Menu
Busca segunda, 18 de novembro de 2019
(67) 9860-3221

Diretor da UNE convoca UEMS para congresso nacional

24 maio 2011 - 14h52

O diretor executivo da União dos Estudantes (UNE), Patrique Lima, responsável pela comunicação da entidade, esteve na UEMS na manhã desta terça-feira. O objetivo da visita foi ampliar a divulgação do 52° Congresso da UNE (Conune) que acontecerá em Goiânia (GO) de 13 a 17 de julho.

De acordo com Patrique Lima, há duas formas de participação no congresso: como delegado ou observador. “A diferença é que o delegado tem poder de voto e o observador tem poder de voz, pode propor ou manifestar-se a respeito dos temas tratados”, explica.

Para o congresso é eleito um representante de cada campus universitário, e dois representantes dos campi com mais de dois mil alunos. Dessa forma, a UEMS poderá enviar até 16 representantes para o congresso. A expectativa dos organizadores é que a edição do Conuni em 2011 atraia 10 mil estudantes de todo o Brasil.

Pauta do congresso

No Conuni desse ano serão tratados temas diretamente ligados ao futuro da educação brasileira. O primeiro deles é uma luta que vem sendo encampada por diversos movimentos sociais brasileiros, a destinação de 10% do PIB do País para a educação. “Isso causaria um grande impacto no desenvolvimento da infraestrutura educacional do Brasil e aumentaria muito a capacidade de investimentos públicos na educação”, diz Patrique Lima.

A segunda pauta é a aprovação do novo Plano Nacional de Educação (PNE). “Este plano é válido por 10 anos e o atual já venceu. Nós precisamos urgentemente de um novo PNE que contemple as atuais necessidades da educação brasileira”, explica o representante da UNE.

A última pauta, e mais polêmica, é a validação de uma lei, já aprovada pelo congresso e senado, que destina 50% do fundo social do pré-sal para a educação. Depois de tramitada nas duas casas de lei do congresso, a lei foi vetada no final do último governo. Após a decisão do executivo, a lei volta para o congresso que apreciará o veto, aceitando-o ou rejeitando-o. “Nossa luta será para que a lei de fato seja aprovada. Com o recurso do pré-sal os recursos investidos em educação no Brasil seriam triplicados”, afirma o diretor executivo da UNE.

Inscrições

Até o dia 15 de junho o custo da inscrição é de R$ 50. Depois disso, até o dia primeiro de julho, as inscrições sobem para R$ 75. E, finalmente, de 1º de julho em diante as inscrições ficam em R$ 100. O valor prevê três alimentações diárias, transporte, alojamento e direito a participação em todos os eventos acadêmicos e culturais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Barragem com rejeitos nucleares em MG terá novo sistema em 14 meses
ESTADO
Grupo da UEMS apresenta dois espetáculos de dança nesta semana
BRASIL
Marinha disponibiliza navio para reforçar equipes no Delta do Parnaíba
MS
Criminalidade no Estado teve queda em 2019, diz governo
DOURADOS
Refinaria que deve gerar 300 empregos será inaugurada dia 25
Paranaíba
Inscrições para processo seletivo de estagiários seguem abertas em fórum
DOURADOS
Mostra Cultural Saberes Indígenas começa nesta semana
BRASIL
Mais de 70 mil candidatos fazem hoje vestibular da Unicamp
HU-UFGD
Mesa redonda e encontro de mães marcam o Dia da Prematuridade
TECNOLOGIA
Alto-falantes inteligentes chegam ao Brasil com novas funções e riscos

Mais Lidas

POLÍCIA
Vereador é agredido e roubado quando ia para igreja em Dourados
DOURADOS
Motociclista fica gravemente ferido após colisão no Parque Alvorada
FURTO
Casal é flagrado dentro de panificadora fechada na madrugada
DOURADOS
Mulher ameaça policiais com facão em abordagem por manobras perigosas