Menu
Busca segunda, 18 de março de 2019
(67) 9860-3221

Tradição das festas juninas e julinas é levada aos presídios do Estado

15 junho 2011 - 12h08

A Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) realiza este mês uma programação de festas caipiras em estabelecimentos penais de regime fechado da Capital e do interior do Estado. A iniciativa faz parte do calendário escolar e tem por objetivo contribuir com a reinserção social dos internos, já que os festejos fazem parte da tradição cultural do País.

Durante os festejos são realizadas brincadeiras, barracas com variadas comidas típicas, apresentação de danças e a tradicional quadrilha, com reeducandos formando “casais”.

As festas são promovidas por meio da Escola Pólo “Regina Anffe Nunes Betine” – responsável pelo ensino nas unidades penais de Mato Grosso do Sul – e das direções dos presídios, e são destinadas, principalmente, aos internos que estudam. Os enfeites são preparados pelos próprios reeducandos, durante o período das aulas.

Conforme o cronograma oficial, na Capital, o Instituto Penal de Campo Grande abre o período de quermesses no dia 17; o evento terá início às 9h, com a participação de alguns custodiados no Centro de Triagem, que estudam. O presídio feminino fecha o mês (30) com sua festa junina, a partir das 13h. Já no Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho, será uma festa julina, com a comemoração na tarde do dia 1°.


###Interior

Nas unidades prisionais do interior os festejos já começaram na última sexta-feira (10), no Estabelecimento Penal de São Gabriel do Oeste e na Penitenciária de Dois Irmãos do Buriti. Até um “casamento real” foi encenado pelas internas de São Gabriel.

Na próxima segunda-feira (20), será a vez do Estabelecimento Penal Feminino de Bataguassu celebrar com as reeducandas. Em Dourados, custodiados da Penitenciária Harry Amorim Costa participam da comemoração junina na terça-feira (21), no período matutino. No dia 22 será em Paranaíba e Jateí, às 8h, e em Jardim e Cassilândia, às 13h30. Nas unidades penais masculina de Navirai e feminina de Rio Brilhante a quermesse acontece no dia 28, a partir das 8h30 e 9h, respectivamente.

Em julho os festejos prosseguem no Estabelecimento Penal Masculino de Rio Brilhante e no Estabelecimento Penal Feminino de Ponta Porã, no dia 1º. Em Corumbá, apenas o presídio destinado às mulheres terá festa este ano, devido às obras de reforma no masculino, o evento será no dia 7.

As festas caipiras em estabelecimentos prisionais de Mato Grosso do Sul administradas pela Agepen serão encerradas no dia 8, com a comemoração na Unidade Penal Ricardo Brandão, em Ponta Porã, e no Estabelecimento Penal de Três Lagoas.

De acordo com a direção da Escola Pólo “Regina Anffe Nunes Betine”, a realização das comemorações juninas e julinas em presídios do Estado atende o calendário escolar, assim como ocorre nas demais escolas da Rede Estadual de Ensino. Paridade que demonstra o sucesso na parceria entre as secretarias de Justiça e Segurança Pública, por meio da agência penitenciária, e de Educação, no sentido de garantir o direito de estudar ao reeducando.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Projeto Florestinha realiza Educação Ambiental para mais de 3 mil alunos
CASSAÇÃO
Investigação que definirá futuro de Cirilo Ramão na Câmara terá continuidade
POLÍCIA
Casal carioca é preso após polícia encontrar maconha em caminhonete
CONHECIMENTO
Fundesporte realiza dia 22 o III Fórum de Políticas Públicas de Esporte e Lazer do MS
DOURADOS
Mulher é empurrada de moto durante assalto no Flórida
DOURADOS
Rapaz é surpreendido pelas costas e roubado próximo ao shopping
CONFLITO INDÍGENA
Moro mantém Força Nacional em Caarapó por mais 90 dias
ESTADUAL
Sete termina fase de grupos em 3º e pega o Aquidauanense nas quartas
JÓQUEI CLUBE
Em ocorrência de perturbação, homem é preso por tráfico em Dourados
SEGUNDA
Chuva forte deixa o trânsito conturbado em Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Colisão termina com mulher presa nas ferragens e semáforo no chão
POLÍCIA
Mulher é morta pelo marido com golpes de machadinha na frente do filho
FEMINICÍDIO
Vendedora morta pelo marido mostrava carinho pelos filhos e começava nova jornada na educação
APÓS CHUVAS
Erosão “engole” parte de rodovia em MS