Menu
Busca quinta, 09 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Dona de casa é morta e esquartejada no Rio Grande do Sul

12 março 2005 - 09h42

A morte e esquartejamento de uma dona de casa que recém havia dado à luz estão sendo investigados na cidade gaúcha de Santa Maria. Um casal confessou que esquartejou o corpo de Glória Maria da Silva dos Santos, 44 anos, após a sua morte, mas a polícia não sabe ainda como ela foi morta e quais as motivações que teriam levado a técnica de enfermagem Marilei Barragan da Silva, 30 anos, e o serviços gerais Vagner Lopes da Silva, 22 anos, a realizarem o crime. Segundo o jornal Zero Hora, a mulher, que havia recém dado à luz uma menina, estava desaparecida desde o fim do dia 3, quando recebeu alta do Hospital Universitário. Segundo a técnica em enfermagem, foi nesse dia em que ela conheceu a dona de casa. Marilei, que estava no local como acompanhante de uma idosa internada, teria oferecido carona no carro de um amigo para Glória e sua filha, mas as duas acabaram indo de ônibus. Segundo Marilei, Glória teria dito que não iria mais para casa, quando foi convidada a ir até a casa da técnica em enfermagem. Em depoimento à polícia, Marilei disse que Glória tinha sintomas de febre e vômitos e teve morte súbita no final da tarde do último sábado, no dia 5. Já o seu companheiro afirma que as injeções que Marilei deu na vítima podem ter sido a causa da morte. Vagner sustenta que só ficou sabendo do caso na sexta-feira, dia 4, quando chegou à casa da namorada. Ele é que percebeu, por volta das 20h do último sábado, que a dona de casa estava morta. Marilei afirma que tentou reanimá-la a todo custo e garante que ela não havia ficado mal a ponto de precisar de uma ambulância. O casal decidiu esconder o corpo no poço que fica nos fundos da casa. No dia 9, quando a recém-nascida foi descoberta na casa pelo Conselho Tutelar e a Polícia Civil intimou Marilei para depor, o casal entrou em desespero e resolveram retirar e cortar o corpo. Durante a noite, Vagner espalhou os pedaços do corpo em três terrenos com vegetação ao longo da RS-509, na zona leste de Santa Maria. Vagner foi preso no dia seguinte, na casa onde mora com os pais, e confessou o esquartejamento. Marilei foi detida ontem. O delegado André Diefenbach deve indiciar o casal por homicídio, ocultação de cadáver e seqüestro.     

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Bandidos ameaçaram cortar dedos de mãe e filho feitos reféns em assalto
ECONOMIA
Emendas do senador Nelsinho atende Dourados e mais quatro municípios
AQUIDAUANA
Homem que emprestou moto a autor de feminicídio responderá criminalmente
REGIÃO
Pagamento das parcelas do FCO empresarial está suspenso até dezembro
JURADO DE MORTE
Jovem arremessa ‘pombos’ para dentro de presídio para quitar dívida
DOURADOS
Dupla é presa acusada de tentativa de homicídio e fazer criança como escudo
PANDEMIA
Paraguai estende quarentena e fronteiras permanecem fechadas
JUSTIÇA
Proprietária deve ser ressarcida pela venda de imóvel adquirido há 25 anos
POLÍTICA
Cidades brasileiras registram panelaço contra presidente Bolsonaro
FIGUERÃO
Traficante se esconde em pântano, mas é preso com 733 quilos de maconha

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher tenta desviar de buraco, é atropelada por carreta e morre
DOURADOS
Assassinos de homem no Parque das Nações roubaram celular de testemunha
DOURADOS
Na volta ao atendimento, populares formam filas longas em frente a agências bancárias
DOURADOS
Mulher morta em acidente cursava pedagogia e terá corpo levado a Naviraí