Menu
Busca sexta, 03 de julho de 2020
(67) 99659-5905

MS Canta Brasil apresenta o novo talento nacional da MPB, Maria Gadú

02 junho 2011 - 11h52

O Governo do Estado, por meio da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), traz para o palco do projeto MS Canta Brasil, a revelação paulistana da MPB, Maria Gadú e a Rock cool da Dimitri Pellz. O ‘MS Canta’ acontece no próximo domingo (5), a partir das 17h30, no Parque das Nações Indígenas. A entrada é franca.

Como uma profetiza, Gadú revela em sua principal composição, Shimbalaiê, “Ser capitã desse mundo, poder rodar sem fronteiras e viver um ano em segundos”. É exatamente isso que acontece em sua carreira. As coisas acontecem muito rápidas na vida da jovem paulistana de 22 anos. Em menos de cinco meses chegou ao Rio, fechou contrato com a gravadora para o lançamento do disco de estréia e atraiu à sua temporada no Cinemathèque ninguém menos que Caetano Veloso e Milton Nascimento, além de uma penca de outros artistas, críticos musicais, cineastas, atrizes, descolados e músicos.

Foi tocando em casas na Barra da Tijuca que Maria Gadú conheceu artistas da globais, e surgiu daí, o convite para fazer uma participação na minissérie Maysa. A passagem na TV foi pequena, mas a sua apresentação na festa de lançamento do programa rendeu o encontro com a Som Livre e o interesse da gravadora.

Quando Gadú sobe ao palco, qualquer desavisado pode achar que ela faz parte de uma nova onda rock´n´roll, meio punk, meio indie. Ousada, ela parece mesmo que vai chegar cheia de atitude; mas basta abrir a boca, para a cantora mostrar suavidade em forma de MPB, com tudo muito próprio: letra, música e voz. Este contraste surpreende e seduz.

Gadú agora vive um novo projeto, O encontro no palco com Caetano Velozo, que começou a nascer a quase um ano, numa festa fechada e teve continuidade no Prêmio Multishow. A sintonia foi tanta, assim como a repercussão junto aos fãs de ambos, que o flerte virou um namoro musical firme.

####Dimitri Pellz

A banda leva o nome de um revolucionário russo que acreditava, ao mesmo tempo, no comunismo e no Rock and Roll, executado na década de 50. O russo tinha compactos de música americana em plena cortina de ferro. Outra história torna Dimitri em um travesti para poder fugir da Rússia com vida, e hoje vive na Tailândia, mas o nome é relevante para a sonoridade roubada, e eles não se acanham de saquear tudo o que vêem e ouvem pela frente: riffs do Mudhoney, trejeitos de polca fronteiriça, o sexy-cool da new wave e a presença de palco destruidora de um Iggy Pop. Sedutor e Subversivo. Assim é a Dimitri pellz.

A versátil Maíra Espíndola é quem dá a voz à banda. Versátil por ser artista plástica, cantora e excelente dançarina de tango, papel que faz ao lado do tio, Humberto Espíndola, em apresentações com a família. Heitor Teixeira (baixo), André Samambaia (teclados), Thiago Silva (guitarra) e Jean Albernaz (bateria) completam a banda.

Uma das bandas mais viajadas de Mato Grosso do Sul, passou por Goiás, Recife, Mato Grosso, Rondônia, Paraná, São Paulo… A banda tem em seu portfólio matérias em jornais e revistas como Rolling Stone, Trama Virtual (rádio) Veja, Folha de SP e pela revista da Gol (transportes áereos). Festivais e prêmios são vários, destaques para o Festival América do Sul e prêmio MTV Rock do Mato de melhor show de 2009.

####MS Canta Brasil

O projeto MS Canta Brasil, neste ano de 2011, tem a previsão de cinco edições, sendo que a Garota Carioca Fernanda Abreu e sul-mato-grossense Marina Dalla inauguraram o projeto em abril

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Pandemia vai afetar todas as áreas da educação no país, diz Inep
MATO GROSSO DO SUL
Povo terena celebra asfalto após 40 anos de luta
CAMPO GRANDE
Justiça concede R$ 300 mil a membros de família sobreviventes de acidente
CORUMBÁ/LADÁRIO
Carros de aplicativos são autuados durante fiscalização
PANDEMIA
Assembleia oficializa calamidade pública em Pedro Gomes, Deodápolis e Ivinhema
BRASIL
Municípios sugerem financiamento para prefeituras pagarem precatórios
POLÍCIA
Mulher denuncia ter sido estuprada por três rapazes na capital
PANDEMIA
Mortes por coronavírus chegam a 105 em MS, após dia com 14 registros
TRÁFICO DE DROGAS
Homem é preso ao transportar grande quantidade de droga na BR-463
SAÚDE PÚBLICA
Dourados é recordista em chikungunya e 2020 é o 2° ano com mais registros da doença

Mais Lidas

DOURADOS
Decretos sobre aglomerações, igrejas e comércio terão mais 10 dias de vigência
PANDEMIA
Dourados tem quatro mortes por Covid em 24 horas, uma das vítimas médico
DOURADOS
Comerciante encontra homem morto ao chegar para abrir estabelecimento
20 VEÍCULOS
"Bonde do contrabando" é apreendido abarrotado de produtos do Paraguai