Menu
Busca terça, 25 de setembro de 2018
(67) 9860-3221
MS

Defesa Civil inicia serviço de alerta de desastres naturais via SMS

Defesa Civil inicia serviço de alerta de desastres naturais via SMS

14 janeiro 2018 - 14h20Por Notícias Governo MS

Começa nesta segunda-feira (15.01) o envio de alertas de desastres naturais via SMS pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Mato Grosso do Sul, com o objetivo de agilizar medidas preventivas que garantam a segurança da população. No Estado, 20 municípios estão sendo monitorados por conta das fortes chuvas, estando 16 deles sob decreto de situação de emergência.

“É uma importante ferramenta que vai auxiliar nosso trabalho nesse período crítico de chuvas. Podemos enviar tanto alertas para vários municípios ao mesmo tempo, quanto específicos, por exemplo, somente à população de Coxim informando sobre o nível alto do rio Taquari e orientando a população ribeirinha de como agir”, exemplifica o coordenador-adjunto da Defesa Civil Estadual, tenente-coronel Fábio Catarinelli.

Para ter acesso ao serviço gratuito, basta responder ao SMS que deverá ser enviado pelas operadoras de telefonia contendo a seguinte mensagem: “Defesa Civil Nacional informa: novo serviço de envio de SMS gratuito com alertas de áreas de riscos. Para se cadastrar responda para 40199 com CEP de interesse”.

Ao receber a mensagem, o cidadão interessado em receber os alertas deverá responder com o Código de Endereçamento Postal (CEP) de interesse. A partir daí ele receberá os alertas sempre que houver situação que requeira atenção especial ou medidas preventivas.

“Não se trata de mensagens de previsão do tempo, somente dos alertas quando precisarmos avisar a população para uma situação extrema”, explica o coordenador-adjunto da Defesa Civil. Ele reforça que ao receber o alerta a população não deve entrar em pânico, mas ficar atento às informações para agir preventivamente. 

Implantação

O mesmo usuário poderá cadastrar mais de um CEP para receber os alertas. Também poderá descontinuar o serviço quando desejar. Sistema semelhante de alerta opera em mais de 20 países. No Brasil, o modelo foi desenvolvido pelo Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) e teve início com projeto piloto em Santa Catarina, em fevereiro do ano passado.

Ele é decorrente da Lei 12.983/14 que trata da execução de ações para prevenção em áreas de risco e que tornou obrigatório que as empresas de telefonia transmitam gratuitamente alertas sobre o risco de desastres naturais à população. A implantação tem sido gradativa e a previsão é que até março deste ano esteja em funcionamento em todo o território brasileiro. Apesar da abrangência nacional, os alertas são regionalizados emitidos pelas Coordenadorias Estaduais de Defesa Civil.

Caso por algum motivo o cidadão não receba a mensagem de sua operadora, pode solicitar o cadastramento enviando SMS para o número 40199 com seu CEP de interesse. No caso de mais de um CEP, deverá ser enviada uma mensagem para cada endereço.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Aline Riscado curte praia com amigas e impressiona com corpão sarado
UFMS
PF investiga denúncia de acadêmico que ameaçou professores e alunos
OPORTUNIDADE
CIN abre vagas a curso de comércio exterior em Dourados
CAMPO GRANDE
Prefeitura abre inscrição para contratar médicos com salário de R$ 12 mil
UEMS
De Pais para Filhos chega em Dourados no próximo fim de semana
CAPITAL
Com suspeita de tuberculose, idosa espera vaga em hospital há 5 dias
PROGRAMA
Governo lança plano para reduzir à metade nº de mortos no trânsito
ANASTÁCIO
Após engravidar do pai, adolescente dá à luz e decide criar bebê
ELEIÇÕES 2018
TSE aceita registro de candidatura de Haddad à Presidência
EDUCAÇÃO
ProfLetras de Dourados abre processo seletivo para alunos regulares

Mais Lidas

DOURADOS
Adolescente é encontrado baleado na rua e morre no HV
DOURADOS
Justiça mantém flagrante, mas concede liberdade a suspeita de alterar cena do crime
DOURADOS
Polícia encontra bilhete com “mula” e fecha entreposto de drogas no Estrela Porã
OPERAÇÃO REMAKE
Gaeco cumpre mandados e apura desvio de R$ 670 mil em sindicato