Menu
Busca domingo, 22 de setembro de 2019
(67) 9860-3221

Direção do Prove apresenta projeto de Pesquisa à Fundect

05 dezembro 2003 - 16h37

A direção do Programa de Verticalização da Pequena Produção Agropecuária (Prove Pantanal) apresentou projeto de pesquisa à Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso do Sul) para um trabalho de avaliação das características físico-químicas e microbiológicas em produtos derivados do leite, oriundos da agroindústria familiar do programa, em função da variação da tecnologia de processamento. O projeto será coordenado pelo gerente de desenvolvimento rural da SDA/Idaterra, Alexandre Luís Giehl, mestre em Agroecossistemas, e pela coordenadora do Prove, Ana Cristina Ajalla, também mestranda em produção vegetal. Participam ainda José Luiz Meira Ribeiro, especialista em ciências e tecnologias de alimentos ; Luiz Eduardo de Rezende Valle, mestre em desenvolvimento local; Sandro Bones, mestrando em agronegócios; Arizoly Mendes, de Nova Andradina, médico veterinário e mestrando em produção e gestão de agroindústrias; Denise de Miranda, de Rio Brilhante, também veterinária e com mestrado em administração rural, e a engenheira de alimentos, Suzana Mascarenhas. Todos funcionários da SDA/Idaterra.Dentro do Programa Prove Pantanal cerca de 90% das unidades processam leite, transformados em queijo, iogurte e doce. Esses produtos sofrem inúmeras variações em função do leite de cada região, que sofre influência da forma de ordenha, controle de qualidade e processamento. Muitas vezes, até o mesmo fabricante apresenta diferenças num mesmo produto em diferentes épocas. Além disso, atualmente a pasteurização do leite é uma exigência legal para a fabricação de queijos, porém não é uma pratica dos agricultores familiares realizarem esse processo. A realização deste projeto pretende maior qualidade aos produtos, garantindo assistência às agroindústrias, com o desenvolvimento de tecnologias adaptadas à realidade local e em acordo com as exigências sanitárias.O projeto propõe o acompanhamento de sete produtores, quatro de queijo e três de iogurte, nos municípios de Mundo Novo, Nova Andradina e Campo Grande. Os produtos serão analisados quanto as suas características, sendo que as análises serão efetuadas no Cepaci, unidade de pesquisa do Idaterra, em Campo Grande. O programa Prove Pantanal tem como objetivo melhorar a qualidade de vida dos agricultores familiares, oferecendo possibilidades de aumento na renda, capacitação e profissionalização, sendo um dos principais programas de inclusão social do governo de Mato Grosso do Sul.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MARACAJU
Homem é preso por receptação e polícia recupera caminhão furtado
ECONOMIA
Termina hoje prazo para cliente da Caixa autorizar saques do FGTS
OPORTUNIDADES
Concursos: 17 órgãos abrem amanhã inscrições para mais de 1.500 vagas
OPERAÇÃO BOCAIÚVA
Ação apreende 11 filhotes de papagaios e aplica multa de R$ 60 mil
MEIO AMBIENTE
Semana da Árvore termina com plantio de mudas no Antenor Martins
FLAGRANTE
Guarda Municipal flagra "festinha social" lotada de menores
FÓRMULA 1
Vettel supera Leclerc, vence em Singapura e quebra jejum de 22 corridas
CONTRABANDO
Polícia apreende veículo com cigarros, pneus e essência de narguillé
ECONOMIA
Governo sanciona lei que facilita renegociação de dívidas com Agehab
DOURADOS
Campo-grandense é preso após roubar escritório de advocacia em Dourados

Mais Lidas

TRÁFICO
Polícia fecha "boca" e prende mulher seis dias após ela sair da prisão
DOURADOS
Em meio a crise do transporte escolar, responsável pela frota é exonerado
TRAGÉDIA
Criança morre em hospital e polícia investiga estupro de vulnerável
FLAGRANTE
Dupla é presa com espingardas e munições dentro de veículo