessão regularizada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL DE MS
Aquidauanense vence Coxim e assume a liderança da Série B
NEGOCIAÇÃO
Procon de Dourados realiza 4ª campanha 'Saindo do Sufoco'
NOVAS DIRETRIZES
Qualquer exercício físico é melhor que nenhum
NORTE DO BRASIL
Museu da Cidade de Manaus é inaugurado 36 anos após sua idealização
PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA
Feriadão nas BR's de MS termina com quatro mortes
MODA VERÃO
Alerta de tendência: decote ombro a ombro
DOURADOS
Dicas para ter autoconfiança no processo de memorização
ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
Confira essa receita de torta de quinoa com escarola
ECONOMIA
Exportações de celulose e óleos vegetais de MS já acumulam alta de até 87% no ano
ARQUITETURA
Casa de 1890 se renova com cores e exibe marcas originais

Mais Lidas

TEMPORAL
Fortes ventos derrubam mais de 30 árvores e deixa rastro de destruição em Dourados
FACADAS
Traficante brasileiro mata namorada dentro de cela no Paraguai
TEMPORAL
Ventos fortes derrubam árvores em Dourados
CACHOEIRINHA
Mulher denuncia e marido é encontrado em ponto de distribuição de drogas