Menu
Busca quarta, 18 de julho de 2018
(67) 9860-3221

Aquicultura do MS receberá R$ 4,4 milhões do governo federal

15 dezembro 2012 - 13h38

Durante reunião da Câmara Temática Pesca e Aquicultura, do Colegiado do Território da Cidadania da Grande Dourados, que aconteceu nesta sexta-feira, dia 14 de dezembro, na UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados), o superintendente do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA), Luiz David Figueiró, anunciou o repasse de verba federal para o Mato Grosso do Sul no valor total de R$ 4,43 milhões para investimento no setor.

Serão R$ 2.780.000,00 destinados ao “Centro de Piscicultura Experimental, Treinamento e Difusão Tecnológica da Grande Dourados”, que será implantado na fazenda da UFGD; e R$ 450.000,00 para as “Ações da Incubadora de Tecnologias Sociais e Solidárias (ITESS) para o Desenvolvimento da Aquicultura e Pesca no Território da Cidadania da Grande Dourados”, também da Universidade. A Embrapa Agropecuária Oeste receberá R$ 1.200.000,00 para o "Desenvolvimento de tecnologias aplicadas à cadeia do pescado do Território da Grande Dourados".

Para o reitor da UFGD, Damião Duque de Farias, essas pesquisas contribuem com o processo de organização e avanço da Instituição, pois qualifica a Universidade como instrumento para o desenvolvimento regional e reafirma o compromisso social de capacitação de pessoas.

Os projetos foram articulados e tiveram recursos viabilizados pelo senador da República Delcídio do Amaral e pelo deputado federal Vander Loubet, que estiveram presentes na reunião. Vander destacou a importância de se investir em pesquisa, tecnologia e capacitação de mão-de-obra.

Já o senador Delcídio chamou a atenção para o grande potencial de produção de pescado que o MS possui. “Estamos com todos os instrumentos necessários para projetar o estado no setor do pescado, por isso é preciso um nível de utilização absolutamente amplo”, destacou o senador. Sobre a parceria entre a Universidade e a Embrapa, Delcídio afirmou: “Vocês são os motores desse futuro no qual nós acreditamos. Nós somos apenas os tarefeiros em Brasília para que vocês tenham sucesso”.

A parceria entre as instituições também foi objeto do discurso do delegado federal do Ministério do Desenvolvimento Agrário, João Grandão. Para ele, “o Território da Cidadania possibilita que vários projetos que seriam realizados separadamente, sejam realizados juntos. É um trabalho de várias mãos”.

Luiz David Figueiró, superintendente do MPA, explicou, ainda, que o pescado precisa ser visto com outros olhos. “Nós temos que entender que peixe não é bicho, é recurso”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Dupla em Corsa branco teria executado homens em Sitioca
UAU
Maria Flor posa nua e abre o jogo sobre masturbação: “É muito libertador”
TRÊS LAGOAS
Por suspeita de traição, homem sequestra "amigo" e ameaça matá-lo
MELHORIAS
DNIT pode assumir obras da BR-163 não realizadas pela CCR MSVia
LAGUNA CARAPÃ
Prefeitura anuncia seleção para 96 vagas e salários de até R$ 12 mil
CORUMBÁ
Irmãos são presos em casa onde mantinham mulher aprisionada
ROMA
Brasileiro é denunciado por vandalismo ao gravar inicial no Coliseu
AMAMBAI
Condenado cumpre pena e solto passa a morar embaixo de carreta
TECNOLOGIA
INSS lança plataforma que permite acessar extrato pela Internet
UEMS
Mestrado em Ensino em Saúde abre inscrições para aluno especial

Mais Lidas

DUPLO HOMICÍDIO
Duas pessoas são assassinadas em Dourados
DOURADOS
Acusado de matar mecânico confessa assassinato de homem no Flórida
DUPLO HOMICÍDIO
Polícia identifica uma das vítimas de assassinato em Dourados
VIOLÊNCIA URBANA
Bandidos estouram caixa eletrônico de banco em Dourados