Menu
Busca sexta, 22 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221

Descaso do governo ainda causará tragédia no campo

26 junho 2015 - 06h24

O descaso evidente por parte do governo federal em relação aos conflitos existentes entre indígenas e produtores rurais ainda causará tragédia em Mato Grosso do Sul. O barril de pólvora ‘cultivado’ entre os dois lados ainda não explodiu e o receio maior é de uma nova Eldorado dos Carajás, no Estado do Pará.
O caso em questão ocorreu em abril de 1996 entre integrantes do Movimento Sem-Terra e a Polícia Militar e deixou 19 mortos num dos mais sangrentos confrontos agrários do país.

Quase 20 anos depois, em áreas sul-mato-grossenses, a briga entre os dois segmentos tende a se tornar fato parecido. Por isso a necessidade do governo em interferir e definir a questão.

O caso mais recente ocorreu em Coronel Sapucaia na quarta-feira, onde, segundo o Cimi (Conselho Indigenista Missionário), integrantes da comunidade guarani e kaiowá invadiram a fazenda Madama e travaram conflito com fazendeiros da região.

Em outras situações, lideranças, proprietários de terra e até policiais foram assassinados por conta da briga.

Os dois lados afirmam ser donos de terras. Índios remetem o fato a seus antepassados e contam com estudos de antropólogos, enquanto os produtores apresentam documentos oficiais como comprovante.

É nítido que ambos buscam razão para a posse de propriedade, porém, não tem como fazer vistas grossas para a grandeza que a situação se tornou. No Estado, existe uma guerra rural que se alastra por anos e diante das verdades de cada um, parece que o governo se exime do problema, lava as mãos para os fatos.

Pior ainda, força uma situação de inimizade entre as partes para que tudo seja resolvido entre eles e da pior maneira, na base da guerra.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Bruna Griphao deixa tanquinho à mostra durante passeio na cachoeira
RORAIMA
Venezuela fecha fronteira com o Brasil no horário determinado por Maduro
BR-060
Perseguição acaba com 3 presos e caminhonete com maconha apreendida
REPASSES
Ministro do STF dá mais um ano para Congresso regulamentar a Lei Kandir
CAPITAL
PM encontra saco com 78 quilos de maconha em terreno baldio
MEIO AMBIENTE
Duas jibóias e uma jararaca foram capturadas nesta quinta na Capital
UFGD
Trote do Bem aumenta o número de doadores de medula óssea
APOSENTADO
Sargento da PM pega 4 anos de prisão por matar mulher a tiros
DOURADOS
Guarda Mirim abre turma e recebe título de Utilidade Pública Estadual
MEC
Instituições federais de ensino de MS recebem R$ 2,61 milhões

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher que encomendou morte de marido é transferida para presídio
OPORTUNIDADE
Prorrogadas inscrições em processo seletivo para contratação de Assistentes de Atividades Educacionais
JARDIM PIRATININGA
Recém-nascida é encontrada sob tanque de lavar roupas em Dourados
DOURADOS
Investigado por estupro de enteadas, homem é preso com pornografia infantil no celular