Menu
Busca segunda, 19 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
ECONOMIA

Cartilha para orientar empresários sobre a convalidação dos incentivos fiscais é lançada

31 outubro 2017 - 12h50Por da Redação

O Governo do Estado em parceria com o setor produtivo lançou uma cartilha para que empresários conheçam e saibam como aderir ao programa que convalida os incentivos fiscais. O guia foi apresentado nessa segunda-feira (30.10) em um encontro técnico do qual participaram profissionais das áreas contábeis, financeiras e administrativas das empresas de Mato Grosso do Sul.

Foram impressos mil exemplares da cartilha que será distribuída entre os empresários, em um esforço do Governo em divulgar e tirar dúvidas sobre o programa que vai garantir segurança jurídica e mudar o modelo de incentivos fiscais que é feito atualmente. A previsão é que a partir de 2032 o Estado não conte mais com essa estratégia para atrair novos negócios.

O prazo para que as empresas façam a adesão já está em andamento e por isso estão sendo realizadas ações de divulgação. O prazo é de 45 dias para quem tem termo de acordo e de 60 dias para quem tem decreto que concede os benefícios e a única forma de aderir é pelo sistema eletrônico desenvolvido para isso.

O secretário de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, explicou que será feita uma avaliação de todos os 1200 termos de acordo existentes. “Nós vamos trazer todas as empresas que fizerem a adesão para um marco zero. A partir daqui nós temos a capacidade de gerenciar o nível de emprego, de faturamento e de investimento dessas empresas, criamos uma estrutura de política de atração de investimentos que é fundamental para os próximos 15 anos e de gestão dos incentivos fiscais”.

Na palestra, que aconteceu na Federação da Indústria de MS (Fiems), o superintendente estadual de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo da Semagro, Bruno Gouvêa Bastos, pontuou ainda sobre as vantagens, prazos e contrapartidas e as regras do Fundo de Apoio ao Desenvolvimento Econômico e de Equilíbrio Fiscal do Estado (Fadefe).

A cartilha tem a contribuição da Fecomércio-MS, Faems, Amems e Sebrae/MS. Na avaliação do presidente da Fiems, Sérgio Longen, o Fadefe representa uma tranquilidade para os empresários. “Era uma preocupação antiga que tínhamos, já que o Poder Judiciário poderia a qualquer momento intervir e julgar ações contra os incentivos fiscais concedidos pelos Estados. Agora o setor empresarial estará protegido. Politicamente, entendemos que é uma oportunidade e defendemos que as empresas todas façam a adesão”.

Participante, a estudante Roberta Castilho, disse que eventos como este agregam conhecimento, principalmente ao seu estagio que é preparatório para o mercado de trabalho. Já o contador Valdir Ferrari afirmou que essas ações trazem mais comunicação ao público, para a população ver como funciona o Estado e os incentivos fiscais. “Isso vai acabar com a guerra fiscal, dar mais tranquilidade para trabalhar na atração de empresas, facilita o discurso”.

A previsão inicial do Governo do Estado é que o Fadefe gere receita de R$ 360 milhões, nos 36 meses em que estará vigente, ou R$ 120 milhões por ano. A Fiems, por sua vez, calcula que, com as mudanças advindas da nova legislação, 10 mil novos postos de trabalho sejam abertos no Estado, levando em conta que 11 mil empreendimentos locais poderão ser beneficiados com o Fadefe.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PREVENÇÃO
Operação Impacto III vistoriou entidades de MS com objetivo de coibir desvios de armas e munições
FLAGRANTE
Veículo carregado com contrabando é apreendido
AGENDA
Semana da Justiça pela Paz em Casa terá ações educacionais e mutirão em MS
APARECIDA DO TABOADO
Adolescente é apreendido traficando crack em MS
BRASIL
Bolsa Família começa a pagar R$ 2,6 bilhões para beneficiários
CAMPO GRANDE
Idoso é encontrado morto dentro de casa em bairro da Capital
NO PARANÁ
Douradense morre ao ser prensado por caminhão em laticínio
GABARITO
Resultado preliminar da prova escrita para assessor de procurador está disponível
DOURADOS
Valor médio da gasolina teve queda de R$ 0,14 em quatro semanas
ECONOMIA
Dólar tem forte alta e fecha acima de R$ 4,05 em meio a ajustes e cautela no exterior

Mais Lidas

DOURADOS
Homem tem residência visitada por bandido e carro furtado
POLÍCIA
Homem é executado por pistoleiros em Ponta Porã
DOURADOS
Polícia investiga causas de acidente com morte na BR-163
ACIDENTE
Carro na contramão bate em van da banda Sampa Crew e deixa 1 morto e vários feridos