Menu
Busca terça, 18 de setembro de 2018
(67) 9860-3221

Diretor da UNE convoca UEMS para congresso nacional

24 maio 2011 - 14h52

O diretor executivo da União dos Estudantes (UNE), Patrique Lima, responsável pela comunicação da entidade, esteve na UEMS na manhã desta terça-feira. O objetivo da visita foi ampliar a divulgação do 52° Congresso da UNE (Conune) que acontecerá em Goiânia (GO) de 13 a 17 de julho.

De acordo com Patrique Lima, há duas formas de participação no congresso: como delegado ou observador. “A diferença é que o delegado tem poder de voto e o observador tem poder de voz, pode propor ou manifestar-se a respeito dos temas tratados”, explica.

Para o congresso é eleito um representante de cada campus universitário, e dois representantes dos campi com mais de dois mil alunos. Dessa forma, a UEMS poderá enviar até 16 representantes para o congresso. A expectativa dos organizadores é que a edição do Conuni em 2011 atraia 10 mil estudantes de todo o Brasil.

Pauta do congresso

No Conuni desse ano serão tratados temas diretamente ligados ao futuro da educação brasileira. O primeiro deles é uma luta que vem sendo encampada por diversos movimentos sociais brasileiros, a destinação de 10% do PIB do País para a educação. “Isso causaria um grande impacto no desenvolvimento da infraestrutura educacional do Brasil e aumentaria muito a capacidade de investimentos públicos na educação”, diz Patrique Lima.

A segunda pauta é a aprovação do novo Plano Nacional de Educação (PNE). “Este plano é válido por 10 anos e o atual já venceu. Nós precisamos urgentemente de um novo PNE que contemple as atuais necessidades da educação brasileira”, explica o representante da UNE.

A última pauta, e mais polêmica, é a validação de uma lei, já aprovada pelo congresso e senado, que destina 50% do fundo social do pré-sal para a educação. Depois de tramitada nas duas casas de lei do congresso, a lei foi vetada no final do último governo. Após a decisão do executivo, a lei volta para o congresso que apreciará o veto, aceitando-o ou rejeitando-o. “Nossa luta será para que a lei de fato seja aprovada. Com o recurso do pré-sal os recursos investidos em educação no Brasil seriam triplicados”, afirma o diretor executivo da UNE.

Inscrições

Até o dia 15 de junho o custo da inscrição é de R$ 50. Depois disso, até o dia primeiro de julho, as inscrições sobem para R$ 75. E, finalmente, de 1º de julho em diante as inscrições ficam em R$ 100. O valor prevê três alimentações diárias, transporte, alojamento e direito a participação em todos os eventos acadêmicos e culturais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTE
1ª Copa Abevê de Futsal começa nesta quarta-feira
FAMOSOS
Bruna Linzmeyer curte praia com suas amigas enquanto se prepara para novo papel
DEVER CUMPRIDO
Guarda Municipal aposenta mulher da 1ª da Corporação em Dourados
LEI DA FICHA LIMPA
Ministério Público questiona 278 candidatos condenados por órgão colegiado
BR-267
Polícia encontra mais de meia tonelada de maconha em carro com placas de Dourados
ANÚNCIOS ONLINE
Candidatos destinam 1,6% dos gastos da eleição de 2018 para mídia virtual
JARDIM
Jogos da Melhor Idade reúnem mais de 400 atletas em Jardim nesta quarta-feira
DIREITOS DO TRABALHADOR
Com ameaça de greve, frentistas de MS conquistam piso salarial de R$ 1.190,95
DIREITOS DO CONSUMIDOR
Encontro Estadual tem confirmada a presença de 18 unidades do Procon em Dourados
CAMPO GRANDE
Omep e Seleta terão que devolver R$ 74 milhões aos cofres municipais

Mais Lidas

DOURADOS
Homem encontrado na Marcelino morreu de causas naturais
FLAGRANTE
Mãe é presa na frente da filha traficando cocaína
DOURADOS
Corpo é encontrado na Marcelino Pires
DOURADOS
Morador flagra ladrão e aciona a polícia que consegue prende-lo