Menu
Busca sábado, 18 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Delcídio diz que educação e emprego são prioridades

21 agosto 2006 - 09h00

O candidato da coligação Um novo avanço para Mato Grosso do Sul, Delcídio do Amaral, quer atrelar a educação ao planejamento estratégico do estado. - De que adianta formarmos todos os anos milhares de advogados e  economistas se a nossa vocação é a metalurgia, o turismo, a energia  e a agregação de valor à agricultura e à pecuária ?  - questiona o candidato, que está elaborando um programa de governo que prevê a abertura de escolas técnicas federais, o fortalecimento do ensino médio, com prioridade para cursos na área tecnológica, a expansão da Universidade Estadual (prevendo-se, inclusive a instalação de um campus em Campo Grande), e um trabalho conjunto com a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul), que também está se expandindo, e a UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).- Vamos fazer tudo de forma planejada, integrando os recursos do estado com os do governo federal, e buscando também parcerias com o SENAC e o SENAI, que têm grande experiência e tradição na formação de técnicos nas áreas de turismo, hotelaria, metalurgia e energia, além das escolas privadas, que podem suprir as lacunas que o poder público não consegue atender. Os projetos de desenvolvimento que estamos trazendo para o estado nas áreas de siderurgia, química e bio-energia operam com tecnologia de ponta e os nossos jovens precisam ser preparados, para que as empresas não sejam obrigadas a recrutar em outros estados a mão-de-obra necessária a tocar esses empreendimentos - esclarece Delcídio.Para o candidato, não existe segredo para garantir um futuro melhor para quem vive em Mato Grosso do Sul.- Meu programa de governo é pautado basicamente em duas coisas: geração de empregos e educação. A grande revolução que o Brasil precisa é a do emprego e a da educação. E eu não estou inventando a roda. Países como a Coréia do Sul e Cingapura, que hoje crescem a taxas de até 10 % ao ano, se tornaram verdadeiras potências econômicas porque há alguns anos decidiram investir no ensino de qualidade, na qualificação da mão-de-obra e na adequação do currículo escolar às novas tecnologias

Deixe seu Comentário

Leia Também

FLÓRIDA
Jovem é preso por posse ilegal de arma de fogo e mandado em aberto
DICAS
Prova do processo seletivo da Educação será neste domingo
CAARAPÓ
Polícia apreende maconha e haxixe em fundo falso de motocicleta
OPORTUNIDADE
Detran/MS inicia primeiro leilão de veículos para circulação deste ano
GUARDA
Traficante que queria ganhar R$ 12 mil vendendo drogas é presa em Dourados
EDUCAÇÃO
Matrícula de acadêmicos veteranos da UEMS começa dia 27 de janeiro
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 27 milhões neste sábado
CAPITAL
Com tiro na nuca, foragido é levado para hospital em estado grave
COMER BEM
Restaurante Senhoritta realiza roda de Chamamé com costelão e acompanhamentos
SONHO DO CARRO
Abevê realiza sorteio de dois veículos 0Km neste sábado

Mais Lidas

CAPITAL
Veterinária deixa motel em surto e morre embaixo de caminhão
DOURADOS
Homem é preso por destruir celular em operação deflagrada para esclarecer homicídio
DOURADOS
'Rua do medo' tem dois entregadores assaltados em 10 dias
TRÁFICO
Polícia flagra esquema de venda de droga no cartão em Dourados