Menu
Busca terça, 19 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
MAIS CARO

ANS autoriza reajuste e planos de saúde ficarão 13,55% mais caros

05 junho 2015 - 09h31

A ANS (Agencia Nacional de Saúde) autorizou, e os planos de saúde individuais e familiares vão ficar até 13,55% mais caros. Esse aumento é mais do que o dobro da inflação do ano passado. É o maior desde que a ANS foi criada, há 15 anos.

A ANS justificou o índice alto com os custos do setor, como investimento em novas tecnologias. Além de considerar a média dos reajustes dos planos de saúde coletivo definidos em negociação entre empresas e operadoras.

“O reajuste dos planos coletivos, que a ANS usa como base para reajustar os individuais, não é controlado pela Agência. Então, como é que você pode ter um reajuste fixado pela Agência, que tem como base um reajuste que a Agência não controla.”, comenta a advogada Melissa Areal Pires.

Os boletos, já mais caros, com os novos valores, devem começar a chegar a partir de julho. E o consumidor tem que estar com o bolso preparado, porque as operadoras também foram autorizadas a cobrar o retroativo.

Os planos são corrigidos no mês que os contratos fazem aniversário. Só que o reajuste anunciado agora vale desde maio. Então, quem tem planos que fizeram aniversário no mês passado e fazem agora em junho é que vão pagar o retroativo, porque ainda não deu tempo de cobrar o valor novo. Para ficar mais claro, vamos supor que a mensalidade custe R$100. Quando a pessoa receber o boleto em julho, vem com o aumento, e mais a diferença referente ao mês que não foi cobrado.

Operadoras decidem de quanto será a correção

Quem tem plano fazendo aniversário em maio paga o retroativo duas vezes, em julho e agosto. Para os planos com aniversário este mês, só paga um, no boleto de julho.

Do jeito que vai, Dona Lourdes vai ter que pensar em um outro plano para continuar com saúde.

“Eu vou pagar quase R$ 2,1 mil de plano de saúde. Tá dando dor de cabeça sim. É revoltante, é revoltante mesmo.”, afirma a aposentada Lourdes Senna.

A Agência Nacional de Saúde disse que os 13,5% de reajuste é o índice máximo. As operadoras é que vão decidir, dentro desse limite, de quanto será a correção nas mensalidades.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPINIÃO
O meio ambiente e as mazelas da sociedade contemporânea, por Douglas Martins
OPORTUNIDADE
Fundação do Trabalho tem aumento de 51% no número de pessoas encaminhadas para o mercado
MINAS GERAIS
Histíoria e religião: conheça um pouco da cidade de Ouro Preto
CRIME AMBIENTAL
Três são multados por desmatamento e maus-tratos na criação de animais
TRÊS LAGOAS
Sem CNH e bêbado, homem não consegue fazer teste do bafômetro
MODA
Esporte nas ruas: saiba como introduzir as roupas fitness no seu dia a dia
SHOWBIZZ
Saiba detalhes da separação envolvendo José Loreto e Débora Nascimento
COMER BEM
Bolinho de pamonha: receita prática de petisco
CAMPO GRANDE
Operação da PF cumpre dois mandados de prisão em MS
POLÍTICA
Exoneração de Bebianno é publicada no Diário Oficial da União

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Motociclista atropela, mata criança de 1 ano em Dourados e foge do local
DOURADOS
Motorista tenta desviar de outro veículo e bate carro em árvore
NOVA ANDRADINA
Mãe de 16 anos mata filha de apenas 21 dias
DOURADOS
Um ano após pedido de demissão, ex-secretário de Délia retorna à prefeitura