Menu
Busca quinta, 19 de setembro de 2019
(67) 9860-3221

Dono de fazenda invadida por índios vai pedir de reintegração

23 dezembro 2003 - 10h58

O advogado Osmar Silva, que representa o proprietário da fazenda Agrolac, Pedro Fernandes Souza, invadida por mais de mil índios, nesta segunda-feira, vai entrar com o pedido de reintegração de posse junto a Justiça Federal ainda hoje. A fazenda fica próxima a rodovia MS-299, entre as cidades de Japorã e Iguatemi, região sul do Estado.Segundo o advogado, foi registrada queixa na delegacia de Policia Civil de Mundo Novo e nesta tarde vai entrar com o pedido de reintegração de posse.Os índios reivindicam a demarcação da área indígena, principalmente na fazenda Acrolac, na divisa com a aldeia Porto Lindo. Eles protestam desde o último dia 18, quinta-feira da semana passada. Eles querem a ampliação da aldeia Porto Lindo, que atualmente é de 1.600 hectares, para aproximadamente 9.470 hectares, incluindo a área Yvy- Catu, que pertence a fazendeiros da região. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL
Seleção brasileira recua para 3ª posição no ranking masculino da Fifa
DOURADOS
Prefeitura vai licitar empresa para gerenciamento e manutenção da frota
DOURADOS
Polícia fecha “boca do Matrix” e prende acusado de vários furtos no Centro
CAPITAL
Com ajuda de cães farejadores, polícia apreende 36,2 kg de cocaína
POLÍTICA
Minirreforma eleitoral divide bancada de MS ao ser aprovada na Câmara dos Deputados
OBRA PARADA
Prazo para retirada dos primeiros editais do Aquário do Pantanal termina dia 27
CLIMA
Dourados pode ter setembro mais seco em 40 anos
BRASIL
PF cumpre mandados em gabinetes do líder do governo e de seu filho
COMBATE AO TRÁFICO
Após apreensão de 1,6t de maconha na fronteira, polícia cumpre mandados de prisão na Capital
TELEVISÃO
'A Fazenda' começa morna e com famosos que poucos conhecem

Mais Lidas

DOURADOS
De assaltante frustrado a autor de furto, jovem agora é apontado como assassino frio e cruel
DOURADOS
“Terror”: Empresário foi agredido e ameaçado de morte durante roubo de joias
CRIME BRUTAL
Após matar pai e filho, assassino arrancou cérebro de menor e manteve fogo aceso para queimar corpos
DOURADOS
Interno foge da PED durante trabalho de manutenção