Menu
Busca sábado, 18 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Delcídio quer ampliar programas sociais

08 agosto 2006 - 17h03

O candidato da Coligação Um novo Avanço para Mato Grosso do Sul, Delcídio do Amaral, garantiu nesta terça-feira, que, além de manter e ampliar os programas sociais implementados pelo governador Zeca do PT vai implantar uma rede de proteção social para articular ações que garantam às famílias com renda per capta mensal de até R$ 120,00 não só ações para transferência de renda, como acesso a habitação, treinamento da mão-de-obra, estímulo ao empreendedorismo e a criação de incubadoras para apoiar a instalação de microempresas e o reforço dos programas de microcrédito. Delcídio almoçou no restaurante Prato Popular, no bairro do Lageado, em Campo Grande, onde é servida uma refeição completa por apenas R$ 1, graças a uma parceria entre o governo do Estado e a iniciativa privada.  A principal preocupação de quem conversou com o candidato na Vila Pioneira e no Lageado foi saber se a partir de 2007 o governo vai manter os programas que hoje atendem 70 mil famílias em Mato Grosso do Sul, com R$ 136 por mês para os cadastrados no Bolsa-Escola, e R$ 100 para as famílias do Segurança Alimentar.- É com este dinheiro que agente consegue comprar um sapato, a roupa para as crianças, informa dona Maria José, atendida pelo bolsa-escola. Delcídio está convencido de que os programas de transferência de renda são medidas emergenciais para garantir as famílias mais carentes um mínimo de dignidade. - O desafio é dar condições para que estas famílias consigam se emancipar tenham emprego e renda que lhes permitam dispensar a ajuda do Governo. E é bom lembrar que em seis anos de funcionamento dos programas sociais, pelo menos 10 mil famílias atingiram esta conquista no atual governo. A proposta de Delcídio é que as famílias atendidas por estes programas tenham prioridade nos programas habitacionais.- Para quem tem renda baixa, ficar livre do aluguel é um passo importante para ter uma folga no orçamento, destaca.    A qualificação profissional vai ser outra prioridade de Delcídio, que além dos recursos da União, pretende destinar dinheiro do orçamento estadual para promover programas que ajudem os mais carentes a voltar ao mercado de trabalho ou até mesmo para que montem seu pequeno negócio.   

Deixe seu Comentário

Leia Também

BATAGUASSU
Carregada com fertilizante, carreta tomba na rodovia BR-267
POLÍTICA
José Paulo Martins vai assumir interinamente Secretaria da Cultura
DOIS IRMÃOS DO BURITI
Mulher é presa em rodoviária após fugir de hotel sem pagar conta
FILAS
Ministério Público quer barrar contratação de militares pelo INSS
RURAL
Semagro discute com setor produtivo criação do fundo agropecuário
SAÚDE
Anvisa interdita todas as marcas de cerveja Backer vendidas no país
RIBAS DO RIO PARDO
Malote com mais de R$ 37 mil de lotérica é roubado por dupla em moto
ECONOMIA
Feriados em dias úteis podem gerar perda de R$ 20 bilhões este ano
CORUMBÁ
Polícia pede prisão preventiva de pai que estuprou criança e ainda filmou
INTERNACIONAL
Bolsonaro deve assinar de 10 a 12 acordos comerciais em viagem à Índia

Mais Lidas

CAPITAL
Veterinária deixa motel em surto e morre embaixo de caminhão
DOURADOS
Homem é preso por destruir celular em operação deflagrada para esclarecer homicídio
DOURADOS
'Rua do medo' tem dois entregadores assaltados em 10 dias
TRÁFICO
Polícia flagra esquema de venda de droga no cartão em Dourados