Menu
Busca domingo, 22 de abril de 2018
(67) 9860-3221
Clube Indaiá - Janeiro 2018

Dólar bate R$ 3 com fim da ração diária e Ibope

09 agosto 2002 - 09h39

O dólar comercial e o risco Brasil voltaram a subir no início dos negócios de hoje, após a reação otimista de ontem ao acordo de US$ 30 bilhões entre o Brasil e o FMI (Fundo Monetário Internacional) anunciado na última quarta. A Bovespa cai nesta manhã 1%, aos 10.211 pontos.
NO início dos negócios, a moeda americana abriu em alta de 2,30%, vendida a R$ 2,977. Depois de 25 minutos de transações, já atingia a máxima de R$ 3,003, uma valorização de 3,19% em relação ao fechamento de ontem (R$ 2,91).
Às 9h20, o dólar era negociado a R$ 2,98, uma alta de 2,40%. Ontem, a moeda caiu abaixo de R$ 3, após nove pregões acima desse valor. A moeda caiu 3,48% para R$ 2,91. A tranquilidade se confirmou com o novo acordo entre o Brasil e o FMI.
O risco Brasil caiu 7,3%, para 1.778 pontos. Mas hoje o indicador, medido pelo banco JP Morgan, começou o dia em alta de 7,3% aos 1.889 pontos. O C-Bond, principal título da dívida brasileira, perde 3,94% para US$ 0,57875.
Para o diretor da corretora Pioneer, João Medeiros, há pelo menos três motivos para explicar a abertura pressionada do dólar hoje.
Primeiro, o mercado voltou a ficar seco de dólares. Ontem, o Banco Central suspendeu as vendas diárias de US$ 50 milhões que vinham sendo feitas nas últimas semanas.
Segundo, algumas empresas locais e multinacionais aproveitaram a queda das cotações ontem para comprar a moeda para rolagem de dívidas ou remessa de lucros.
Terceiro, o candidato à Presidência da República José Serra (PSDB), preferido pelo mercado por considerá-lo a continuidade da atual política, está em situação de empate numérico com Anthony Garotinho (PSB) na disputa pelo terceiro lugar.
Ontem, foi divulgada a primeira pesquisa de um dos grandes institutos realizada depois do debate de domingo na TV Bandeirantes.
O levantamento do Ibope mostrou que o único candidato a se movimentar fora da margem de erro foi Serra, que caiu de 14% para 11%.
Isolado em segundo lugar, Ciro Gomes (PPS) subiu dois pontos. Está com 27%, seis pontos atrás de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que passou de 34% para 33%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Domingo de sol com algumas nuvens em Dourados. não chove
UAUUUU!!
De lingerie, Mel Fire posa sensual e garante ser totalmente natural
SÉRIE D
Ministério Público libera Morenão até o fim do Brasileirão
FLAGRANTE
Paulista é preso com maconha, skunk e haxixe na rodoviária
TRIBUTO
Faltam poucos dias para fim do prazo de entrega da declaração do IRPF. Tire suas dúvidas
IMAM
Indicações ao prêmio Troféu Marco Verde continuam abertas
CIRCUITO CAIXA
Paratleta de MS conquista medalhas de ouro em competição nacional
LEVANTAMENTO
Governo recebe estudos técnicos do projeto de concessão da Rodovia MS-306
BRASIL
Mudanças nas regras de financiamento podem aquecer mercado imobiliário
AGENDA
Reinaldo vem a Dourados na segunda para entrega de residencial

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Homem morre após cair com veículo em rio
JARDIM GUANABARA
Homem é preso acusado de abusar de criança em Dourados
CAMPO GRANDE
Mulher morre ao ser arremessada de caminhonete
DOURADOS
Adolescente que comprava maconha no Paraguai para revender é apreendido