Menu
Busca sexta, 03 de julho de 2020
(67) 99659-5905

Diretor da UNE convoca UEMS para congresso nacional

24 maio 2011 - 14h52

O diretor executivo da União dos Estudantes (UNE), Patrique Lima, responsável pela comunicação da entidade, esteve na UEMS na manhã desta terça-feira. O objetivo da visita foi ampliar a divulgação do 52° Congresso da UNE (Conune) que acontecerá em Goiânia (GO) de 13 a 17 de julho.

De acordo com Patrique Lima, há duas formas de participação no congresso: como delegado ou observador. “A diferença é que o delegado tem poder de voto e o observador tem poder de voz, pode propor ou manifestar-se a respeito dos temas tratados”, explica.

Para o congresso é eleito um representante de cada campus universitário, e dois representantes dos campi com mais de dois mil alunos. Dessa forma, a UEMS poderá enviar até 16 representantes para o congresso. A expectativa dos organizadores é que a edição do Conuni em 2011 atraia 10 mil estudantes de todo o Brasil.

Pauta do congresso

No Conuni desse ano serão tratados temas diretamente ligados ao futuro da educação brasileira. O primeiro deles é uma luta que vem sendo encampada por diversos movimentos sociais brasileiros, a destinação de 10% do PIB do País para a educação. “Isso causaria um grande impacto no desenvolvimento da infraestrutura educacional do Brasil e aumentaria muito a capacidade de investimentos públicos na educação”, diz Patrique Lima.

A segunda pauta é a aprovação do novo Plano Nacional de Educação (PNE). “Este plano é válido por 10 anos e o atual já venceu. Nós precisamos urgentemente de um novo PNE que contemple as atuais necessidades da educação brasileira”, explica o representante da UNE.

A última pauta, e mais polêmica, é a validação de uma lei, já aprovada pelo congresso e senado, que destina 50% do fundo social do pré-sal para a educação. Depois de tramitada nas duas casas de lei do congresso, a lei foi vetada no final do último governo. Após a decisão do executivo, a lei volta para o congresso que apreciará o veto, aceitando-o ou rejeitando-o. “Nossa luta será para que a lei de fato seja aprovada. Com o recurso do pré-sal os recursos investidos em educação no Brasil seriam triplicados”, afirma o diretor executivo da UNE.

Inscrições

Até o dia 15 de junho o custo da inscrição é de R$ 50. Depois disso, até o dia primeiro de julho, as inscrições sobem para R$ 75. E, finalmente, de 1º de julho em diante as inscrições ficam em R$ 100. O valor prevê três alimentações diárias, transporte, alojamento e direito a participação em todos os eventos acadêmicos e culturais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTE
Grande Prêmio do Brasil de F1 pode ser cancelado
CAMPO GRANDE
1ª Câmara Criminal nega recurso de condenado por usar CNH falsa
BRASIL
Governo ainda estuda recriar Ministério da Segurança, diz Mendonça
CRIME AMBIENTAL
PMA desmonta acampamento de pescadores e apreende petrechos ilegais
PANDEMIA
Governo de MS prorroga medidas de apoio aos empresários
ELEIÇÕES
TSE adia prazos eleitorais de julho em 42 dias
BRASIL
CPB promove camping virtual com jovens atletas de natação
REGIÃO
Corpo é encontrado no Rio Paraguai
DOURADOS
Entardecer faz temperatura cair 5°C em pouco mais de uma hora
PANDEMIA
Entre as 10 com mais casos de coronavírus em MS, cidade retomará aulas presenciais

Mais Lidas

DOURADOS
Decretos sobre aglomerações, igrejas e comércio terão mais 10 dias de vigência
PANDEMIA
Dourados tem quatro mortes por Covid em 24 horas, uma das vítimas médico
DOURADOS
Comerciante encontra homem morto ao chegar para abrir estabelecimento
20 VEÍCULOS
"Bonde do contrabando" é apreendido abarrotado de produtos do Paraguai