Menu
Busca quinta, 23 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Dutra sugera suspensão para preservar radicais do PT

13 dezembro 2003 - 17h19

O ministro das Cidades, Olívio Dutra, fez hoje uma proposta alternativa para punir os chamados "radicais do PT", que estão sendo julgados neste final de semana, na reunião do Diretório Nacional do partido, em Brasília.Ele vai propor que, no lugar da expulsão, os parlamentares --a senadora Heloísa Helena (AL) e os deputados Babá (PA), João Fontes (SE) e Luciana Genro (RS)-- sejam suspensos por um ano, período no qual eles seriam avaliados pelo partido."Na medida em que a conduta for de cada vez mais respeito ao partido, a avaliação pode se tornar melhor. Se os antagonismos persistirem, a suspensão se transforma em uma expulsão. Mas tem de ter uma chance", disse Dutra, ao chegar ao hotel Blue Tree Park, onde acontece o encontro petista.Os parlamentares estão sendo julgados por terem ficado contra o governo na votação das reformas tributária e da Previdência no Congresso Nacional.A reunião do Diretório do PT está sendo marcada por várias manifestações a favor e contra a expulsão dos radicais. O grupo denominado "Amigos da Heloísa Helena" chegou ao local com um carrinho de mão contendo 22 mil assinaturas contra a expulsão da senadora. Outro grupo colocou uma faixa na frente da entrada do local da reunião com os dizeres: "Opinião, sim. Desrespeito, não."Representantes do chamado "Grupo dos 30", formado por deputados federais mais à esquerda do partido, chegaram com uma bandeira branca repleta de assinaturas contra a expulsão. No pano está escrito: "Coerência, PT. Expulsar, por quê?"O julgamento dos radicais deverá acontecer amanhã, quando os 81 integrantes do diretório votarão a favor ou contra a expulsão. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que também é membro do Diretório, deve participar da reunião amanhã à tarde.A reunião também servirá para fazer uma avaliação das políticas econômica, social e externa do primeiro ano do governo Lula. Vários ministros participam do encontro nesta manhã, entre eles José Dirceu (Casa Civil), Antônio Palocci (Fazenda) e Celso Amorim (Relações Exteriores). 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Bolsonaro volta a defender mudanças na CNH e fim dos radares
CAMPO GRANDE
Jovem grávida é agredida, desmaia e acorda sendo estuprada
UNIGRAN
Jornada de Psicologia vai abordar trajetos e conquistas em 20 anos de história
MEIO AMBIENTE
Conciliação: danos ao Rio da Prata serão reparados por responsáveis
TRÊS LAGOAS
PMA realiza Educação Ambiental a 50 alunos de escola pública
JUDICIÁRIO
Maioria no STF vota para enquadrar homofobia como crime de racismo
DOURADOS
Servidora da UEMS lança livro sobre Letramento Digital nesta sexta
RIBAS DO RIO PARDO
Homem é preso e confessa que estuprava a sobrinha de 9 anos
SELEÇÃO
Marinha abre concurso para 90 vagas para o Corpo Auxiliar de Praças
JUSTIÇA
Integrante do PCC é condenado a 15 anos por esquartejar rival

Mais Lidas

POLÍCIA
Após pescaria, marido encontra desconhecido na frente de casa e ameaça mulher com arma em Dourados
DOURADOS
Preso em operação estava sob monitoramento por assalto
PEDRO JUAN
Três suspeitos de chacina na fronteira são presos pela polícia paraguaia
PEDRO JUAN
Seis morrem e uma criança fica ferida após ataque de pistoleiros na fronteira